NÃO DESISTIR DO FUTURO POR CAUSA DAS EXPERIÊNCIAS RUINS JÁ VIVIDAS

De alguma forma, mesmo quando nos “recuperamos” dos ferimentos de uma queda, a gente permanece “propenso” a sentir dor e a cair muitas outras vezes. E às vezes leva um longo tempo para a gente se “recuperar” de algumas perdas, de algumas decepções, de algumas desilusões e de alguns ferimentos. E demora tão pouco para que sejamos feridos novamente, machucados desprevenidamente, ou até mesmo jogados ao fundo do poço. Em meio às turbulências dos relacionamentos, perante as fragilidades dos laços em construção, e mediante todas as relações, a vida nos ensina diariamente que não temos “garantia” contra quedas e sofrimentos, que não podemos nos proteger inatingivelmente das dores que podem penetrar nosso coração e desestabilizar nosso equilíbrio emocional, racional ou espiritual. Portanto, independente do número de cicatrizes que cultivamos, das experiências negativas que vivenciamos, das decepções que nos desapontaram e das feridas que nos fizeram sangrar, nós não estamos “condenados” a perecer diante das circunstâncias dolorosas. Todavia, poderemos sempre “reagir”, enxugar as lágrimas, levantar a cabeça, dar adeus para as histórias desgastantes, refletir nas possibilidades de mudanças, e encerrar os ciclos desfavoráveis, porque a vida é constituída de “términos e inícios”. E apesar do coração ainda dolorido perante muitas situações, a melhor saída é encher-se de “esperança” e de “coragem” para iniciar novas rotas.


A palavra para hoje é RECOMEÇO.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

AS RECONSTRUÇÕES E SUPERAÇÕES QUE A VIDA NOS PROPORCIONA

Quando alcançamos uma vitória sobre algo que estávamos perseguindo, significa que a vida está de alguma forma nos recompensando por todos os nossos esforços. Quando nos levantamos depois de uma queda diante de um fracasso, de uma decepção, ou de uma desilusão, significa que a vida está nos dando outra oportunidade para continuarmos seguindo em frente. Quando nos vemos no fundo do poço, sem saída, cercados de obstáculos, afundados em problemas, significa que a vida está nos proporcionando a chance de “reagirmos” e descobrirmos a gigante intensidade de nossa força. Tudo isso quer dizer que a vida todos os dias nos presenteia com a possibilidade de nos superarmos perante todos os desafios, e com a oportunidade de nos renovarmos mediante os dias pesados e repetitivos. Então, se “hoje” for um dia de perdas ou conquistas, de sofrimentos ou de alegrias, de aflições ou de respostas, de cansaço ou de esforços, de impossibilidades ou de realizações, seja como for, a vida está querendo nos “ensinar” algo através das circunstâncias, sejam elas favoráveis ou indesejáveis. Portanto, precisamos ter a consciência de que a “vida” quer nos dizer que independente da situação de “agora”, a gente sempre pode está se transformando, melhorando, superando, se reconstruindo, e se renovando.
A palavra para hoje é RESTAURAÇÃO.

(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

MOMENTO DE ESPERAR

Por mais “insolucionável” que uma situação se apresente, haverá sempre uma saída, um ponto final, que encerra o ciclo da dificuldade e que inicia o ciclo da superação. Nenhum “período de espera” é infindável, nenhuma “oração” se perde ao vento, e assim como os momentos de aflições terminam, os dias de tempestades também passam. Embora haja situações difíceis que perece que vão se perpetuar em nossa vida, a qualquer momento algo bom e inesperado pode acontecer e mudar o roteiro dos nossos passos, pois é assim que Deus trabalha, de um jeito “extraordinário” na vida daqueles que se entregam a Ele, e que confiam e esperam a providência dEle. Claro que não é tão simples e nem tão fácil manter-se confiante o tempo todo, especialmente em meio aos ventos das adversidades, mas manter a chama da “esperança” acessa, por menor que seja ela, é a maneira mais discernida de dizermos para Deus que nos submetemos ao seu tempo, mesmo sendo tão difícil esperar.

