Parabólica – Sua Coluna Regional

MPPE deflagra Operação Papel Timbrado V

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco-PE), deflagrou, na manhã desta quinta-feira (21/11), a Operação Papel Timbrado V, no bairro das Graças, Região Metropolitana do Recife (RMR), em cumprimento ao Mandado de Busca e Apreensão expedido pela 6ª Vara Criminal da Comarca de João Pessoa. 

A ação busca coletar evidências físicas e digitais relacionadas à fraude licitatória, delito contra a administração pública e lavagem de dinheiro. O objetivo principal é recolher documentos como boletins de medição de obras públicas, comprovantes de recebimento, celulares, entre outros. Com o emprego de dez profissionais da área de segurança pública do próprio MPPE, a Operação Papel Timbrado V aconteceu em apoio ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) e o Gaeco-PB.

TCE multa prefeito do PSB e julga irregular gestão de Verdejante

A Segunda Câmara do TCE decidiu, na manhã da última quinta-feira (21), pela irregularidade da gestão fiscal da Prefeitura de Verdejante no exercício financeiro de 2017. O relator do processo (nº 1980006-0), conselheiro Carlos Neves, aplicou uma multa de R$ 24 mil ao atual prefeito, Haroldo Silva Tavares. A decisão foi unânime.

De acordo com o voto, o município excedeu o limite de despesa com pessoal (54%) previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, no período correspondente aos três primeiros quadrimestres de 2017. Foram contabilizados, respectivamente, gastos com pessoal de 54,17%, 56,90% e 62,36%, percentuais que se elevaram a cada quadrimestre sem que a gestão tenha promovido medidas suficientes para o enquadramento.

A multa, de R$ 24 mil, equivale a 30% da soma dos subsídios anuais do gestor, considerando o período apurado. O valor deverá ser recolhido ao Fundo de Aperfeiçoamento Profissional e Reequipamento Técnico do TCE no prazo de 15 dias do trânsito em julgado do processo.

Na sessão, o procurador Gustavo Massa representou o Ministério Público de Contas. O prefeito ainda pode recorrer da decisão.

Fonte: Tribunal de Contas de Pernambuco

Clientes do Agreste são os principais compradores da confecção produzida em Toritama

Mais de 90% do que é produzido de confecção em Toritama é consumido pelo mercado local. O produto que é mais fabricado no município é o jeans feminino e as peças mais procuradas são calças e shorts. São quase dois milhões de calças vendidas por mês. Os dados são do Estudo Econômico das Indústrias de Confecções de Toritama realizado no início de 2019. A ideia era mapear a origem da matéria-prima, dos insumos e acessórios usados na confecção fabricada no município, mas tem muito mais: “temos um mapeamento, um perfil do setor de confecções de Toritama. Nosso próximo passo é a aproximação”, explicou o analista do Sebrae Gilson Gonçalves.

A pesquisa foi contratada pelo Sebrae, atendendo a uma demanda de Toritama. Com as informações, “será possível planejar ações, treinamentos para o setor”, disse Gilson Gonçalves ao explicar que há propostas de projetos a serem desenvolvidos juntamente com a prefeitura, a exemplo do que já acontece em Caruaru. Para a realização do estudo foram entrevistados 3.053 empreendedores formais e informais. 

A maioria dos que responderam à pesquisa forma o seguinte perfil de empreendedor em Toritama: sexo feminino, tem entre 36 e 45 anos e com formação no ensino médio. Além do perfil dos empreendedores, o estudo traz informações sobre a produção e comercialização. São os lojistas os principais canais de vendas com 84,6%, enquanto a internet ocupa o último lugar com 0,22% das vendas. Izaías Amaro Ferreira há 12 anos deixou o emprego no setor administrativo de uma empresa para ter o próprio negócio. Produz shorts femininos com irmãos e vende na feira. Ele terceiriza parte da produção e da venda também, passando produtos para revendedores. Esse ano ele começou a vender por whatsapp e instagram e decidiu usar máquina de cartão. Os resultados estão surpreendendo e “as vendas melhoraram bastante”, comemora o empreendedor.

Os compradores da região são maioria, com destaque para os municípios de Toritama, Santa Cruz do Capibaribe e Caruaru que ocupam, respectivamente, as primeiras colocações de mercado consumidor local. Dos outros municípios pernambucanos, Recife é que tem mais pessoas que fazem compras em Toritama. Dos compradores que vêm de outros estados, a Bahia é o principal destino dos produtos.

Viés, tecido e linhas são os insumos mais usados na confecção produzida em Toritama e são adquiridos no município mesmo. Quase 60% têm o processo de fabricação parcialmente automatizado e quase a totalidade disse não participar de qualquer estratégia de associativismo, seja ela associação ou sindicato.

O município produz mais de cinco milhões de peças por mês, impulsionando outros negócios, a exemplo do comércio e prestação de serviços. Por isto, não possui desemprego e está com uma renda per capta entre as mais altas do estado. “Mas ainda há o que melhorar e estamos prontos para atuar”, anunciou o analista do Sebrae Gilson Gonçalves. (Blog do Mário Flávio)

Policiais Civis anunciam que entrarão em operação padrão a partir de janeiro de 2020

Em assembleia realizada na sede do Sinpol, os Policiais Civis de Pernambuco decidiram entrar em operação padrão a partir do mês de janeiro. Além disso, também foi encaminhado que farão uma série de movimentos de rua, com o objetivo de dialogar com a população sobre os impactos que poderão ser gerados diante da intransigência do governo.

A decisão foi tomada porque as negociações sobre estrutura, condições de trabalho e a correção de uma injustiça que, desde 2010, aumentou a carga horária dos Policiais Civis de Pernambuco em 33% sem a proporcionalidade salarial correspondente, não estão avançando.

Joaquim Francisco confirma intenção de disputar pela Prefeitura do Recife em 2020

O ex-governador e ex-prefeito Joaquim Francisco comunicou nesta quinta-feira (21) sua intenção de representar o PSDB em uma disputa no Recife. Com a manifestação de interesse de Joaquim Francisco, a sigla pode parar a procura por um nome fora da política.

Joaquim foi prefeito do Recife entre os anos de 1982 a 1985, e 1989 a 1990, Joaquim já entra na briga com uma vantagem que é seu vasto currículo político.

Distante das urnas desde a eleição de 2010, quando concorreu na condição de suplente de senador de Humberto Costa, em uma conjuntura onde representou o PSB na composição, Joaquim estar sem mandato desde de 2015 quando renunciou ao posto de suplente.

Com a entrada de Joaquim Francisco na disputa, cresce para 8 as opções apresentadas pelo grupo oposicionista. Os demais nomes lembrados para a disputa por este campo são: André Ferreira (PSC), Wanderson Florêncio (PSC), Mendonça Filho (DEM), Daniel Coelho (Cidadania), Marco Aurélio (PRTB), Sílvio Costa Filho (Republicanos) e Raul Henry (MDB).

Share

Os comentários estão desativados.