Mulheres em Pauta

Eleições 2020 – Bezerros

Acabamos de concluir as eleições municipais da nossa cidade. E hoje convidamos vocês a conhecerem algumas histórias inspiradoras e alguns desafios que são colocados para nós, de agora em diante.
Embora a eleição, sozinha, não transforme a realidade, ela marca processos históricos muito importantes, principalmente num momento como esse, que vivemos condições tão difíceis referentes a uma pandemia. Mesmo com todos os riscos à saúde, as eleições foram decididas para majoritária e proporcional, em 5.513 municípios do nosso país, dos quais 57 ficaram para decidir no segundo turno.

Em Bezerros, nós encontramos de tudo nessas eleições 2020, mas se tratando de histórias inspiradoras, que nutriram a gente nesse processo, apresentamos a primeira campanha que enalteceu a luta pelos direitos das Mulheres, da Comunidade LGBTQ+, dos Quilombolas e das Pessoas com Deficiência. É importante ser registrado, pois nossa sociedade tem uma dívida histórica com esses segmentos, e jamais candidato/a nenhum/a havia dialogado sobre tais pautas em campanhas anteriores.

Observamos também campanhas lindas que defenderam pautas da Juventude, Esporte, Turismo Rural, Urbanização, Políticas públicas para os Animais, Transporte para Estudantes e tantas outras questões importantes e que interferem diretamente na vida de todos e todas nós.

O/a eleitor/a bezerrense teve a opção de discutir, participar e decidir sobre várias campanhas propositivas, que foram construídas coletivamente a partir do sentimento real do povo e com certeza deixam sementes que se tornarão frutos mais adiante com as bases que foram fortalecidas nesse período e com as propostas coletivas que estão por vir e já se organizam.

O que mais nos deixou tristes foi presenciar momentos discriminatórios e preconceituosos em vários espaços e partidos. Ficamos indignadas com atos misóginos e machistas de alguns candidatos, o que não se diferencia de atos que na intenção de criticar ou insultar seu oponente foram gordofóbicos. E vindo de militâncias que se diziam empáticas, vale a reflexão: Como os/as militantes e eleitores/as deste partido que estão acima do peso se sentiram? E em pleno século XXI o que mais escutamos foi a palavra DENEGRIR. É sabido que essa palavra é recorrente quando acreditamos que estamos sendo difamados, é uma palavra vista como pejorativa, porém seu real significado é “tornar negro”. Se tornar algo negro é maldoso, temos mais um caso de racismo.

Também foi possível perceber as figuras que chegaram com o slogan do “NOVO”, e realizaram as práticas mais antigas que há na política e que a gente já conhece tão bem. Infelizmente alguns/as foram eleitos dessa forma e isso não é novidade pra gente. Enfim, melhoremos!

Nossa realidade mudou e os desafios estão postos, é preciso enxergar para além da conversa bonita, do direito garantido no ajeitadinho (que no discurso é direito, mas sabemos que é troca de favores), na conquista que favorece uns grupos e outros não, ou seja que não contempla o coletivo e outras questões que estão na nossa cara e as vezes fingimos não vê porque estamos sendo favorecidos/as.
É preciso estarmos atentos/as e vigilantes para todo e qualquer projeto que tiram direitos da classe trabalhadora. É nosso dever de agora em diante fiscalizar tudo que é realizado com nosso dinheiro e cobrar melhor qualidade de vida para o nosso povo.

O caminho é seguir lutando, seguir construindo no cotidiano, dentro e fora da institucionalidade. Essa é a nossa grande missão, acabar com todas as formas de opressões. A gente celebra todas as vitórias de agora que talvez sejam invisíveis aos olhos da sociedade, mas não aos nossos.

Vamos juntos e juntas fortalecer a luta coletiva em Bezerros? Aguardem as novidades!
Se você gostou desse texto, curte, comenta e compartilha com as pessoas, nos ajude a divulgar. Não deixe de acessar o blog Bezerros Hoje e nossas redes: Instagram: @mulheres.em.pauta
Facebook: Mulheres em Pauta
Que Lugar Você Ocupa Nessa Luta? MULHERES!

Michelle Silvestre – Mulheres em Pauta.
81 99457-7862

Share

Os comentários estão desativados.