Bezerros recebe técnicos do PSA-IPOJUCA

Visita se dá uma semana após audiência pública sobre o rio Ipojuca realizada pela Câmara de Vereadores.

Técnicos da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) estiveram na Prefeitura de Bezerros nesta quarta-feira (12) para apresentar o Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Ipojuca que objetiva a implantação do sistema de esgotamento na cidade. Um projeto que vai custar R$ 200 milhões de reais oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Governo do Estado.

A obra contempla outras cidades do agreste, a exemplo de Tacaimbó onde o sistema já foi concluído e está em pleno funcionamento. Em Bezerros a previsão de início é agora no segundo semestre com a elaboração do projeto e o trabalho social nos bairros onde terá início o serviço. Serão construídas seis estações elevatórias com a implantação de mais de 60 mil metros de rede coletora para tratamento e descarte correto dos dejetos, beneficiando mais de 50 mil habitantes.

A preocupação ambiental também é muito forte. Paralelo ao sistema de esgotamento sanitário, caminha também o projeto “Janelas Para o Rio”. Um espaço que será construído às margens do rio Ipojuca com área verde, reflorestamento, equipamentos de lazer, esporte e convivência, também financiado pelo BID.

Antes das obras, equipes designadas pela Compesa farão um trabalho de mobilização social, adentrando nas residências e conversando com moradores sobre as melhorias do sistema de tratamento de esgoto. O prazo para a conclusão será no final de 2020

Share

PSA- IPOJUCA: Recursos do projeto para o tratamento dos esgotos de Bezerros estão zerados

Com o PSA-IPOJUCA esgotos domésticos em Bezerros não desaguariam no rio sem o devido tratamento

Passou despercebia durante a audiência pública sobre o rio Ipojuca, realizada na última quarta-feira (5) na Câmara de Vereadores, a informação da Assessoria de Planejamento e Meio Ambiente – ASPLAMA sobre o Programa de Saneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca PSA/Ipojuca. Além do Janelas Para o Rio, que prevê a construção de um parque às margens do rio, com previsão de início para os próximos meses, o programa da Compesa também visa implementar o sistema de esgotamento sanitário no município objetivando tratar os esgotos da cidade que vai ser crucial para a despoluição do Ipojuca. Ou seja, o mais importante das intenções, pois o projeto contempla cidades ribeirinhas e está orçado em 330 milhões, sendo 20O milhões do BID e 120 milhões do Governo do Estado. Para se ter ideia de sua realidade, ele já foi implantado com sucesso na cidade de Tacaimbó e está em implantação na cidade de Gravatá (35 milhões). Os recursos para o projeto em Bezerros, segundo a ASPLAMA, foi realocado para a adutora de Serro Azul, que vai trazer água do rio Una para o agreste. O fato merece a atenção da classe política de Bezerros para que os recursos do PSA-Ipojuca sejam restabelecidos afim de que o projeto do tratamento dos dejetos tenha o devido andamento no município.

Share

Rio Ipojuca e as ações que podem ser desenvolvidas para a sua despoluição

Na semana do Meio Ambiente, a Câmara de Vereadores de Bezerros convocou uma audiência pública para discutir a situação do rio Ipojuca, considerado um dos mais poluídos do país. A Assessoria de Planejamento e Meio Ambiente – ASPLAMA, representada pelo seu Diretor/Assessor Audemário Prazeres, esteve presente e respondeu as indagações de vereadores e da sociedade civil.

Audemário Prazeres, que também faz parte do Comitê do Rio Ipojuca, falou sobre o programa Janelas para o Rio que consiste em transformar uma área ribeirinha, localizada às margens do rio a 400 metros do lixão, em um parque ambiental. O projeto já é uma realidade para ser posto em prática e conta com recursos do Banco Mundial. Segundo a ASPLAMA, concomitante com esse projeto, o municipio deve iniciar a coleta seletiva que representará o fim do despejo do lixo a céu aberto no lixão da cidade. Audemário adiantou que posteriormente se fará necessário remover todo o entulho do lixo depositado na área há décadas para outro local adequado.

