“… Antes que chegue algum sabido conversando pataca aqui, vou esclarecendo: …”

O fato: um bebê morreu nas dependências de uma unidade de saúde. Antes disso, um feto foi encontrado entupindo o sanitário desta mesma unidade de saúde. Ninguém viu, ninguém sabe de onde veio nem quem foi. Em paralelo a isso, houve ainda graves denúncias de atendimento por um profissional usando as credenciais de outro, refutadas simplesmente como “fake news”. Nenhuma nota informando que seria apurado ou procurando saber como a paciente estava (se limitaram a dizer que a paciente mentiu).

É uma sequência muito grande de eventos tristes e catastróficos em tão pouco tempo e em uma única gestão de pasta pra ser considerado apenas fake news ou refutados através de notas frias em redes sociais.

Antes que chegue algum sabido conversando pataca aqui, vou esclarecendo:

  1. Não trabalho nem tenho negócios de nenhuma natureza com nenhuma secretaria de nenhuma prefeitura do mundo, e nem quero.
  2. Votei 25 nas últimas eleições.

Quanto à família do bebê falecido, meus sentimentos. Que Deus conforte os corações de todos.

Janaína Pereira Simões

Share

Os comentários estão desativados.