Estão abertas as inscrições para o Concurso de Passistas

 O processo de inscrição para o Concurso de Passistas do Carnaval de Bezerros já teve início. A partir desta segunda-feira, 11, até o dia 15 de fevereiro, aqueles que desejarem participar da disputa devem procurar a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, localizada na Rua XV de Novembro, nº 35, Centro (antigo prédio da Coletoria), portando RG ou registro civil, CPF e comprovante de residência.

            São mais de R$ 4 mil em prêmios, no masculino e feminino das categorias Mirim (8 a 11 anos), Infantil (12 a 15 anos), Juvenil (16 a 19 anos), Adulto (20 a 35 anos) e Master (acima de 35 anos).            O concurso acontece no dia 28 de fevereiro, a partir das 19h, no Palco Cultural (em frente à Prefeitura de Bezerros). Vale lembrar que a inscrição é totalmente gratuita para todas as categorias e que serão avaliados os seguintes itens: coreografia, desenvoltura, conjunto e tempo de apresentação.

Share

Pedro da Silva e a paixão pelo artesanato de Bezerros

Fã do escultor Aleijadinho, artesão do Agreste pernambucano afirma que viver da cultura local proporciona o prazer de trabalhar

Leia Já – Às margens da BR-232, no KM 107, na cidade de Bezerros, Agreste pernambucano, o ateliê de José Pedro da Silva chama a atenção pela grandiosidade. O espaço criativo do artesão está a todo vapor desde que o ano começou, recebendo encomendas de prefeituras ao redores do município que desejam ter suas peças enfeitando ruas e repartições públicas no período de Carnaval.

Dividindo o trabalho com três colaboradores, Pedro confecciona os pedidos dos clientes como fossem os primeiros da vida, concentrado para que cada detalhe saia do jeito que lhe foi solicitado. Perfeccionista em todas as suas produções, o pernambucano de 55 anos afirma que a paixão pelo artesanato começou quando ele era ainda criança. “A arte está em mim desde pequeno. Ela [arte] é um dom e para isso não tem escola. Eu não tive auxílio de ninguém. Tudo fui descobrindo sozinho”, relembrou, em entrevista ao LeiaJá.

Após colocar em prática todos os conhecimentos adquiridos pela vontade e intuição, Pedro percebeu que Bezerros não estava lhe retribuindo da maneira que havia investido no início da carreira. Pensando em dar uma guinada na vida, ele resolveu deixar a sua terra para arriscar em São Paulo os planos profissionais. O tempo passou, Pedro se adaptou aos novos costumes da capital paulista, mas sempre pensava no que poderia oferecer futuramente para o povo de Bezerros.

Misturando razão e emoção, Pedro sonha em viver de vez da sua arte em Pernambuco. Enquanto a vontade não se concretiza, ele vai dividindo a atenção dos familiares em São Paulo com a tradição popular dos bezerrenses. “Comecei a voltar para cá aos poucos, além de ter a pretensão em morar de vez aqui e fazer as minhas coisas. Quero continuar mostrando a minha arte. Sem ela não existe cultura, e sem cultura nós não somos ninguém”, pontua.

Focado também em outras festividades que movimentam o Estado, como o São João, José Pedro não poupa a mente quando o assunto é montar suas peças, independente do material que faz parte da tradicional máscara de Papangu, seja ele em papel machê, poliéster ou argila. O sonho de retornar para a sua cidade natal não tem dia a hora, mas Pedro, fã do escultor mineiro Aleijadinho, acredita que viver da própria arte lhe proporciona revisitar o passado com a certeza de que tudo conquistado até hoje foi consequência da sua dedicação. Veja vídeo aqui

Share

Oficinas de máscaras terão início na próxima segunda (11)

Durante os dias 11, 12, 13, 14, 15, 18, 19, 20, 21 e 22 de fevereiro, acontecerão as oficinas de máscaras em Bezerros. Ofertadas gratuitamente, elas irão ocorrer no horário das 8h às 11h e das 13h às 16h. As aulas acontecem na Associação dos Artesãos, localizada no antigo prédio da Cadeia Pública. Escolas também podem participar e o agendamento deve ser feito na Associação ou através do telefone: (81) 99248-1311.