A palavra para hoje é RESIGNAÇÃO.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

AS ALTERAÇÕES NECESSÁRIAS EM NOSSO CAMINHO

Quando estamos “desmotivados” qualquer desculpa serve para deixarmos de concluir algo, para deixarmos de realizar, de continuar e de acreditar. Quando perdemos o encantamento e a inspiração pelo que estamos fazendo, pelo percurso do nosso caminho e pelo nosso agora, então é tempo de parar, e de “reavaliarmos” cada passo que demos, que pretendemos dar, analisarmos nossas atitudes, o que nos falta, o que nos preenche, nos desgasta, nos sufoca, o que nos deixa leves, e o que nos aprisiona. A rotina de fato, às vezes nos exausta, nos rouba as expectativas de futuro, e parece brincar com nossos planos, impedindo as nossas tentativas e possibilidades, e por isso, nos pegamos por diversos momentos, desestimulados, desesperançosos, e sem empolgação para nos guiarmos diante de determinados dias e ocasiões. Mas, a vida é simplesmente assim, com oscilações entre o tempo de conquistas e inspirações, e o tempo desfavorável e sem motivação. Porém, nem por isso devemos nos deixar combater pelos momentos em que nos sentimos impotentes, cansados, limitados e desencantados. Tudo que chega vai embora, e tudo que está, um dia passa. Portanto, usemos esses “estágios desmotivadores”, essas “fases insatisfatórias”, para “refletirmos” sobre o que podemos mudar, melhorar, alterar, inovar, e nos “restauremos” com entusiasmo sob as perspectivas de novas oportunidades e de dias melhores.


A palavra para hoje é RENOVAÇÃO.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

A OPORTUNIDADE PARA MUDARMOS O NOSSO DIA

Todos os dias quando levantamos temos a oportunidade da “decisão” e da “ação”. Podemos “decidir” o que vamos fazer do nosso dia, do nosso tempo, apesar de nossos compromissos já programados, apesar de nossos problemas pendentes de soluções, apesar de nossas limitações e das nossas dificuldades. Podemos “agir”, nos determinando a concluir os projetos interminados, a dar continuidade aos passos iniciados, ou recomeçar novas trilhas, novas histórias, respirando novos ares, aspirando novas perspectivas e ressuscitando antigos sonhos. Independente das barreiras que podem se sobrepor em nosso caminho diariamente, podemos “reagir”, quebrando a rotina, mudando os passos, deixando para trás coisas que não nos faz bem, nos afastando de pessoas que não contribuem positivamente para nossa vida, finalizando ciclos improdutivos e iniciando novas etapas, sob boas expectativas e esperanças renovadas. Agindo, decidindo e reagindo, “mudamos” a atmosfera da mesmice, do cansaço e do desestímulo. E mesmo que grandes realizações ou construções não se edifiquem no decorrer de um único dia, ainda assim, o fato de podermos “modificar” algo, alterando nossa rotina, já é um grande passo dado e uma oportunidade de muitas inovações.


A palavra para hoje é ESCOLHAS.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

ENCORAJAMENTO PARA NÃO DESISTIRMOS

Dificuldades cotidianas todos nós sempre vamos enfrentar, algumas pessoas com mais frequências, e com uma dimensão problemática maior, mas, nenhum de nós estará livre das adversidades e dos desafios que quando menos esperamos batem a nossa porta. De certo que, muitas vezes, alguns dos esforços que fazemos para sanar determinados problemas ou apaziguar o contexto de algumas situações, parecem inúteis, e que estamos nos empenhando em vão, como se estivéssemos apenas dando a volta em círculos, sem chegarmos a lugar nenhum. E por mais que buscamos nos fortalecer perante esses cenários, e não nos abatermos diante das tantas limitações, há dias que não conseguimos nos prevenir contra os sopros da desmotivação, do cansaço, e de nossa insatisfação com nossos próprios resultados. Mas, por maior que sejam nossas angústias e o nosso problema, há de ter um fim para todo sofrimento, uma resposta para toda espera, uma mão para nos consolar a alma e o coração, e um tempo para que tudo se aquiete, para que tudo se resolva. Deus não deixa nenhum de nós ao relento, sem perspectivas, e sem direção. Ele é a mão mais “providencial”, que se estende a nós quando achamos que nada mais vai dar certo.


