CANDIDATOS DA TERRA: O QUE ELES ANDAM PUBLICANDO NAS REDES SOCIAIS

Neguinho, Lucielle, Mikhail e Gabeira alimentam às redes sociais diariamente com ações das  respectivas campanhas eleitorais. A última postagem do candidato Neguinho é um bate papo com uma família de bezerrenses sobre o desemprego. Luciele laurentino visitou a feira livre do bairro do Santo Antônio no último domingo. Mikhail Gorbachiov faz postagem crítica sobre o voto livre e Gabeira convoca a militância para a sua carreata a ser realizada no próximo domingo (23).

Share

NÃO PERCA A SERENIDADE E A ESPERANÇA

 

Por mais palavras de encorajamento e por mais otimismo que tenhamos cotidianamente a frente de nossas ações e projetos, há dias que são tão desmotivadores, e há situações e contextos que são tão pesados e negativos, que por mais que tentemos nos manter de pé e serenos, tudo parece conspirar contra nós, tudo parece querer nos derrubar. Há fases que perece que qualquer coisa que façamos para solucionar um problema, para encontrar uma resposta, ou para alcançarmos um resultado, não dá certo. Isso nos tira o ânimo, a inspiração, e sobretudo nos deixa impacientes, porque na maioria das vezes temos urgência nas resoluções, nas mudanças, nas respostas e resultados. E é em muito desses momentos que quase somos levados ao desespero, e nos perguntamos o que fazer quando não sabemos o que fazer? A verdade é que não há fórmula mágica, resposta certa, e nem resultados imediatos quando estamos atravessando uma tempestade de ventos contrários e um período de escassez. A vida por vezes nos coloca em situações assim, porém, por mais negativo que seja o cenário, e mesmo perdendo a motivação, não podemos perder o nosso controle racional e nem deixar de continuarmos acreditando, pois sem esperança e sem serenidade não suportaremos os dias difíceis, e nem mesmo perceberemos o tempo de Deus agindo a favor da gente. É preciso crer. É preciso saber esperar.
A palavra para hoje é FÉ.

Share

Datafolha: Bolsonaro 28%; Haddad, 16%; Ciro, 13%

Haddad mantém trajetória de alta, mas segue tecnicamente empatado com Ciro

Ricardo Balthazar – Folha de S.Paulo

Afastado da campanha nas ruas há duas semanas, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) manteve a liderança da corrida presidencial, de acordo com uma nova pesquisa feita pelo Datafolha.

Conforme o levantamento, concluído nesta quarta (19), o capitão reformado do Exército oscilou dois pontos para cima e alcançou 28% das intenções de voto, mantendo a trajetória de crescimento observada desde o início da campanha.

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT), que cresce desde sua confirmação como substituto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na corrida, atingiu 16% das preferências, três pontos a mais do que na semana passada.

O candidato petista continua tecnicamente empatado com Ciro Gomes(PDT), que ficou estagnado, com 13%.

O instituto entrevistou 8.601 eleitores de 323 municípios na terça e na quarta (19). A margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa foi contratada pela Folha e pela TV Globo.

As menções espontâneas a Bolsonaro também cresceram nos últimos dias, assim como as citações a Haddad.

Bolsonaro cresceu no Sudeste, Norte e Sul, onde atingiu sua melhor marca (37%), e ganhou pontos entre jovens e até entre mulheres, apesar da grande rejeição no segmento.

O petista cresceu no Sudeste e no Nordeste —onde alcança a melhor pontuação (26%) e única região em que está à frente de Bolsonaro.

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que tem quase metade do tempo de TV, está estagnado na pesquisa, com 9%.

O tucano aparece empatado com Marina Silva (Rede), que agora soma 7% das preferências, menos da metade do que tinha no início da campanha.

As simulações do Datafolha para segundo turno mostram que Ciro é o único candidato que venceria todos os rivais.

Ele bateria Bolsonaro com 45% das intenções, vantagem de 6 pontos sobre o capitão. Nos outros cenários, Bolsonaro empata com Haddad, Alckmin e Marina.

A rejeição a Bolsonaro continua alta, e a de Haddad cresceu. Segundo a pesquisa, 43% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum no capitão e 29% rejeitam o petista.

