“Como comemorar um dia dedicado ao professor, sem nenhum real no bolso”

Como comemorar um dia dedicado ao professor, sem nenhum real no bolso por falta de pagamento. Eis as considerações do poder público com a classe dos professores. Infelizmente não temos muito o que colaborar. Somos a classe que busca levar informações, que faz as crianças serem pensantes, somos a única classe que forma todas as outras profissões. É preciso mais respeito com a categoria, onde lutamos para da o melhor. Sem professor não há informações precisas. Sem professor não conhecimentos pedagógicos. Valorizar professor não é obrigação é reconhecimento. No Japão somos a única classe que os políticos baixa suas cabeças. Aqui no Brasil os governantes colocam a polícia para amedrontar a nós quando lutamos pelos nossos direitos. Assumimos sim papel importante na sociedade, assumimos papel de pai e mãe. Quantos alunos não se espelham no seu professor. Hoje eu reconheço e agradeço por cada professor que me inspiraram e até hoje quando passo por cada um falo e lembro de cada conselho. Vanda Leão, Wilza, Cantalice, Roberto do Padre, Fal, Ednalva, Neutra, Cláudio Praça, dentre outras outros que ainda estão vivos, im memória tive Esmeralda, Zezinha Vasconcelos, Nerinha. Foram tempos de respeito e compreensão, muitos anos de aprendizagem e dignidade. E hoje qual o reconhecimento que temos, a começar pelo poder público, família e até parte dos alunos. Não queremos festas, mas respeito e que cumpram com seus compromissos com a categoria. Não tenho vergonha de ser professor. Hoje estou ao ponto de me aposentar, entrando para os meus 35 anos de missão cumprida, para uns fui um bom professor, para outros ficamos a desejar, para outros não servimos pra nada. Mas o que importa que fiz a minha parte, não conseguimos a agradar a todos, pois, até o próprio Jesus foi trocado por um ladrão, imagine eu?

Professor Roberto

Share

Pensamento do leitor…

A sua opinião em nossas redes sociais ganha destaque aqui na home principal do site. Faça como a leitora abaixo e participe do debate do dia-a-dia de Bezerros. Clique na imagem para ver outros comentários.

Share

CÂMARA MUNICIPAL DE BEZERROS PODERÁ IR PARA O FÓRUM ANTIGO

Por iniciativa da Associação dos Advogados de Bezerros, contando com apoio de outros órgãos governamentais e civis, na gestão municipal de Elizabete  Maria  Silva de Lima, – “BETE DE DAEL”-, com a doação de área necessária para assentamento do  o novo prédio do Fórum Judicial que veio a ser uma realidade. Fora inaugurado  29 de março passado. Será utilizado  para uso das Varas Judiciais que se instalarão no novo e arrojado  prédio. Há a necessidade de instalação a de Vara Penal para  desafogar as varas já existentes. Hoje existe espaço interno. É possível ainda a instalação do Cartório Eleitoral –  ´TRE -” Cartório de Registro de Imóveis, Defensoria Pública. Sala da Ordem dos Advogados e  Cartório de Tabelionato.  Em consequência o prédio do Fórum atual está no momento  desativado e sem uso pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco –  TJPE -. O Presidente da Associação dos Advogados de Bezerros, DR. Edgar Lino Ferreira já oficiou a Presidência daquela Corte Judicial, para que  ali sejam  instaladas  as lides legislativas da Câmara Municipal de Bezerros.  Nesta legislatura,  a empreitada está gerando series de criticas, e em evidencias.  Oque é notório  a Edilidade de Bezerros não se encontrar  bem aparelhada no local atual.  Os Senhores Vereadores não  possuem  gabinetes apropriados e adequados  para o exercícios de suas atividades legislativas, não tem espaço para receberem seus correligionários. E, por outro lado a família de Coronel  Salviano Machado Filho, doador daquele prédio, localizado à Rua Coronel Bezerra, centro da cidade,  afirma que  a doação fora  exclusiva  para ter lugar naquele local  a promoção de artes, saraus  culturais,  exposições de artes visuais  e demais atividades correlatas, conforme constam especificamente na Escritura  Pública de Doação para a municipalidade. Os atuais membros daquela  família demonstram a insatisfação pela ocupação do tal prédio, uma vez que na “Escritura Pública” citada constam ainda estes destaques:  – Não  deverá ocorrer no átrio do tal prédio: Saraus  Dançantes e exercício de atividades  politicas partidárias. ”  Assim sendo Dr. Edgar Lino, vem amenizando tal situação com os membros da família insatisfeita,  tornando possível a transferência das atividades legislativas para o prédio desativado  do Fórum local, que poderá  ser  utilizado pela Edilidade, com adaptações necessárias. Desta forma a Câmara Municipal estará bem instalada, com gabinetes para todos os Vereadores e com amplo local para estacionamentos. E por outro lado o atual prédio da Edilidade passará a ser utilizado pelas respectivas Secretarias Municipais, direcionando atividades de finalidades culturais, como estabeleceu  o doador Cel. Salviano Machado Filho e demais membros da iminente família  da  sociedade local. Face atual situação Dr. Edgar Lino, vem mantendo contato com o atual Presidente da Câmara Municipal  – GABEIRA, visando contatos imediatos e vários junto ao Tribunal de Justiça para que tal viabilização ocorra o mais breve possível e a cessão daquele prédio localizado na  Av. Agamenon Magalhães, –  ora  pleiteando por  Cessão de Uso – ”  por comodato, pelo período de 30  anos, ou a doação do imóvel a Edilidade local. ( EDLIFE Jorn.Rep.Fot.DRT – RJ 14.585)

Share

Pensamento do leitor…

A sua opinião em nossas redes sociais ganha destaques aqui na página principal do site. Faça feito o leitor abaixo que criticou a não instalação da Base do GATI em Bezerros. Clique para ver outros comentários.