A palavra para hoje é ÂNIMO.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

ESVAZIE SUA BAGAGEM

Tem horas que as coisas em nossa vida não fluem, tudo parece estático, rotineiro e desmotivador. Tem horas que as pessoas com quem mais esperamos contar se afastam de nós, e aquelas que cultivamos com tanta consideração e que colocamos tantas expectativas sobre elas, não nos correspondem na mesma proporção em que nos doamos. Tem horas que estamos tão cheios de planos, rodeado por tantas pessoas, contudo, os planos fracassam ou não saem do lugar, e muitas pessoas se ausentam de nossa vida enquanto não estamos sendo convenientes para elas. Nossa vida está tão “cheia” de pessoas e projetos, e ao mesmo tempo tão “vazia” dessas presenças e de alguns resultados prósperos. Por isso, muitas vezes é preciso “esvaziarmos” nossa bagagem de vida, é preciso “reavaliarmos” o que estamos levando que está apenas causando peso e ocupando espaço, mas que não estabelece realmente um propósito, e nem nos ajuda diante da nossa viagem pela vida. Chega um momento, num determinado ponto de nosso caminho que não podemos perder tempo, desperdiçar esforços e nem dedicação a quem não sabe retribuir ou agradecer. Então, nessa parte do trajeto é necessário sermos “práticos” e “objetivos”. Nossa bagagem deve ter o peso que possamos carregar sem lamentações, sem arrependimentos, sem feridas abertas e sem insatisfações. Dessa forma, a gente precisa “esvaziar”, liberar espaço, deixando fora tudo o que não soma positivamente, deixando para trás velhos projetos que não deram certo, desamarrando laços que se tornaram “nós”, nos libertando de certos “apegos” desnecessários, de alguns propósitos inviáveis, e nos distanciando de pessoas que só nos ferem ou nos subestimam. Encerrar ciclos é imprescindível, e isso só é possível quando esvaziarmos nossa bagagem, porque só assim conseguiremos seguir com mais leveza, abrindo espaço favorável para outras coisas, outras pessoas, e novos projetos.

A palavra para hoje é DESPRENDIMENTO.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

ACREDITAR APESAR DAS ADVERSIDADES DO CAMINHO

Não se permita paralisar diante de qualquer obstáculo que se coloque perante o teu trajeto de hoje e perante teus percursos pela vida. Muitas dificuldades, desafios, fatalidades e fracassos são inevitáveis, mas mediante todas as adversidades Deus nos permite o recomeço, Deus nos permite aprendizado, Deus nos carrega em seu colo quando enfraquecemos, e Deus nos restaura quando imaginamos não termos mais forças para levantarmos. Por isso, em nenhum momento, por maior que seja a tempestade, por mais impossibilidades que tentem nos limitar de seguir adiante, jamais estaremos desamparados pela providência divina. Haverá sempre luz na escuridão, haverá sempre uma escada no fundo do poço, haverá sempre uma janela se abrindo diante das portas que se fecharam. Portanto, e definitivamente, haverá sempre “solução” para qualquer problema. Então, alimente-se de Deus, e determine-se a seguir em frente rumo a tua vitória, determine-se a colher os frutos das boas sementes que você plantou, pois o teu “tempo de superação” inicia-se a partir do teus “esforços” e da tua “determinação”.

A palavra para hoje é CONFIANÇA.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

SERENIDADE PARA ESPERAR O PERÍODO DA COLHEITA

Quando você traz consigo a “tranquilidade interior” por ter feito tudo o que estava ao seu alcance perante um objetivo, então não há porque se “desesperar” ou se “negativar” com pensamentos pessimistas sobre a espera dos resultados favoráveis de teus esforços. Se você se doou fervorosamente ao seu projeto, e ainda assim sente-se inseguro, temendo o futuro, deve controlar a “ansiedade” diante dos dias que se fazem necessário esperar, até que chegue o momento dos teus esforços darem frutos. Diante do que se tinha para fazer, e que já foi feito, nada mais se faz, além de “aguardar”. Por isso, é necessário “serenidade” para saber lidar com o “período da expectativa”, sem deixar-se desequilibrar pela euforia das emoções que podem aumentar ainda mais a sensação de angústia causada pela “impaciência” da espera. E independente da quantidade dos frutos colhidos, ou das sementes que podem não germinar, nenhum esforço terá sido “inválido” se você dedicou-se a plantar boas sementes, e se empenhou-se para cultivar aquilo em que seu coração acreditava.