Share

Inscrições para o Concurso dos Papangus já estão abertas

O processo de inscrição para o Concurso dos Papangus já teve início. A partir desta terça-feira, 5 de janeiro, até o dia 8 de fevereiro, aqueles que desejarem participar do concurso devem procurar a Secretaria Municipal .de Turismo e Cultura, localizada na Rua XV de Novembro, nº 35, Centro (antigo prédio da Coletoria).

            São mais de R$ 24 mil em prêmios. A Categoria Adulto terá três modalidades: IndividualDupla e Grupo, sendo as mesmas divididas em Tradicional e Estilizada. A Categoria Infantil e Infanto-Juvenil terá duas modalidades: Infanto-Mirim (0 a 7 anos) e Infanto-Juvenil (8 a 14 anos).

            O concurso da Categoria Adulto acontece no domingo de Carnaval, a partir das 9h30min, na passarela do Palco da Praça Centenária, enquanto que a Categoria Infantil e Infanto-Juvenil será na terça-feira de Carnaval, a partir das 10h, no Espaço Criança (Praça da Bandeira). Vale lembrar que a inscrição é totalmente gratuita para todas as categorias e modalidades.

Share

Inscrições de blocos para o carnaval vão até o dia 31

A Secretaria Municipal de Turismo e Cultura lembra aos organizadores de blocos e troças que as inscrições para o Carnaval 2019 vão até o dia 31 de janeiro, atendendo aos requisitos da portaria nº 051, de 7/1/2019, da Secretaria de Defesa Social. Se você tem algum bloco e deseja desfilar no Carnaval deste ano, procure imediatamente a Secretaria de Turismo, que está localizada na Rua XV de Novembro, 35, Centro (prédio aonde funcionava a Coletoria), das 7h às 13h. Mais informações, através do telefone (81) 3728-6706.

Share

Há 04 anos sanfoneiro tem alegrado as tardes de domingo com muito forró em Bezerros

Há 04 anos o sanfoneiro Irineu Ferreira , o Beleu, natural de São Joaquim do Monte, teve a ideia de alegrar as tardes de domingo com muito forró e baião. Tudo começou na lanchonete do Gordo, na Ponte do Comércio e a ideia vingou, passando a ser na Praça da Bandeira, e hoje reúne vários sanfoneiros bezerrenses e até de outros lugares da região. Com o passar dos tempos, o trio pé de serra passou a ser chamado de trio Pé Duro e todos os domingos faz a festa na Praça da Bandeira, reunindo um público de pessoas amantes da música nordestina, na Barraca do Vavá, com o reforço de outros instrumentos e músicos.