Audemário falou sobre o Programa de Saneamento – PSA, que consiste na coleta e tratamento dos esgotos domésticos de Bezerros, considerado a maior causa poluidora do rio. Os recursos que seriam investidos em Bezerros foram realocados para o projeto da adutora do Serro Azul. Ele se diz otimista que os recursos estejam disponíveis nuito em breve e acredita na influência do ex-prefeito Branquinho, hoje presidente da ARPE, nesse sentido.

“Nós da Asplama estamos empenhados na busca de soluções frente ao rio Ipojuca onde apresentamos um projeto no ano passado na plataforma de convênios onde dos 17 itens de aprovação, não passamos em dois, e que enviamos uma solicitação de reavaliação com a justificativa de que esses dois “erros” apontados não estavam claros no edital. Se consegurimos essa aprovação, é um projeto no valor de 457 mil Reais que compreende o trecho do rio no centro da cidade.”

Participaram do momento os vereadores o presidente do legislativo Gabeira, o vice-presifente Eliel Vieira e os vereadores Nivaldo Santino, Luiz Carlos, Erivaldo da Carne de Sol e Guinho de Pessoa. Da sociedade civil: Marechal Bruno (CPMR), Edgar Lino ( Associação dos Advogados), Professor Marco Luna (NTA), Lunas Carvalho (Bistrô do Matuto), Paulo Leite (AFABE), Sergio Leão e Flávio Melo (Imprensa).

Após a audiência pública, a impressão é que o papel da Asplama no município deverá ser melhor reconhecido pelo Executivo Municipal.

Share

Audiência pública vai debater ações que melhorem o aspecto do rio Ipojuca em Bezerros

O presidente da Câmara de Vereadores, Gabeira ( PP) convocou uma audiência pública para esta quarta-feira (05) onde vai debater a situação do rio Ipojuca. Na reunião legislativa desta terça-feira (04), o presidente destacou as ações constantes que são executadas pela prefeitura de Caruaru e falou da necessidade de uma força-tarefa no município objetivando a retirada das baronesas e do lixo acumulado no leito. A audiência pública está marcada às 10h na Câmara de Vereadores.

Share

CPRH apreende 95 pássaros durante operação em Bezerros

DO NE10- A operação Voo Livre, realizada pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) em Bezerros, no Agreste de Pernambuco, apreendeu 95 pássaros silvestres de diversas espécies, além de seis jabutis (um adulto e cinco filhotes). A ação foi realizada durante o fim de semana e contou com o apoio de policiais da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma/Polícia Militar).

Entre as espécies de aves, há galos-de-campina, azulões, papa-capins, cravinas, xexéus, sibitos, tico-ticos, um periquito-rei e um papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva), espécie ameaçada de extinção.

De acordo com a CPRH, foram emitidos 14 autos de infração por criação ilegal de animais silvestres, sendo três de advertência e 11 de multas simples, totalizando R$ 49,8 mil. Os autuados têm prazo de 20 dias para oferecer recurso.

Durante a operação, os agentes ambientais realizaram apreensões em residências tanto na área central como em bairros afastados, além da Serra Negra. Em uma das residências, em cima de um estabelecimento comercial no bairro São Pedro, foi encontrado um viveiro com 20 pássaros. Na ação, os agentes fizeram orientações à população sobre a legislação ambiental.

Reabilitação

Os jabutis e os pássaros apreendidos foram encaminhados nessa segunda-feira (3) ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da CPRH, no bairro da Guabiraba, no Recife, onde passarão por um período de reabilitação e, posteriormente, serão devolvidos à natureza.

