Fogo Cruzado

Quem administra os presídios de Pernambuco é uma secretaria de segunda classe

Sabendo-se que o Brasil tem a terceira maior população carcerária do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos e para a China, e que Pernambuco tem a terceira maior população carcerária do Brasil, proporcionalmente ao número de vagas, talvez fosse a hora de o governador Paulo Câmara incluir no seu projeto de reforma administrativa a criação de uma Secretaria de Administração Penitenciária. Basta lembrar que alguns estados já têm ou estão criando essa Secretaria, a exemplo de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará, Bahia, Rio Grande do Sul, etc. Em Pernambuco quem administra os nossos presídios é uma secretaria de segunda classe – Secretaria Executiva de Ressocialização -, que além de dispor de uma infraestrutura bastante precária tem um elevado déficit de agentes penitenciários para atender às suas demandas. Além disso, temos também presídios superlotados e de péssima qualidade, o que faz deles “barris de pólvora” e bombas relógio de efeito retardado. Sendo assim, se o Estado tem pastas para cuidar de educação, saúde, desenvolvimento agrário, cultura, fazenda, administração e recursos hídricos, por que não criar também uma secretaria para cuidar do sistema penitenciário? Se o problema for manter o mesmo número de pastas que consta do projeto original (22), extinga-se a Secretaria da Mulher que não tem serventia alguma.

Aliança com Israel

Logo após ser eleito, Bolsonaro anunciou que iria transferir de Telaviv para Jerusalém a sede da Embaixada brasileira em Israel. Irritou os árabes, mas agradou os judeus. Agora, para fazer um gesto com o Nordeste, onde perdeu de cabo a rabo, fala em importar tecnologia israelense para dessalinizar água de poços e do mar para atender aos projetos de agricultura familiar.

O custo – O uso de dessalinizadores em Pernambuco para atender à população rural foi testado com sucesso no 2º governo de Miguel Arraes (1987-1990) e no 1º de Eduardo Campos. Israel usa essa tecnologia para dessalinizar água do mar. O governo estadual usou para dessalinizar água de poços.

Obras 1 – O presidente eleito fará um grande favor a Pernambuco se concluir todas as obras hídricas que estão inacabadas, umas de responsabilidade do Ministério da Integração (que vai se transformar em Ministério de Desenvolvimento Regional) e outras sob comando do Dnocs.

Obras 2 – A mais importante de todas é a Adutora do Agreste, que não é obra de estado e sim do ministro de plantão (o próximo será Gustavo Canuto). Nunca houve um cronograma de liberação de recursos para a Compesa executar esta obra. Cada ministro liberou o que quis.

A renúncia – O cantor Alcymar Monteiro disse ao programa “Roda Vida” que se arrependeu profundamente quando se lançou candidato a prefeito de Juazeiro (CE), sua terra, em 2012, pelo PDT. As velhas forças políticas do município o deixaram isolado (apenas com o PPL) e por isso ele renunciou à candidatura.

Produção – Os advogados do ex-presidente Lula parece que trabalham por produção e não por resultado. Eles colecionam mais de uma centena de recursos negados pelo TRF da 4ª Região (Porto Alegre), pelo STJ e o STF, mas não desistem. Querem ver “Lula livre” de todo jeito.

Share

Os comentários estão desativados.