Share

A CULTURA EM FESTA…


Era década que noventa, um prefeito sonhador e de uma sensibilidade cultural incrível, trazia para Bezerros uma semente rica e com talento admirável chamado Carlos Marques . A propósito, oficinas de danças voltadas a professores… Bem, o saudoso Lucas Cardoso não trazia só um arte-educador ou um bailarino, ele trazia um ARTISTA que mudaria a visão cultural da cidade. Tudo era muito novo, desafiador, duvidoso, mas com a riqueza cultural e artística que chegava em nossa cidade, provavelmente seria um projeto sólido, vindo pra ficar. A culminância era a adesão cada vez mais por uma novidade que veio agregar valor e não uma moda passageira, afinal tratava-se de estudar etimologicamente a cultura de Bezerros e Pernambuco. Com apresentações discretas, pequenas e com figurino simples, os professores começaram o trabalho de disseminar a cultura através da dança pelos eventos da cidade. Plantaram sementes fortes que germinaram e os pequenos tablados e salas pequenas viraram palcos de todo Brasil. Inovaram no figurino numa evolução constante, diferenciaram na aplicação da meia máscara, nasceram grandes pra ficar na história. Quantos obstáculos, quantas lágrimas, bingos e rifas esses bailarinos fizeram, quantas reuniões que não deram resultados, quantos puxões de orelha para buscar a excelência? Se passaram vinte e dois anos de tantas lutas e conquistas, perpassando por altos e baixos mas continuaram firmes porque a proposta sempre foi o ” PRAZER DE DANÇAR A CULTURA PERNAMBUCANA”.
Foi uma escola que ensinou além de Cultura e arte, a ser GENTE, a serem multiplicadores da emblemática cultura pernambucana. Dos palcos saíram Cantores, Professores, Bailarinos, Nutricionistas, Empresários, etc… Também pudera, o incansável, profissional, admirável, o MESTRE que ensinou tudo isso foi nosso amado CARLOS MARQUES!
Parabéns a todos que fizeram e fazem parte deste grupo que leva o nome de Bezerros e Pernambuco aos quatro cantos do Brasil!
Orgulho nosso….
Obrigado Carlos, você não tem noção da sua importância entre nós como pessoa e propulsor de toda história Cultural de nossa cidade.
Já está na hora de Bezerros ter um centro cultural, um espaço para que seus talentos possam ensaiar, montar espetáculos com dignidade. Afinal, os grupos viajam o Brasil inteiro levando nossa cultura, porém, em sua própria cidade, não tem uma estrutura para sua manutenção, continuação e apresentação.
👺🤡👹PATRIMÔNIO DA CULTURA PERNAMBUCANA👺🤡👹
São 22 anos sempre com o PRAZER DE DANÇA A CULTURA PERNAMBUCANA!

Sérgio Brayner

Share

Reunião discutiu regras do carnaval com diretores de blocos e troças

Aconteceu nesta quinta- feira (17) no auditório da GSP ( Gerência de Segurança Pública), encontro para comunicar aos blocos novas regras da SDS ( secretaria de defesa social), horários de concentração, saída, entre outras informações, a secretaria de turismo através de Vando Dias estará dando suporte como fazer este comunicado via e-mail da SDS, diversos temas do carnaval foram abordados que já e de conhecimento dos diretores de blocos.
Atenção diretores blocos procurem a secretaria de turismo prazo de cadastro até dia 31 de janeiro que não fizer o cadastro está fora da proteção policial.
Participaram da reunião as seguintes autoridades delegado da seccional Caruaru Dr Bruno Vital, novo delegado de Bezerros Dr Victor Freitas, comandante da polícia militar em bezerros capitão Ivo Moura, e sargento Adeison , o debate foi interessante com discussões pontuais.
Secretario Vando Dias coordenou a reunião .

Por Antônio Monteiro

Share

ACAR, um projeto de vida para os jovens de Sapucarana

O Distrito de Sapucarana, atualmente com 8 mil habitantes, acaba de ser contemplado com a criação da Associação Cultural Arte & Renascimento (ACAR), um projeto do jovem Arthur   Bruno Gonçalves, conhecido no distrito pelo desempenho destacado na banda marcial da Escola Municipal Intermediária Rufina Borba (EMIRB) e pelo seu trabalho a frente do grupo de danças folclóricas Mistur Art, que já se apresenta em todos os eventos principais de Bezerros. A associação foi fundada em 06.11.2018 e reúne entre 100 crianças e adolescentes de Sapucarana, oferecendo aulas de teatro, zumba e outras danças, em uma de suas duas sedes no povoado, além de realizar os seguintes concursos: Garota Sapucarana, Garoto e Garota Mirim de Sapucarana e Garota do Tomate.

Segundo o presidente da ACAR, Arthur Bruno, o objetivo principal da associação é tirar as crianças e adolescentes das ruas e envolve-los na arte, como forma de promover mudanças de vida e disciplina para a juventude; a associação conta ainda com o apoio importante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SDSDH) e dispõe de duas sedes, uma para atividades artísticas e culturais e outra que serve como almoxarifado, e tem a parceria do Projeto Social CUIDARE, de Recife-PE. Arthur Bruno também exaltou a necessidade de se adquirir recursos para manutenção de seus projetos e a criação da associação foi uma forma legal encontrada; recentemente os jovens do grupo Misturart participaram de um vídeo, dublando a música Aleluia, e chamaram a atenção dos internautas, pela performance apresentada. O próximo projeto, já em andamento, é a criação de uma banda marcial.