A palavra para hoje é TEMPO.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

CONTROLAR A INSEGURANÇA E O MEDO PERANTE NOSSAS APOSTAS PARA O FUTURO

Não é viável que diante de alguns projetos arquitetados deixemos o nosso “medo” do fracasso nos induzir a “duvidar” das nossas perspectivas, ou “conter” a extensão dos nossos esforços. Devemos sempre lembrar que quando “semeamos” boas sementes, quando nos “empenhamos” para atingirmos as metas que nos levam à realização, e quando nos “alinhamos” com Deus sobre o direcionamento de nossas plantações, e nos “submetemos” ao tempo da ação dEle sobre nossas colheitas, então não há motivos para nos deixarmos atingir pela “impaciência”, pela “insegurança”, ou pelo “medo” que antecede o resultado final de nossas expectativas e de nossas semeaduras. Portanto, para nos mantermos no “equilíbrio” de nossas emoções, e com segurança em nossas atitudes, é preciso “acalmarmos” a ansiedade do nosso coração mediante o “período da espera”, e nos conduzirmos “serenamente” diante do trajeto que ainda exija nossa “dedicação” no cultivo de nossas sementes.


A palavra para hoje é TRANQUILIZE-SE.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

AS FINALIZAÇÕES ANTES DE NOVOS CICLOS

Muitas vezes nos debatemos com nós mesmos, tentando ultrapassar os limites que nos impedem de avançar diante de nossos propósitos. Algumas vezes questionamos Deus pelas impossibilidades que impedem nossos passos por caminhos mais prósperos, ou até mesmo, tentamos nos confrontar com nossa própria vida, indignados ou insatisfeitos com a situação na qual nos encontramos. Nos sentimos incompreendidos, ignorados, e rejeitados pela vida, pelo destino, perante alguns contextos que vivenciamos, onde nada do que fazemos muda as circunstâncias desfavoráveis que nos consome com sofrimentos, decepções, obstáculos e desmotivação. Tantas vezes o que a gente mais deseja é apenas encerrar um ciclo ruim, mudar o caminho, adentrar por uma porta cheia de novas possibilidades, resolver nossos problemas, e dar adeus a tudo aquilo que tem nos perturbado por dias, por meses, ou por estações. Mas, na verdade o que mais “dificulta” nossa passagem por esses períodos insatisfatórios é a nossa “limitação de aprendizado”, de entender que muitas vezes uma certa situação se agiganta e se demora em nossa vida porque há alguns conceitos que precisamos amadurecer, algumas reflexões que precisamos aprofundar, que há algumas etapas que precisamos concluir antes mesmo de iniciarmos outras. Precisamos compreender que há portas que só se abrem quando outras se fecham, e caminhos que só se iniciam quando outros terminam. Sendo assim, precisamos rever o que “ainda” está por terminar em nossa atual rota, o que temos que deixar para trás, concluir, executar, finalizar, para que possamos dar novos passos, com novos projetos, por novos caminhos.

A palavra para hoje é ENCERRAMENTOS.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

APRENDER A SE CONDUZIR DIANTE DAS TEMPESTADES

Há situações e momentos que parecem pesar uma tonelada sobre nossos ombros, há acontecimentos tão dolorosos ou decepcionantes que nos pegam tão inesperadamente, nos deixando sem saber como agir, como lidar com as circunstâncias. Há “etapas” em nossa caminhada que não planejávamos passar por elas, e nem sequer imaginávamos que algumas delas fossem fazer parte do nosso percurso. Há tantas coisas que ocorrem diante do nosso caminho que jamais nos preparamos para enfrentarmos, que nos fazem sentir impotentes perante as batalhas e desafios que somos obrigados a encararmos na vida. Porém, são sob essas condições imprevistas, tempestivas, e angustiantes, que nós podemos descobrir outros “limites” de nossa força, outras “extensões” de nossa resistência, outras “habilidades” de nossa capacidade de resolução, e uma enorme “maturidade racional” em meios às nossas emoções fragilizadas. Então, quando formos surpreendidos por adversidades repentinas, que não tentemos fugir da tempestade quando ela justamente estiver sobre nós, pois as devastações dela irão a onde formos, mas nos resignemos diante dela, resistamos aos seus fortes ventos, pois em algum momento ela se acalmará, e se transformará em leves brisas de restauração.

