A partir de hoje – uma reflexão para mulheres

Janaina Pereira é Administradora

A partir de hoje – uma reflexão para mulheres
Mais um final de semana passou. Felizmente, teremos outra semana de trabalho pela frente, certamente árdua, com altos e baixos, estejamos trabalhando, em férias ou desempregadas. Seja como for, vamos fazer um exercício. Começando por hoje, tenhamos em mente que não trabalhamos para o chefe arrogante, ou pouco desafiador, ou para a mulher que implica com a gente, para o governo corrupto ou o líder que entende menos do que a gente. Não trabalhamos em casa pra filhos ingratos, maridos ausentes ou oferecemos produtos de revista ou quentinhas ou seguros de veículos pra clientes reclamões. Não oferecemos jogo do bicho ou 2 para 500 para fregueses que nem sabem do que nos ocupamos e não entendem nosso potencial. Não colocamos fardas feias hoje pra compor o mobiliário da empresa. Hoje, não saímos para atender no comércio aquelas pessoas de sempre, ou manipular dinheiro dos outros. Não trabalhamos para patrões, clientes, empregados ou familiares. A partir de hoje, independente de onde estejamos, TRABALHAREMOS PARA NÓS MESMAS, pra comprar o leite da criança com NOSSO dinheiro, ou nossos absorventes. Pra poupar pra a faculdade ou aquela roupinha que a gente sente necessidade de ter. Pra pagar a conta da Celpe que já está atrasada, ou aquela dividazinha que fizemos em produtos de revista. Ou trabalharemos para comprar o iPhone master, ultra, top, cheio de funções que a gente nunca vai usar, mas apenas queremos. Trabalhamos hoje pra pagar o colégio do filho, a festinha de aniversário do enteado, o remédio da mãe doente. Trabalhamos pra sair daquele relacionamento abusivo com o homem ou a mulher que implica conosco e, muitas vezes, até se apodera do dinheiro do nosso esforço. Hoje, não vamos revirar os olhos e bufar. Vamos fazer uma revolução silenciosa e mudar nossa realidade a partir da nossa própria perspectiva, a partir de dentro da gente. Hoje, a gente vai fazer como Marta da seleção feminina de futebol: a gente vai escolher um batom, ou qualquer outra coisa que a gente queira, e simplesmente usar. E pra quem reclamar, fizer cara feia ou rir da gente, vamos ignorar solenemente e pensar o seguinte: “deixa eles; não sabem que hoje estou trabalhando pra mim”. 💋

Janaina Pereira

Share

Os comentários estão desativados.