Vem aí a 26ª edição do Educarnaval

Com o tema “Papangu: protagonista da alegria de Pernambuco”, o Educarnaval, tradicional bloco da Educação do município, este ano, desfilará na quarta-feira, 27 de fevereiro, num cortejo pelas ruas de Bezerros, marcando oficialmente o início do Carnaval na cidade. Com concentração às 20h na Praça São Sebastião, alunos, pais, professores, gestores, funcionários das 30 escolas da rede municipal, além da população em geral, irão vivenciar as diversas manifestações da cultura pernambucana, como o frevo, o maracatu, os papangus, entre outras.

O bloco seguirá o trajeto até a Praça Duque de Caxias, em frente à Prefeitura, animado por várias orquestras, além das participações especiais do Folcpopular, Papanguarte, Balé do Totinha, Balé da Kika, Balé Gravat’art, Balé Marina Pontes, Grupo de Dança Mistur Art Sapucarana, Programa Vida Ativa e Ala da Secretaria de Saúde.

Share

Papanguarte participa de prévia em Vitória de Santo Antão

Papanguarte e Clube Leão de Vitória faz um Arrastão de Frevo para resgatar o autêntico carnaval dos clubes de alegorias da terra das tabocas. A Frevança aconteceu no último sábado(16) a noite com concentração na sede da agremiação localizada na praça da matriz de Santo Antão percorrendo as principais ruas e avenidas com uma afinada orquestra de frevo. O convite foi feito pelo diretor Paulo Roberto empresário da rede Radar/Facol e atualmente presidente da agremiação.

Share

Camarotes acessíveis durante o carnaval em Recife, Olinda e Bezerros

Estão abertas, a partir desta segunda (18), as inscrições para os Camarotes da Acessibilidade no Recife, em Olinda e em Bezerros, no Agreste. Há, ao todo, 940 vagas para pessoas com deficiências física, auditiva, visual ou intelectual.

Em Bezerros, no Agreste, o camarote fica montado durante o desfile dos Papangus, no domingo (3). As inscrições podem ser feitas na Ouvidoria Social, pelo telefone (81) 3183-3075, das 8h às 13h.

Leia mais no G1

Share

Sem esperar pelo Estado, polo de carnaval do agreste antecipa programação

Sem esperar pela grade do Estado, a cidade de Pesqueira, que também realiza importante carnaval no inteiror, resolveu divulgar antecipadamente a sua programação. Nomes como Avine Vinny, Jorge Aragão, Almir Rouche, Marreta é Massa e Pedrinho Pegação estão confirmados. Ver aqui.

Em Bezerros a maior parte de sua grade carnavalesca é da prefeitura, mas o município ‘historicamente’ espera as atrações do governo estadual para a divulgar a sua programação, o que geralmente acontece há menos de 15 dias do evento. O motivo sempre mereceu críticas de turistas e foliões que desejam agendar a folia de momo. Algo que precisa ser repensado.

Share

Carnaval: Prefeitura convoca flanelinhas para cadastro

Em nota, a Prefeitura de Bezerros emitiu comunicado convocando os trabalhadores para o período de carnaval. O cadastro é mais uma medida de segurança discutida entre o Turismo de Bezerros e os órgãos de Segurança pública.

Carnaval atrai muitos visitantes de outras cidades.

A Prefeitura de Bezerros, através da Secretaria de Turismo e Cultura, convida todos os flanelinhas que irão trabalhar durante o período carnavalesco para comparecer na reunião, que acontecerá na quarta-feira, 20 de fevereiro, às 9h30min na sede do DEBERTRANS (antigo Matadouro Público).  

Share

Professores e alunos do CEEB confeccionam suas próprias máscaras de papangus

As oficinas máscaras de papangus, iniciadas em 11 de fevereiro, continuam a todo vapor na Associação dos Artesãos de Bezerros (AAB), já tendo recebido mais de 100 pessoas, inclusive de outras cidades da região; nesta quinta-feira, dia 14, foi a vez dos professores e alunos do Centro de Educação Especial de Bezerros (CEEB), participarem das oficinas com 60 alunos fazendo e pintando suas próprias máscaras na sede da AAB, em dois turnos, manhã e tarde. Além dos alunos, os professores também aproveitaram e confeccionaram máscaras de papangus.