A palavra para hoje é RESILIÊNCIA.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

NÃO NOS CURVEMOS PERANTE OS QUE TENTAM NOS INFERIORIZAR

É muito comum pessoas nos magoarem diante de algumas situações cotidianas e conflitantes, seja com palavras ou com ríspidas atitudes. É comum também que diante dessas circunstâncias a gente sofra, doa, sangre, se decepcione, ou se desiluda com algumas pessoas ou com alguns contextos. Mas, o fato é que ninguém, independente do nível social, do cargo, das divergências de opiniões, ou do lado da situação que se encontre, pode nos tornar “inferiores”, ou nos fazer sentir “indignos” e “incapacitados”, a menos que nos “permitamos” ser vistos exatamente assim. A vida é maior do que qualquer conflito, divergência ou diferença, e nós adquirimos diante dela o “tamanho” que nos designamos ter. Saber ouvir é essencial, o momento da fala é providencial, mas curvar-se perante algo ou alguém que não dignifica quem somos, é um ato de tolice e submissão desnecessária. Por isso, “respeitar” e ser “respeitado” é uma questão de valor, “valor” de caráter, de humanidade, de educação, e sobretudo, de humildade, é uma via de mão dupla, onde o que se vai, também vem. Portanto, não nos deixemos “abater” pelos momentos de conflitos, pelas situações imprevistas, e diante das divergências que podem tentar nos denegrir como pessoas, que queiram nos diminuir, humilhar ou nos machucar. Estejamos conscientes do valor que temos, e do ser humano capacitado e respeitável que somos.


A palavra para hoje é AUTOESTIMA.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

ALEGRIA E DIVERSÃO PARA COMBATER AS PREOCUPAÇÕES

Dê um tempo diante de si mesmo para sentir suas emoções, para ouvir seu coração, para afastar-se um pouco do peso de suas preocupações, de suas dores, e de sua exaustiva rotina. Muitas vezes não adianta gastar tempo se martirizando, lutando contra o próprio “tempo”, tentando encontrar respostas para suas perguntas, soluções para seus problemas, a cura para seus ferimentos, e a chave para aquela porta que ainda se encontra fechada. Muitas vezes é necessário se desprender um pouco do foco das responsabilidades cotidianas, e dos pensamentos que nos desgasta emocionalmente. Quando a maré está contrária à nossa rota, é importante parar de remar, e deixar o barco flutuar naturalmente sobre as águas, dessa forma restauramos as forças de nossos braços, enquanto esperamos o vento mudar a direção. Portanto, se o que é esperado ainda não chegou, não deixemos que essa ansiedade da espera nos entristeça e nos esgote a motivação diante de nossos dias.


A palavra para hoje é DESCONTRAÇÃO.

(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br


Share

CALMA PARA OBSERVAR E LIDAR COM OS IMPREVISTOS

Às vezes o percurso que as coisas tomam diante do contexto que nos cerca é totalmente diferente e contrário ao que havíamos imaginado ou planejado. Muitas vezes estamos seguros sobre a trilha que estamos seguindo, confiantes por estarmos no controle da nossa rota, até que de repente algo inesperado muda o nosso trajeto. A vida nunca foi e nem será algo previsível, relacionamentos sólidos se quebram, amores inabaláveis se rompem, amores imprevistos acontecem, conquistas são perdidas, amizades desfeitas, posições hierárquicas perdem o poder, o sucesso fracassa, o luto nos atinge desprevenidos, a saúde enfraquece, tempestades nos derruba no poço, estabilidades se desestabilizam, e a vida assim se movimenta, com todas as situações e circunstâncias que não nos preparamos para vivenciarmos. Por isso, quando somos pegos pelos atropelos e surpresas do nosso caminho, temos que ser cautelosos no calor das emoções, ao ter que lidarmos com as imprevisibilidades do destino. Muitas vezes o acontecimento pode parecer maior do que é de fato, ou menor perante o que ainda estar por vir, mas o nosso controle em sabermos observar a direção para onde o fluxo natural da vida está nos levando é decisivo, pois pode facilitar e nos ajudar na maneira de lidarmos e de solucionarmos cada situação sem criarmos transtornos maiores.

