Muita chuva no Nordeste nos próximos dias

Grande parte do interior do Nordeste pode se preparar para mudanças no tempo ainda esta semana. Áreas muito secas do interior da Bahia, de Pernambuco, do Ceará e de Sergipe devem voltar a receber chuva frequente e em grande quantidade nos próximos dias.

Aos poucos as pancadas de chuva mais volumosas estão retornando ao oeste da Bahia. já começou o mês de fevereiro com chuva forte. Em sete dias choveu quase 85 mm, pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Esse total já superou a quantidade de chuva de todo o mês de janeiro.

Em outra localidade da Bahia, em , choveu quase 48 mm entre 5h e 13h desta terça-feira (7). A chuva voltou a cair forte nesta terça também no interior do Piauí. Em apenas 2 horas choveu 55 mm em .

As condições meteorológicas continuam favoráveis a entrada de mais umidade pelo centro-oeste e sul da Bahia, sul do Piauí e sul do Maranhão. Todas essas áreas ficam com o tempo instável e chuva a qualquer hora nesta quarta-feira (8). Há risco de chuva forte e grandes acumulados.

Semana vai terminar com grande aumento da chuva
A partir de sexta-feira (10), é que a umidade tende a se espalhar bem mais pelo interior do Nordeste aumentando a chance de chuva forte  e volumosa pelas áreas de Sertão , entre a Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Ceará, todo o interior do Piauí e do Maranhão. Volta a chover forte também na capital . Os modelos meteorológicos indicam há vários dias volumes que podem superar os 100 mm em diversas localidades até o dia 12 de fevereiro.

A chuva vai aumentar também sobre o norte do Maranhão. Pode voltar a chover forte até o final da semana, com previsão de grandes acumulados inclusive na capital .

Ver mais aqui no Portal Terra

Share

MUITA CHUVA PARA PERNAMBUCO E ESTADOS DO NORDESTE EM 2017, SEGUNDO APAC

Vista de temporal entre Carnaiba e Afogados da Ingazeira – Foto: Alexsandra Alexandrino – Arquivo 

A cada fenômeno meteorológico ocorrido no Brasil, as esperanças de quem vive nos estados do Nordeste que mais estão sofrendo com a seca são renovadas, na expectativa de um ano de chuvas que correspondam às necessidades e à ansiedade dos nordestinos. Os mais recentes estudos apontam que a possibilidade de um bom período de chuvas em 2017 na região é cada vez maior.

Estudiosos afirmam que a frente fria que causou chuvas e estragos no eixo Sul-Sudeste do Brasil, e que já começa a fazer seus efeitos no Centro-Oeste, deverá subir mais, chegando ao Nordeste e provocando um satisfatório período chuvoso no ano que vem, muito provavelmente nos primeiros meses.
Resultado de imagem para imagens de chuva no nordeste

CHUVA: A Agência Pernambucana de Águas e Clima – APAC divulgou recentemente a informação de que, após um período de 5 anos de seca, finalmente Pernambuco e estados vizinhos deverão ter um ano de chuvas. A mudança, segundo a entidade, se deve ao fenômeno La Ninha.

O diretor-presidente da APAC, Marcelo Asfora, disse que um dos principais fenômenos que interferem nas chuvas no Sertão é o El Niño, que, para a felicidade de quem espera ansioso pelas chuvas, não deverá interferir no ano que vem.

“A expectativa é que surja o fenômeno La Niña, que é o resfriamento das águas do Pacífico. Então, só o fato de não ter a interferência do El Ñino, vai favorecer a condição de chuva do Sertão”, argumentou ele.

blogdocauerodrigues.com
Share

18mm de chuvas em Bezerros

ribeirao O centro de monitoramento da APAC em Bezerros já registra a precipitação de 18mm de chuvas nas últimas 24h em Bezerros.  A previsão é de muitas nuvens e pancadas de chuvas, com possibilidade de sol a tarde.

Share

27,38MM DE CHUVAS EM BEZERROS, SEGUNDO APAC

E a chuva moderada, mas constante, registrou dados importantes no centro de monitoramento mantido pela Agência Pernambucana de Águas e Climas /APAC, em Bezerros, agreste do estado. Nas últimas 24h, 27,39mm de chuvas foram registradas em área próxima a zona urbana de Bezerros. O índice é considerado satisfatório, principalmente para a agricultura. Na capital e na Região Metropolitana do Recife, a média das precipitações ultrapassam 80mm.

Share