Share

Problema que persiste: Lixão e a imagem do domingo

Nas redes sociais imagens nítidas da combustão no lixão de Bezerros, localizado em plena zona urbana. O problema é maior quando a fuligem invade a cidade provocando um sério problema respiratório para crianças e idosos. O município precisa intervir para que haja um controle da combustão a qual pode acontecer naturalmente por conta dos gazes produzidos.

Longe do ideal. Esse é o cenário de Pernambuco sobre a destinação correta dos resíduos sólidos gerados no Estado. Dos 184 municípios apenas 79 (42,9%) estão depositando corretamente o lixo em locais adequados, ou seja, as outras 105 cidades (57,1%) continuam destinando os resíduos em lixões – sendo duas delas encaminhando a aterros controlados que não correspondem às exigências ambientais adequadas – conforme levantamento divulgado na manhã desta sexta-feira (29), pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE)Leia mais na Folha de Pernambuco

O município de Sairé, a 115 km de Recife, no Agreste, é um exemplo, ao ter adotado o Aterro Simplificado, que possui um custo mais baixo e exige procedimentos operacionais manuais. Além disso, quem estiver de acordo com as normas ambientais é beneficiado com recebimento de 2% do ICMS Ecológico. Em muitas cidades o repasse chega a cobrir 100% do valor das despesas com operação e manutenção dos aterros. A exemplo da cidade de Jucati, que tem um custo anual com aterro sanitário de R$ 54.031,90 enquanto o ICM Ecológico de 2018, foi de R$ 123.264,69, segundo dados do TCE.

Share

Cadê os gatos do Cemitério, indaga presidente de ONG

O presidente da ONG Amparo Animal foi as redes sociais denunciar a matança criminosa de gatos no cemitério de Santo Amaro em Bezerros. Segundo Ricardo Torres, na última semana ele contabilizou dezenas de animais no espaço e apenas oito animais foram encontrados na recente visita. Ricardo denuncia que os animais estariam morrendo envenenados, já que encontrou animais mortos. “Sabemos que cemitério não e um local adequado para esses pequenos, mais eles não estão la por que querem, eles simplesmente são descartados lá, lamenta. O presidente da ONG pede que a população denuncie o responsável pela mantança para as medidas cabíveis. Assista ao vídeo clicando na imagem.

Share

Quem Ama Cuida chega em Encruzilhada

Encruzilhada de São João recebeu no último sábado (11) o projeto Quem Ama Cuida, que leva atendimentos veterinários às comunidades carentes. Segundo Rogério de Natal, líder comunitário, cerca de quarenta animais foram atendidos durante o mutirão realizado na comunidade. O programa, criado pelo vereador Gabeira, foca o atendimento aos animais domésticos, mas animais de ruas também são atendidos. A ação conta com a parceria das ONG’s Amparo Animal e Amigo de um Amigo e os atendimentos do veterinário Ítalo Kokay. O mutirão já passou pelo residencial Bezerros e deve seguir para o distrito de Sapucarana.

Share

Lixão ‘desperta’ novamente

O lixão está voltado para Bezerros tal qual um vulcão que de tempos em tempos volta a ameaçar os habitantes de sua região. A cidade acordou literalmente dentro da fumaça. Uma extensa névoa invadiu a zona urbana e moradores foram as redes sociais reclamar do incômodo provocado pela fuligem. Bezerros segue na expectativa para o fim do lixão.

Share

16 milímentros de chuvas foram o suficiente para alagar ruas do centro de Bezerros

Internautas registraram momento em que a água da chuva alagoi ruas do centro da cidade nesta tarde de sábado de aleluia. Lojas foram alagas e por pouco veículos estacionados no centro não foram inundados. Segundo a APAC, 16 milímentros de chuvas foram suficientes para provocar o alagamento. Nas últimas 24h os registros somam 20 milímentros de precipitação pluviométrica no centro de Bezerros.