A palavra para hoje é SERENIDADE.


(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

NÃO SE MENOSPREZAR E NEM SE ABATER PERANTE AS DECEPÇÕES

Estamos sempre nos esforçando para estendermos a mão a outras pessoas, para dar o nosso melhor aos que amamos, para fazer o bem e ajudar a quem gostamos, e a quem recorre ao nosso auxílio. Porém, por mais que sejamos bons, que façamos o bem, algumas pessoas ou alguns acontecimentos são capazes de nos desmotivar, de nos denegrir, de nos colocar para baixo, de nos diminuir, e de tentar fazer com que nos sintamos menosprezados, fracos, e até insignificantes. Às vezes, fica difícil olhar para as pessoas e para o futuro com perspectivas positivas, pois o desânimo causado pelas decepções nos impulsiona a desacreditar de nossa capacidade, de nossas possibilidades, e a duvidar que nossos esforços e intenções serão reconhecidos e compensados. Há dias que são mais difíceis que outros, que o céu fica acinzentado, e que nos sentimos incapacitados de brilhar. Mas, apesar de sempre haver pessoas e situações tentando nos rebaixar, há também as que sempre vão valorizar quem somos e o que fazemos, e diante disso, é imprescindível lembrar que o nosso brilho pessoal jamais poderá ser apagado por fatores externos, pois é o nosso coração que comanda a luz de nossa sublime essência, “luz essa”, capaz de ofuscar tudo aquilo que tentar nublar nossos dias e interceptar nossas ações. Sejamos mais fortes que as decepções e circunstâncias, levantemos a cabeça! A “escuridão” só tenta combater a “claridade” porque a “luz” é superior a ela. Somos maiores do que muitas situações que se apresentam gigantes, e melhores do que muitas pessoas podem enxergar.

A palavra para hoje é AUTOESTIMA.

(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

AS LIÇÕES DE NOSSA VIDA

A vida é um teste de habilidades e resistência em meio a um campo cheio de provas e obstáculos. Ela tantas vezes é voraz, veloz, imprevisível, incerta. Ela nos dói, nos fere, nos decepciona, e nos impossibilita de tantas coisas. Somos machucados por todos os lados, por todos os níveis, pelas circunstâncias, pelas situações, pelas ingratidões, rancores, orgulhos, e atropelados por muitos combates do caminho. Nos surpreendemos negativamente com tantas injustiças e covardias, com tantas tempestades e provações, com tantas “pessoas” e “pessoas”, e com tantos confrontos pessoais. Todavia, a vida ao mesmo tempo que nos desaponta, permeia os extremos, ela é gloriosa, esplêndida, extraordinária, porque aconteça o que acontecer, todos os dias nos é dada a oportunidade de nos reerguermos diante dela, a oportunidade de mudarmos os nossos passos, de trocarmos o caminho, curarmos as feridas abertas, sonharmos, voarmos, recomeçarmos, e nos tornarmos mais fortes, seja pela alegria ou pela dor, pelos fracassos ou pelas superações, e por nossos cortes ou pelas cicatrizes dos duelos vencidos. Não há como lutar e ir de encontro a vida, pois ela é a escola para onde o Pai Celestial nos enviou, com o intuito de que pudéssemos crescer, amadurecer e evoluir. Toda dificuldade e desafio que encontramos no caminho vem para ensinar, se soubermos aprender. Somos os receptores direto das causas e efeitos de nossa própria vida, sofrendo as consequências de nossas ações, de nossas escolhas e de nossas vivências. E assim sendo, podemos decidir o que fazermos com o que a vida nos permite viver, sermos mais fortes ou mais fracos, melhores ou piores, perdedores ou vencedores, maus ou bons, andar sozinho e ser ninguém aos olhos do mundo, ou simplesmente sermos alguém mais feliz, mais grato, e mais próximo de Deus.

A palavra para hoje é SABEDORIA.