As oficinas seguem até o dia 22, e segundo nos informou o presidente da AAB, José Pedro Soares, já estão agendados outros grupos de alunos e professores, grupos de danças, universidades e turistas, que sempre vêm em busca da nossa cultura e buscam aprender a fazer o que há de mais importante no carnaval bezerrense: as máscaras de papangus. Os instrutores são todos artesãos bezerrenses da AAB e fora o presidente temos ainda: Josete Silva, Vítor Alves e Vânia Alves. Zé Pedro espera que esta ano sejam confeccionadas mais de 2 mil máscaras na sede da associação.

Share

Coragem é o gás que embala a arte de Edvânia em Bezerros

Quando se comenta no Carnaval de Bezerros, a mente processa rapidamente a alegria dos Papangus em suas extravagantes máscaras percorrendo pelas ruas da cidade. Dentre os inúmeros profissionais que tem a arte na veia, uma mulher se destaca pela determinação e prazer em todos os trabalhos que produz. Natural de Afogados da Ingazeira, no Sertão de Pernambuco, Edvânia Alves mantém um relacionamento fervoroso com o artesanato desde quando tinha apenas dez anos. Logo de cara, o contato com o barro foi a sua primeira experiência, sem orientação de ninguém, no faro, buscando entender sozinha o que a aguardava mais para a frente.

Otimista, Edvânia percebeu que poderia explorar o seu conhecimento aonde quer que fosse. Já adolescente, aos 17 anos, após se mudar para Bezerros, Edvânia começou a pisar no mais novo território com calma. Iniciando pelo crochê, bagagem herdada na infância, ela viu que a renda renascença também seria uma ponte para construir o seu caminho como artesã. “Tenho orgulho do que fiz lá no comecinho. Tudo foi suado. Nada foi de mão beijada. Me orgulho das coisas que construí”, declara.

Por mais que estivesse acostumada com a criação das suas peças trançadas em agulhas, Edvânia não hesitou ao transferir as ideias vivenciadas com o barro para o popular papel machê. Pronta para alçar voos maiores, ela, aos 30 anos, mergulhou de vez no universo das máscaras que dão o tom da folia para os bezerrenses.

Familiarizada com a tarefa artística, Edvânia passou a investir cada vez mais no seu potencial, porém, descartando qualquer tipo de limitação, a exemplo de não recusar encomendas por quantidade. Para ela, o empreendedor não só é para vender sua mercadoria com um número específico [grandioso] que vise apenas o lucro. “Se a pessoa está disposta a receber pedidos dos clientes, ela tem que passar a ter consciência de que produzir uma peça também vale a pena”, pontua.

Integrante da Associação de Artesanato de Bezerros, Edvânia, hoje, vê o seu nome ganhar o Brasil através das feiras de artesanato, e fora dele, como nos Estados Unidos e Portugal. Ela não teve a oportunidade de ver alguém comprando seus trabalhos nessas viagens, mas garante que o coração vai junto. Com o Carnaval se aproximando, a casa de Edvânia se transforma em um ateliê improvisado. A mesa da sala de jantar serve de apoio para abrigar as máscaras dos Papangus, o armário da cozinha dá suporte para as tintas e o quintal, quando não está em época de chuva, ajuda a secar as pinturas.

Nesses 49 anos de carreira, Edvânia pensou em até desacelerar um pouco, mas não resiste quando alguém lhe pede para confeccionar alguns produtos. De imã de geladeira a caprichosas máscaras, a pernambucana só deseja uma coisa: que a cidade de Bezerros valorize mais a arte. Apesar de sentir que os jovens do município não buscam interesse pelo artesanato que movimenta a região no período carnavalesco, Edvânia acredita que os veteranos, mesmo sendo concorrentes, são pilares para manter a tradição em constante funcionamento. A menina que começou a meter a mão no barro, e que ousou a aperfeiçoar o seu talento, prova para a mulher de 59 anos que a desistência não faz parte da sua história. “Vou morrer artesã. Disso eu tenho certeza”, atesta Edvânia Alves.