Os eleitores de Bolsonaro e Haddad são os mais convictos. Apenas um de cada quatro apoiadores dos candidatos admite escolher outro nome.

No conjunto do eleitorado, 40% dizem que podem mudar o voto. Entre eles, 15% indicam Ciro como segunda opção, 13% apontam Marina, 12% optam por Haddad e Alckmin e 11% indicam Bolsonaro.

Os eleitores de Ciro, Alckmin e Marina são os menos decididos. Mais da metade admite escolher outro candidato, e muitos têm trocado de camisa nas últimas semanas.

O instituto também perguntou aos entrevistados se sabem o número de seu candidato. Responderam corretamente 48%, e 42% não souberam dizer o número certo.

Folha de S. Paulo

Share

Datafolha Senado: três tecnicamente empatados

Folha de S.Paulo

Na disputa ao Senado, Jarbas (MDB), Mendonça Filho (DEM) e Humberto Costa (PT) encabeçam as preferências do eleitor, com 36%, 31% e 30% das intenções de voto, respectivamente.

Em seguida, aparecem Bruno Araújo (PSDB), com 12%; Sílvio Costa (Avante), com 11%; Pastor Jairinho (Rede), com 6%; Adriana Rocha (Rede), com 3%; Hélio Cabral (PSTU) e Lidia Brunes (PROS), com 2%; e Eugênia (PSOL), Alex Rola (PCO) e Albanise Pires (PSOL), com 1%.

Share

Pesquisa Datafolha em Pernambuco: Paulo Câmara, 35%; Armando Monteiro, 31%

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (20) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo de Pernambuco:

Os candidatos Paulo Câmara e Armando Monteiro estão empatados tecnicamente.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. É o terceiro levantamento Datafolha realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

No levantamento anterior, feito de 4 a 6 de setembro, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes:

  • Paulo Câmara (PSB): 34%
  • Armando Monteiro (PTB): 25%
  • Julio Lossio (Rede): 2%
  • Maurício Rands (PROS): 2%
  • Ana Patrícia Alves (PCO): 1%
  • Simone Fontana (PSTU): 1%
  • Dani Portela (PSOL): 1%
  • Branco/nulo: 26%
  • Não sabe: 6%

Sobre a pesquisa desta quinta-feira, 20

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 1.232 eleitores de 50 municípios de Pernambuco, com 16 anos ou mais
  • Quando a pesquisa foi feita: 18 e 19 de setembro
  • Registro no TSE: PE-09351/2018
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa Datafolha (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:

  • Paulo Câmara (PSB): 19%
  • Armando Monteiro (PTB): 13%
  • Outros: 10%
  • Branco/nulo/nenhum: 19%
  • Não sabe: 39%

Rejeição

A Datafolha também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome, por isso, os resultados somam mais de 100%. Veja os índices:Simone Fontana (PSTU): 33%

  • Dani Portela (PSOL): 32%
  • Paulo Câmara (PSB): 31%
  • Julio Lossio (Rede): 31%
  • Ana Patrícia Alves (PCO): 30%
  • Maurício Rands (PROS): 29%
  • Armando Monteiro (PTB): 23%
  • Rejeita todos/não votaria em nenhum: 10%
  • Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 1%
  • Não sabe: 9%

Simulações de segundo turno

• Paulo Câmara (PSB): 42% x 39% Armando Monteiro (PTB) (branco/nulo: 15%; não sabe: 4%)

A Datafolha também ouviu eleitores em Pernambuco a respeito da disputa para o Senado.