(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

ATITUDE TRANSFORMADORA

O que faz um dia ser igual ao outro, ou uma situação se repetir várias vezes, nem sempre é a falta de oportunidades para que “novas coisas” aconteçam, e sim a nossa limitação em não nos doarmos mais, em não nos esticarmos mais até aquilo que queríamos conseguir, e até onde gostaríamos de chegar. A rotina diária, as repetições dos percursos que fazemos, a mesmice dos nossos passos e de nossas atitudes, se condicionam tanto a “ausência do novo”, que a “presença” do que já temos se perde perante nossa percepção de gratidão e de valorização. Às vezes a gente até reclama do tédio cotidiano que absorve nossas perspectivas de motivação e de mudanças, mas ainda assim, continuamos fazendo tudo do mesmo jeito, repetindo as reclamações, repetindo a desmotivação, repetindo o inconformismo, e nos repetindo diante dos dias. E no entanto, a “repetição” é apenas a falta de “atitude” diante de algo que pode ser modificado, transformado, refeito, restaurado. Há um vasto campo de possibilidades e oportunidades que podem mudar os nossos dias, a nossa vida e a nossa satisfação pessoal, mas para isso precisamos agir, reagir! Necessitamos nos esforçarmos mais, e nos estendermos mais, para provocarmos as mudanças, devemos limpar o lixo de nossas gavetas da vida, e descartar o que já não contribui ao nosso caminho, acrescentando novas coisas e pessoas ao nosso contexto e, sobretudo, mudar ou reorganizar tudo o que já está estagnado há tanto tempo no mesmo lugar.

A palavra para hoje é AÇÃO!

(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

A IMPORTÂNCIA DO PENSAMENTO POSITIVO

Muitas vezes o rumo de nossos passos não seguem pela direção que planejamos, e nem a nossa vontade de realização sobre determinados objetivos e planos se realizam, embora a gente permaneça no esforço diário da caminhada, seja em passos lentos ou rápidos, mas continuamos a seguir. Apesar de todos os imprevistos, de todas as limitações e mudanças de rota no mapa de nossa vida, há algo primordial que a gente não pode deixar de fazer, “parar de caminhar”. É fato que diante do caminho haveremos sempre de encontrar obstáculos, muitas pedras, dias nublados, fortes tempestades e desafios constantes, mas haveremos de encontrar também dias de sol, jardins floridos, horizontes inspiradores e alcançáveis, e a mão de Deus estendida sempre que precisarmos, em todas as vezes que o buscarmos, e a gente só vai precisar compreender as manobras do tempo dEle. Por isso, independente do percurso que nos encontramos nesse momento de nossa existência, a vida não vai parar se a gente decidir parar, se ousarmos desistir, ou se permanecermos apenas lamentando sobre as circunstâncias contrárias à nossa vontade. Se temos que continuar seguindo em frente, então que seja com o melhor dos pensamentos e a maior das esperanças.

A palavra para hoje é OTIMISMO.
(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share

COMPREENDER AS DEMORAS DO TEMPO DE DEUS

Nem sempre é fácil nos conduzirmos confiante pelo caminho que traçamos para alcançar os nossos projetos. Por vezes nos sentimos fortes, determinados e otimistas, mas durante o percurso até o pódio começamos a nos deparar com mais obstáculos do que imaginávamos encontrar, e quando o tempo que planejamos para chegarmos ao nosso objetivo ultrapassa nossas estimativas, começamos a perder a determinação e a confiança diante do caminho. Muitas vezes temos pressa para alcançarmos um determinado propósito, porque vemos nele a solução para muitos de nossos problemas, e quando essa possibilidade de vitória se distancia da gente, um misto de ansiedade, desapontamento, desespero, angústias e nervosismo, nos fazem perder a serenidade, e estremece a nossa esperança no futuro. Na maioria das vezes não entendemos as “demoras” que a vida nos impõe, e nem deciframos de imediato o que Deus quer nos dizer, por isso, sofremos mediante as “esperas” que Ele nos permite passar. Mas, uma coisa é certa, diante de nossa fé e entrega de nossos caminhos à Ele, nos colocamos sob o seu comando, e precisamos compreender que a partir daí é o seu “tempo” que passa a ser a bússola que irá nos direcionar ao caminho da vitória, no momento certo.

A palavra para hoje é PACIÊNCIA.

(Mariana Helena de Jesus)

www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

Share