Veja mais no Portal Leia Já

Share

Decoração de carnaval na prefeitura

A julgar pela decoração de carnaval na prefeitura de Bezerros, ainda em faze de acabamento, o carnaval 2019 ganhará pontos nesse quesito. As imagens foram publicadas nas redes sociais do comunicador Sérgio Leão. A decoração, segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, é de Anderson Santos sob a coordenação de Sérgio Brayner.

Share

Estudantes desenvolvem aplicativo do carnaval de Bezerros

Coordenados pelo professor Flávio Brayner, os alunos do terceiro ano do curso de Manutenção e Suporte em Informática, da Escola Técnica Maria José Vasconcelos (ETE Bezerros), desenvolveram um aplicativo para celulares e tablets que vai conter e divulgar maiores informações sobre a Folia do Papangu 2019.

No app, o folião pode acessar a programação de blocos e palcos de rua. Também estão disponíveis serviços como transportes, telefones úteis, postos médicos, hotéis e restaurantes. O aplicativo já está disponível nos sistemas Android e iOS e será constantemente atualizado. Baixe agora: https://app.vc/papangu

Share

Prévia animou Santo Amaro II

Prévia animou Santo Amaro II. Pela primeira vez bairro realizou evento.
A festa foi animada pelas bandas Forró da Galera, Kaio Lima e Mariano do Arrocha.

O pré carnaval do bairro do Santo Amaro II foi realizado neste domingo (10). O evento contou com o apoio da Polícia Militar,Guarda Municipal, Secretaria de Saúde, vereador Gabeira e João Paulo Alencastro. “Agradeço a participação de toda a populacão do Santo Amaro e dos bairros vizinhos”, declarou Emanuel Frances, liderança da comunidade.

Share

Pedro da Silva e a paixão pelo artesanato de Bezerros

Fã do escultor Aleijadinho, artesão do Agreste pernambucano afirma que viver da cultura local proporciona o prazer de trabalhar

Leia Já – Às margens da BR-232, no KM 107, na cidade de Bezerros, Agreste pernambucano, o ateliê de José Pedro da Silva chama a atenção pela grandiosidade. O espaço criativo do artesão está a todo vapor desde que o ano começou, recebendo encomendas de prefeituras ao redores do município que desejam ter suas peças enfeitando ruas e repartições públicas no período de Carnaval.

Dividindo o trabalho com três colaboradores, Pedro confecciona os pedidos dos clientes como fossem os primeiros da vida, concentrado para que cada detalhe saia do jeito que lhe foi solicitado. Perfeccionista em todas as suas produções, o pernambucano de 55 anos afirma que a paixão pelo artesanato começou quando ele era ainda criança. “A arte está em mim desde pequeno. Ela [arte] é um dom e para isso não tem escola. Eu não tive auxílio de ninguém. Tudo fui descobrindo sozinho”, relembrou, em entrevista ao LeiaJá.

Após colocar em prática todos os conhecimentos adquiridos pela vontade e intuição, Pedro percebeu que Bezerros não estava lhe retribuindo da maneira que havia investido no início da carreira. Pensando em dar uma guinada na vida, ele resolveu deixar a sua terra para arriscar em São Paulo os planos profissionais. O tempo passou, Pedro se adaptou aos novos costumes da capital paulista, mas sempre pensava no que poderia oferecer futuramente para o povo de Bezerros.

Misturando razão e emoção, Pedro sonha em viver de vez da sua arte em Pernambuco. Enquanto a vontade não se concretiza, ele vai dividindo a atenção dos familiares em São Paulo com a tradição popular dos bezerrenses. “Comecei a voltar para cá aos poucos, além de ter a pretensão em morar de vez aqui e fazer as minhas coisas. Quero continuar mostrando a minha arte. Sem ela não existe cultura, e sem cultura nós não somos ninguém”, pontua.