Share

Lideranças e o mutirão no São Rafael

Inauguração de telefone público no Ceará

O que deveria ser uma ação do dia-a-dia da cidade tem ganhado destaque de um grande acontecimento. O mutirão de zeladoria realizado pela prefeitura no bairro São Rafael atraiu ao menos cinco lideranças que apontam a realização como sendo de sua iniciativa. Bezerros voltou aos temos onde simples terraplagem e limpeza de bueiros provocam grandes alaridos na classe política da cidade.

Share

Pensamento do leitor…

APELO

Trabalhávamos na UMSJ por empenho e recebíamos sempre o mês anterior. Em julho veio a notícia que estávamos sendo desligados da unidade por falta de verba. Questionamos a respeito do nosso dinheiro dos dias trabalhados e falaram que iríamos receber normalmente e sem previsão, pois começo do mês começa o pagamento dos efetivos e depois dos contratados. E nós, como vamos ficar? Esta situação é com todos os que trabalhavam e seriam remunerados através de empenho.

O (a) leitor (a) fez as revelações sob anonimato.

Share

Pensamento do leitor

Bom dia!
Gostaria do bom senso por parte da secretaria de infraestrutura de Bezerros, tivesse um olhar especial para o Bairro São Rafael para fazer uma terra planagem em todas as ruas. Pois por parte da secretaria de finanças já teve está atenção enviando uma carta convidando os moradores para comparecer e atualizar seus dados imobiliários para começar a pagar IPTU.

Professor Roberto

Share

Pensamento do leitor

No Bezerros Hoje a opinião do internauta ganha destaque em nossa home principal. O leitor abaixo faz crítica as vagas de empregos publicadas pelo governo do estado, através da Agência do Trabalho de Bezerros. Ele explica o porquê?

Share

Pensamento do leitor

A leitora abaixo fala da importância da mobilização popular para que as ações governamentais aconteçam. “Alvo de protesto no ano passado, creche é reinaugurada na Serra Negra”. A sua opinião em nossas redes sociais gamham destaques aqui na página principal do site.

Share

Pensamento do leitor

A sua opinião em nossas redes sociais ganha destaque aqui na página principal do site. O leitor abaixo comenta sobre a quase tragédia com ônibus que faz o transporte de pacientes de Bezerros para tratamento na capital.

Clique para ler mais comentários sobre o fato
Share

Coluna Voz política: “Fulano é filho de quem?”

“Fulano é filho de quem?”

Porque o medo de alguns com novas pessoas surgindo na política de Bezerros

Não é de hoje que as decisões políticas do município tem se restringido na última década a um grupo, que luta eleição a eleição para não deixar o poder, o pior de tudo é que é apenas pelo poder. Fazem piada, subestimam e principalmente intimidam ao questionar: “Fulano é filho de quem?” numa clara evidência que para esses alguns, a política não cabe aos sonhadores sem berço tradicional, esses podem ser ousados e destemidos, o que não agrada muito aos “experientes” do mundo político.

Em Bezerros parece regra desacreditar das novas lideranças que possam surgir, isso tem afastado muita gente boa do cenário político. Mais um evento vem aí, as eleições de 2020 já batem a porta de uma cidade que pede socorro às pessoas que estejam interessadas em dialogar Bezerros, com humildade, respeitando as diferenças e com a intenção de unir quem deseja mudança. Esse sentimento deverá ser mais do que uma luta por troca de pessoas, e sim de uma nova conquista onde novos bezerrenses possam ser oportunizados e convocados à contribuir por méritos e por de fato apresentar soluções a questões que a cidade necessita urgentemente priorizar. 

Não pode uma, duas ou três pessoas acharem que mandam em nosso município, que as decisões somente pertence a eles, mais do que nunca é tempo de renovação política. E quando a infeliz pergunta soar como tom de desmotivação: “Fulano é filho de quem?” seguirá como resposta:  “Somos filhos de Marias e Joãos” e vamos falar sobre política!”  A participação das novas lideranças, unidas as que já se destacam no cenário político defensoras da renovação política, serão sem sombra de dúvidas; o basta! que Bezerros vem necessitando escutar desde o início dos anos 2000, onde parece que a nossa cidade ainda vive ou sobrevive.

Opiniões: instagram @ericksonclaudino                                  E-mail: ericksonclaudinno@gmail.com

Share

Pensamento do leitor

O seu comentário em nossas redes sociais ganha destaque em nossa página. O leitor abaixo destaca o custo patronal que um funcionário público de Bezerros vai reapresentar para o município dá sustentabilidade a sua previdência municipal.

Share