Share

Ciel Santos lança o sigla TERRA

Oi minha gente, lançamos o single “TERRA”. Já está em todas as plataformas digitais e aqui estou enviando o link do vídeo.
Conto com cada um de vocês para seguir nessa viagem comigo, ouvindo, divulgando, ouvindo de novo e mostrando aos amigos!
Não esqueça de me marcar!
Axé, paz e bem!

Share

COMUNIDADE DE SAPUCARANA SE ARTICULA PARA TORNAR O PROJETO SAPUCULTURA EM ASSOCIAÇÃO

Nessa quarta (16) a comunidade de Sapucarana se encontra para fazer a Assembleia Geral de fundação e legalização do projeto SAPUCULTURA como uma associação. O projeto SapuCultura surgiu em 2017 e desde então vem desempenhando ações na comunidade com o objetivo de contribuir para o crescimento cultural e social do distrito de Sapucarana-Bezerros-PE. Essa iniciativa surgiu da junção de ideias de jovens da comunidade e conta com apoio e participação popular desde o início. Ao longo desses últimos anos foram realizadas ações como Forró da Gente, Bazar Beneficente, Dia das Crianças, Festa da Luz, Decoração Natalina na Comunidade, Oficina de Máscaras entre outras ações de apoio a outras iniciativas na comunidade. O interesse em tornar-se associação vem do sentimento de querer contribuir e fortalecer cada vez mais a comunidade, além de ocupar espaços de participação popular como uma entidade que atua na área social e cultural de uma comunidade rural.

SAPUCULTURA
‘Amar mudar as coisas nos interessa mais’
@sapucultura
http://fb.me/SapuCultura

Share

Tradicional Baile Municipal de Bezerros acontece no dia 23 de fevereiro

O 17º Baile Municipal de Bezerros tem data marcada para acontecer. No sábado, 23 de fevereiro de 2019, os foliões irão mais uma vez vestir as suas fantasias e se divertir na prévia carnavalesca mais animada do interior de Pernambuco. Este ano, o evento irá homenagear o carnavalesco Jairo Lemos, personalidade assídua em todas as edições. Em breve, a programação oficial da festa será divulgada.   

Share

Divulgados primeiros filmes da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém

 A Sociedade Teatral de Fazenda Nova divulgou os dois primeiros filmes promocionais da temporada 2019 da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que será realizada de 13 a 20 de abril, no município do Brejo da Madre de Deus, em Pernambuco. Este ano, a peça traz como protagonista o ator Juliano Cazarré no papel de Jesus.

Os filmes apresentam cenas de esmerada produção com diversas passagens da história de Jesus nas quais aparecem os principais personagens da peça. Além de Juliano Cazarré, se destacam nos filmes os artistas convidados Priscila Fantin (Maria), Ricardo Tozzi (Herodes), Gabriel Braga Nunes (Pilatos) e Bruno Lopes (Apóstolo João), além dos atores pernambucanos Ricardo Mourão (Caifás). José Barbosa (Judas) e Nínive Caldas (Madalena).

Os filmes foram dirigidos pelo cineasta Eduardo Morotó, que procurou produziu cenas com linguagens suaves, com efeitos inspirados em obras renascentistas e com uma dramaturgia emotiva. “A experiência de assistir ao espetáculo ao vivo traz muita emoção. Nosso desafio foi tentar transmitir essa emoção através dos filmes”, afirmou.

A Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que este ano completa 52 anos de história, conta a vida de Jesus em nove palcos-plateia com uma arrojada cenografia que reproduz arruados, grandes pátios e jardins da Jerusalém dos tempos de Jesus. Entre os cenários destacam-se o Templo, Fórum Romano, o Palácio de Herodes, via sacra e o Monte do Calvário. Além disso, um rico figurino e efeitos especiais de última geração, completam a grandiosidade do espetáculo. A encenação tem início com a cena do Sermão da Montanha e termina com a espetacular ascensão de Jesus aos céus.