Focado também em outras festividades que movimentam o Estado, como o São João, José Pedro não poupa a mente quando o assunto é montar suas peças, independente do material que faz parte da tradicional máscara de Papangu, seja ele em papel machê, poliéster ou argila. O sonho de retornar para a sua cidade natal não tem dia a hora, mas Pedro, fã do escultor mineiro Aleijadinho, acredita que viver da própria arte lhe proporciona revisitar o passado com a certeza de que tudo conquistado até hoje foi consequência da sua dedicação. Veja vídeo aqui

Share

Policiais que farão segurança no carnaval de Bezerros reúnem-se e visitam pontos estratégicos da folia dos papangus

Policiais que farão segurança no carnaval de Bezerros reúnem-se e visitam pontos estratégicos da folia dos papangus

Após a realização da primeira reunião da segurança do carnaval de Bezerros, na semana passada, nesta sexta-feira, dia 08, aconteceu uma segunda reunião, desta feita com participação de outros agentes de segurança e do DEBETRANS, com apresentação do mapa da Operação Carnaval traçado pelo órgão municipal. Além do DEBETRANS, estiveram representantes das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, DETRAN e PRF, que traçaram estratégias para ações conjuntas durante o período carnavalesco, que darão segurança total aos foliões.  O foco maior desta reunião foi o trânsito, mas também foram abordados outros assuntos de extrema importância para os que vão estar nas ruas do frevo e em toda a cidade de Bezerros.

Ficou definido que a Delegacia Móvel ficará em frente ao Bradesco e terá escrivão e agentes da polícia civil, enquanto na delegacia local haverá plantão 24h por dia,  para as ocorrências mais graves; a Polícia Militar vai atuar com policiamento ordinário, BPM, GATI, ROCAM, Cavalaria e BMRV, enquanto a PRF, o DETRAN e o DEBETRANS, estarão em vários pontos de acesso a cidade durante todos os dias de carnaval, inclusive com bafômetros para identificar motoristas alcoolizados, havendo ainda   um bloqueio em pontos críticos, como Rosário, 9 de Janeiro e Praça Duque de Caxias. Em frente ao colégio das freiras só será permitido o acesso para viaturas policiais, ambulâncias e carros das bandas.

Os agentes de segurança também voltaram a traçar planos para conterem bandos de torcedores de futebol que vêm de Recife e serão monitorados pela inteligência da Polícia Civil e abordados nas entradas da cidade pelos órgãos de trânsito.  Encerrada a reunião no gabinete da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, os policiais saíram pelas ruas onde serão as maiores concentrações de foliões: corredor do frevo, palco cultural, Praça Duque de Caxias e Rua Coronel José Pessoa, onde fica o QG do Frevo,  analisaram  os prós e os contras da folia dos papangus,  e efetivamente traçaram as estratégias que irão ser importantíssimas para o carnaval 2019, como ocorre todos os anos. 

Share

Domingo tem arrastão da folia em Bezerros

Antecipando a abertura do carnaval 2019 em Bezerros, o Papanguarte Balé Popular de Bezerros, promove neste domingo, dia 10, um grande arrastão de frevo pelas principais ruas da cidade, em homenagem ao “Dia do Frevo” que acontece no sábado, dia 09 de fevereiro. O evento deverá contar com as participações especiais do Grupo de Danças Folclóricas Folc Popular e Programa Vida Ativa; o arrastão Papanguarte terá a parceria da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura com carro de som e orquestras de frevo.

A concentração começa as 15.30h na Praça de São Sebastião, palco da saída do Bloco dos Papangus e seguirá pelo corredor do frevo da Professor Amaral até a Praça Duque de Caxias, onde se encerrará o grande Arrastão da Folia. O evento está sendo muito bem aceito pelos foliões bezerrenses e da região, e deverá arregimentar um grande número de brincantes, com alegorias e fantasias de papangus, numa grande prévia para o sucesso da Folia dos Papangus 2019

Share