Share

Bezerros sedia workshop ambiental no Agreste

A cidade de Bezerros, no agreste pernambucano, sediou pela segunda vez a realização do Workshop Regional de Sistematização dos Diálogos Municipais das Regiões do Agreste Central e Setentrional, promovido pela Secretaria Estadual de Meio ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), com parceria com a SUDENE, e realizado pela empresa Equipe 5 Planejamento e Gestão. A abertura O evento aconteceu no Hotel Brisas da Serra, nesta terça feira, dia 26, e contou com participantes de outras cidades da região, nos períodos da manhã e tarde, e será concluído nesta quarta feira, dia 27, também em dois períodos. Representantes de classes e convidados também estiveram presentes.

No primeiro dia do workshop, aconteceram trabalhos em grupos, dinâmicas, oficinas e palestras com representantes da Equipe 5 e da SEMAS, sendo a abertura feita pelo Professor Audemário Prazeres, da Assessoria de Planejamento e Meio Ambiente de Bezerros (ASPLAMA), que enfatizou a necessidade de um reflorestamento urbano na cidade de Bezerros. Em seguida houve as apresentações dos participantes, resgate dos encontros anteriores e depois todos os presentes usaram da palavra, que falaram sobre as necessidades de seus municípios, e mostraram seus conhecimentos sobre assuntos importantes, como: desertificação, semiárido, clima, etc.

Nesta quarta feira, dia 27 haverá o encerramento do evento, com mais dinâmicas, trabalhos em grupos,  explanação sobre os resultados das oficinas de ontem, atividade de preenchimento do quadro em equipe, e será encerrado com uma avaliação de tudo que foi debatido nestes dois dias, que será de fundamental importância para o zoneamento das áreas vulneráveis à desertificação no estado de Pernambuco. Os Workshops Regionais seguem acontecendo na cidade de Bonito, à partir de amanhã , quinta feira, dia 28, depois em São Bento do Una , Taquaritinga do Norte e Bom Jardim; até agora já foram realizados 61 destes eventos e ao final deverão ser postos em prática, todos os pontos positivos para se combater a desertificação no semiárido pernambucano.

Share

Lei proibe comércio de canudos e copos descartáveis em Bezerros

Lei que proibi o uso de canudos e copos descartáveis, de autoria do vereador Luiz Carlos Nogueira Dantas, entrou em vigor no município a partir de 14.03.19. O município terá 90 dias para sua regulamentação. A multa pode variar entre 1000 a 5000 reais, sendo os mesmos atualizados anualmente. Em caso de reincidência, o efeito será cumulativo: multa e suspensão de atividades. Havendo nova infração será aplicada a duplicação da multa.

A ONU tem sinalado a relevância da redução da produção e uso de objetos plásticos ao longo do ano de 2018. Segundo esta organização, foi estimado que a metade dos plásticos consumidos não são reutilizados, o que favorece que 13 milhões de toneladas de plásticos poluam os oceanos a cada ano.

Devido aos fatos citados, tem sido recomendado pela ONU, o uso de canudos de metal ou de material biodegradáveis, tendo em vista que os mesmos demoram 45 a 180 dias para se decompor em oposição aos produtos plásticos cuja durabilidade estende-se a 100 anos.

Fonte: site da Câmara de Vereadores

Share

Morador localiza cobra Muçurana na Lagoa do Milho de Bezerros

Em vídeo postado no YouTube nesta sexta-feira (15), um morador do Sítio Lagoa do Milho, zona rural de Bezerros, mostra uma serpente de cor preta, que, segundo Marechal Bruno, da CPMR, é espécie muçurana. A cobra é a uma predadora das temidas cascavel e jararaca e não representa risco ao ser humano. O abate desse tipo de serpente é um erro devido a grande incidência na região de outras cobras peçonhentas. Saiba mais sobre a muçurana

Share

Raio derruba árvore na zona rural

O registro de uma jaqueira derrubada por um raio vem de Sapucarana, distrito de Bezerros. A incidência de raios nessa época do ano aumenta consideravelmente na região. As imagens foram registradas por Robson Lima na tarde da última segunda-feira (4) em
Sítio Cré-cré – Sapucarana. Ver video abaixo:

Como se prevenir de raios

  • Durante as tempestades fique em casa.
  • Saia somente se for absolutamente necessário.
  • Não retire nem coloque roupa em estendedores (varais) de arame durante a tempestade.
  • Mantenha-se afastado e não trabalhe em cercas, alambrados, linha telefônicas ou elétricas e estruturas metálicas.
  • Não manipule materiais inflamáveis em recipientes abertos.
  • Não operar tratores ou máquinas, especialmente, para rebocar equipamentos metálicos.
  • Se você estiver viajando permaneça dentro do automóvel; os automóveis oferecem uma excelente proteção contra raios.
  • Busque refúgio no interior de edifícios.
  • Mantenha-se longe de árvores isoladas.
  • Não permaneça dentro d’água durante as tempestades.
  • Em casa, permaneça longe de portas e janelas.
  • Evite áreas altas, busque refúgio em lugares baixos.
  • Durante uma tempestade, não utilize aparelhos eletrodomésticos, mantenha-os desligados das tomadas e, também, desconecte da antena externa o televisor, assim você estará reduzindo danos.
  • Leia mais aqui
Share

Bezerros entre os 62 municípios onde o Estado decretou emergência por conta da estiagem

O Governo de Pernambuco decretou estado de emergência em 62 municípios do Agreste devido à estiagem. O decreto foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (24).

De acordo com o documento, o estado de emergência foi decretado devido a redução da chuva na região e a queda das reservas de água dos municípios.

O estado de estiagem será por “um período de 180 dias” e que os “órgãos estaduais localizados nas áreas atingidas e competentes para a atuação específica adotarão as medidas necessárias para o combate à ‘Situação de Emergência’, em conjunto com os órgãos municipais”, conforme consta no decreto do goveno.

Os municípios que estão em situação de emergência são os seguintes: Agrestina, Águas Belas, Alagoinha, Altinho, Angelim, Belo Jardim, Bezerros, Bom Conselho, Bom Jardim, Bonito, Brejão, Brejo da Madre de Deus, Buíque, Cachoeirinha, Caetés, Calçados, Canhotinho, Capoeiras, Casinhas, Cumaru, Cupira, Feira Nova, Frei Miguelinho, Garanhuns, Gravatá, Iati, Ibirajuba, Itaíba, Jataúba, João Alfredo, Jucati, Jupi, Jurema, Lagoa do Ouro, Lajedo, Limoeiro, Orobó, Panelas, Paranatama, Passira, Pesqueira, Pedra, Poção, Riacho das Almas, Sairé, Salgadinho, Saloá, Sanharó, Santa Maria do Cambucá, São Bento do Una, São Caetano, São João, São Joaquim do Monte, São Vicente Férrer, Surubim, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Terezinha, Tupanatinga, Venturosa, Vertente do Lério e Vertentes.

G1

Share

APÓS POLÊMICAS, VEREADORES VISITAM SISTEMA SIRINHAÉM

Vereadores de Bezerros estiveram novamente no município de Barra de Guabiraba para visitar o ponto de capitação das águas do rio Sirinhaém que abastece Bezerros. O motivo da visita deve-se a divulgação de um vídeo na redes sociais, onde um popular narra que a água bombeada fedia a urina e lama, o que  provocou forte repercussão negativa nas redes sociais. Os vereadores puderam averiguar a situação repelindo imediatamente a denúncia. “Entre os compromissos desta sexta – feira (28) estive junto aos companheiros da Câmara no ponto de captação do Rio Sirinhaém que abastece nossa cidade para fiscalizar e trazer informações aos bezerrenses sobre a realidade e qualidade da água”, descreveu o vereador Gabeira, que estava acompanhado dos vereadores Boi Gordo, Fia de Cajazeiras e Erivaldo da Carne de Sol. Veja vídeo abaixo:

Share