As entradas para o espetáculo já estão à venda pelo site oficial (www.novajerusalem.com.br). Custam de R$ 100,00 a R$ 120,00, dependendo do dia, com meia-entrada para estudantes, professores de Pernambuco e público de até 14 anos. Nas compras feitas pelo site, o valor do ingresso poderá ser parcelado em até 12 vezes nos cartões de créditos.



Share

“…olho para minha estante, vejo – com certo orgulho -, o meu longo caminhar em defesa da cultura bezerrense”

Um momento de reflexão, justamente quando a noite cai lentamente, com uma pequena mostra de chuvisco, a brisa amenizando o calor, olho para minha estante, vejo – com certo orgulho -, o meu longo caminhar em defesa da cultura bezerrense, mesmo sabendo de uma minoria que não dá valor a literatura, mas sem influenciar o meu modesto trabalho.Na esquerda, “NA PRAÇA DA MATRIZ”, resultado das minhas crônicas na Divulgadora de Anúncios Bandeirante, com José Soares e José Jordão, anos diversos, com edição do livro em 1981, com prefácio do mestre Ernani Souto Andrade;; No centro, o livro “ESTRO”, poesias sem poeta, 1987, tendo o luxo do prefácio com o poeta Rafael dos Santos Barros; Na direita, o livro “ALTER EGO”, 1996,com orgulho, mais uma vez com prefácio do Mestre Ernani Souto Andrade. Com coragem penetrei no mundo obscuro da historiograia municipalista, pesquisas e mais pesquisas, que tiveram início em 1954, e hoje chego ao ponto final com a conclusão de nossa tarefa, BEZERROS, SEUS FATOS E SUA GENTE, Volumes, I, II e III.Toda documentação relacionada a Bezerros foram consultadas, Arquivo da Prefeitura do município dos Bezerros,Arquivo Público de Pernambuco – Recife, Arquivo do Judiciário de Pernambuco, e outros enumerados nos livros publicados.

Por Ronaldo Souto Maior

Professor e historiador

Share

Oficina Agreste Frevo de Bezerros homenageia personalidades com composições inéditas

A Oficina Agreste Frevo, de Bezerros – PE, preparou para 2019 um repertório bem diversificado e, como novidade, traz frevos que homenageiam personalidades locais e do interior de Pernambuco. O projeto criado em 2013 tem como responsável o médico e músico Jacques Vasconcelos. Com um repertório que mescla o tradicional e o moderno em canções consagradas e novas produções, pretende equilibrar as apresentações para proporcionar ao público em geral o acesso às novidades e incorporações destas obras paulatinamente ao contexto histórico atual e futuro do frevo.

Diante da difusão deste projeto, atuais e futuras gerações de compositores podem ser estimuladas para ampliar suas produções de novas canções no que se refere ao frevo, para que suas músicas sejam executadas por esta orquestra que tem como ideologia promover o interesse, difusão e aumento do acervo das canções para a história do frevo.

Na execução da proposta, o repertório é mesclado por composições consagradas e desconhecidas, como frevos de Zito Farias, além de recentes produções autorais da Oficina Agreste Frevo – OAF que buscou homenagear nomes de artistas representantes do agreste pernambucano em diversas áreas culturais, a exemplo do artesanato, artes plásticas e xilogravura/literatura de cordel, pelos nomes de Mestre Vitalino e filho, Severino Vitalino, em “Vitalino: Moldando O Frevo’; Lula Vassoureiro, em “Vassoureiro No Frevo”; Roberval Lima, em “Roberval: Desenhando O Frevo” e J.Borges, em ‘J. Borges No Passo’. Entre os homenageados com destaque na música, encontra-se a maior influência para este projeto no nome de Zito Farias, em “Talentozito” e Mozart Vieira, em “Mozart Do Agreste”. Em 2019, a OAF comemora cinco anos de existência e hoje possui entre seus integrantes 16 músicos. Grande parte são componentes da centenária Banda Musical Cônego Alexandre Cavalcanti, de Bezerros; incluindo dois cantores.

Share