IMPRENSA CONHECE SISTEMA DE TRANSPOSIÇÃO; OBRA, QUE DEVERIA TER SIDO REALIZADA HÁ UM ANO, REPRESENTA A NOSSA SEGURANÇA HÍDRICA

Imprensa não encontrou equipe no canteiro de obras, mas há sinais de início dos trabalhos; Visita se deu na manhã deste sábado (28).

Local onde será construído um mini paredão para represar as águas do rio Serinhaém

Como anunciamos em nossa coluna política, fomos conhecer de perto o ponto de capitação que a Compesa apontou ainda em 1999 como sendo o local ideal para a transposição do Rio Serinhaém. Outros veículos de imprensa da cidade também se fizeram presentes: Flávio Melo (Bezerros Hoje), Antônio Monteiro (Maria FM), Juliano Nascimento (Portal Bezerros) e Ricardo Torres (Bezerros News). A equipe foi acompanhada  pelo Secretário de Governo, Josevânio Miranda. Além dele, o vereador Gabeira (PSD) e o comunicador Sérgio Leão (Assessoria de Imprensa) também foram conhecer  in loco o sistema adutor.

Viajamos até a cidade de Barra de Guabiraba, a 50 Km de Bezerros, onde nos dirigimos até a zona rural, cerca de 5Km do centro da cidade. Encontramos um rio perene, mas com uma vazão baixa. Uma constatação de que a seca dos últimos seis anos também atinge as regiões de brejo. Mesmo assim testemunhamos a grande capacidades hídrica da região, com açudes e fontes d’ água por toda a parte.

A elevatória que fica às margens do rio Serinhaém (um equívoco de engenharia – já que é inundada durante as cheias) está abandonada. Encontramos um ex-trabalhador que prestou serviços a Compesa em 2001. Ele informa ter alertado sobre a elevação do rio no local, mas certamente não lhes deram ouvidos.  Segundo o morador, o sistema chegou a operar por alguns momentos, mas problemas de manutenção o levou ao seu sucateamento. O conjunto de bombas e parte da estrutura elétrica não existem mais. Problemas que precisam ser resolvidos e que representariam o maior desafio, segundo relatou Josevânio de Miranda.

Constatamos sinais de início de trabalhos no tocante a uma construção que seria um mini paredão, o qual deve represar ás águas do rio. O objetivo é que com a elevação as águas ocupem os tanques onde serão bombeadas para o sistema. Para a nossa surpresa e pela emergência que a transposição representa para Bezerros, não encontramos ninguém no canteiro de obras.

 Saímos de lá esperançosos e com a certeza que o Rio Serinhaém representa de fato a segurança hídrica que o município almeja há décadas.

Com a elevação do rio, as águas encherão tanques onde serão bombeadas – Imagens vereador Gabeira
O vereador Gabeira e representantes da imprensa local foram conhecer in loco o sistema de transposição que deveria ter sido feito há um ano
A perenidade do rio garante a segurança hídrica necessária para Bezerros
Casas de bombas vazias

 
Veja depoimentos dos representantes da imprensa local sobre a visita ao Rio Serinhaém
 

 

O

Share

Deixe uma resposta