“…olho para minha estante, vejo – com certo orgulho -, o meu longo caminhar em defesa da cultura bezerrense”

Um momento de reflexão, justamente quando a noite cai lentamente, com uma pequena mostra de chuvisco, a brisa amenizando o calor, olho para minha estante, vejo – com certo orgulho -, o meu longo caminhar em defesa da cultura bezerrense, mesmo sabendo de uma minoria que não dá valor a literatura, mas sem influenciar o meu modesto trabalho.Na esquerda, “NA PRAÇA DA MATRIZ”, resultado das minhas crônicas na Divulgadora de Anúncios Bandeirante, com José Soares e José Jordão, anos diversos, com edição do livro em 1981, com prefácio do mestre Ernani Souto Andrade;; No centro, o livro “ESTRO”, poesias sem poeta, 1987, tendo o luxo do prefácio com o poeta Rafael dos Santos Barros; Na direita, o livro “ALTER EGO”, 1996,com orgulho, mais uma vez com prefácio do Mestre Ernani Souto Andrade. Com coragem penetrei no mundo obscuro da historiograia municipalista, pesquisas e mais pesquisas, que tiveram início em 1954, e hoje chego ao ponto final com a conclusão de nossa tarefa, BEZERROS, SEUS FATOS E SUA GENTE, Volumes, I, II e III.Toda documentação relacionada a Bezerros foram consultadas, Arquivo da Prefeitura do município dos Bezerros,Arquivo Público de Pernambuco – Recife, Arquivo do Judiciário de Pernambuco, e outros enumerados nos livros publicados.

Por Ronaldo Souto Maior

Professor e historiador

Share

Os comentários estão desativados.