Share

Fogo Cruzado -Por Inaldo Sampaio

Dirceu não coenta nada de relevante em seu livro de memórias que comprometa Lula

Houve um governador em Pernambuco (Moura Cavalcanti) que costumava dizer que nos últimos 6 meses do seu mandato, até o cafezinho que era servido no Palácio das Princesas chegava à sua mesa frio. José Dirceu, espécie de 1º ministro da República no primeiro governo do presidente Lula, foi um dos homens mais poderosos do Brasil. Todas as decisões importantes do governo passavam por ele, incluindo nomeações para empresas estatais e indicações de ministros para tribunais superiores. Nessa época, os petistas brigavam para servir-lhe cafezinho quente. Por ironia da política, o ex-ministro da Casa Civil teve o nome envolvido no “mensalão”, que culminou com a cassação do seu mandato de deputado, e depois na “Lava Jato” que resultou em sua condenação a 30 anos de cadeia. Por tudo isso, poderia ter-se transformado num novo Palocci, que num gesto de oportunismo e canalhice resolveu delatar o ex-presidente, que o escolheu para ser seu ministro da Fazenda, quando poderia ter escolhido um dos economistas do partido (Palocci é médico). Lembra-se isto para dizer que José Dirceu esteve ontem no Recife a fim de lançar o 1º volume do seu livro de memórias. Nele, apenas mágoas do governo e do PT, contadas de forma superficial, mas nada de bombástico que arraste Lula para a roda. Na entrevista que deu anteontem, ficou a impressão de que recebeu com serenidade a pena a que foi condenado, e que espera, um dia, provar à Justiça a sua inocência. A maioria dos petistas que o bajulavam, sobretudo os que estão disputando as eleições deste ano, correm dele como o diabo da cruz, o que lembra o cafezinho frio de que falava o ex-governador.

Dilma para presidente?

Entrevistado anteontem no programa “Roda Viva Pernambuco”, Maurício Rands (PROS) contou que era líder da bancada do PT na Câmara quando circularam as primeiras informações de que Lula apresentaria Dilma como candidata a sua sucessão. Ficou tão escandalizado com a notícia que foi conferir a sua veracidade com os ministros Tarso Genro e José Eduardo Cardoso.

Sem preparo – Rands achava Dilma “despreparada” e “arrogante” e o tempo provou que tinha razão. Hoje, estranha que petistas como Humberto Costa falem mal apenas de Michel Temer, esquecendo que ele (Temer) foi o vice de Dilma e que foi Lula quem escolheu os dois.

A decência – Rands disse que voltou à vida pública “por idealismo” (renunciou ao mandato de deputado em 2012) a fim de mostrar às novas gerações que a política não tem só “canalhas”. E citou Roberto Magalhães como um dos “políticos mais decentes” que conheceu na Câmara.

Bolsa família – Jarbas (MDB) foi contra o “bolsa família” no passado e chegou a dizer à revista “Veja” que o considerava o “maior programa de compra de votos do mundo”. Hoje, reconciliado com o PT, diz que quer ser senador para ajudar Paulo Câmara a conseguir os recursos para pagar o 13º desse programa, que é uma de suas promessas de campanha.

A massificação – A ordem do “marketing” de Armando Monteiro (PTB) é massificar a frase “se a gente não mudar, fica tudo como está”, pois pesquisas qualitativas indicam que ela está sendo bem assimilada pelos eleitores, sobretudo do Recife e cidades da área metropolitana.

A expulsão – Ao se deixar fotografar ontem no Recife ao lado de um cartaz com um retrato de Jair Bolsonaro (PSL), Júlio Lossio pode ter dado pretexto à Rede de Marina Silva para expulsá-lo do partido. Anteontem, o PSB expulsou o prefeito de Chapecó (SC) pelo mesmo motivo.

Share

Edilson morreu ao trocar tiros com a Polícia em Bezerros

Edilson Alves dos Santos, o Tito, 30 anos de idade após, morreu após trocar tiros com o Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi) em Encruzilhada de Bezerros, no Agreste de Pernambuco, na madrugada desta quarta-feira (19). Segundo a Polícia Militar, o suspeito, que já tinha envolvimento com o crime, trocou tiros com policiais durante uma perseguição.

Ainda de acordo com a PM, o homem estava junto com outra pessoa, que conseguiu fugir e até o momento desta publicação, não foi localizado.

O suspeito foi socorrido para um hospital local, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru.

Da Redação com informações do G1.

Share

NÃO ESPERE DEMAIS, CORRA ATRÁS

Há tantas expectativas que você vem alimentando já durante algum tempo. Expectativas sobre mudanças, oportunidades, melhorias, crescimento, sucesso, progresso, estabilidade. Expectativas de que algo novo de repente aconteça e mude positivamente o rumo da sua vida, que quebre a sua rotina, que vença as suas dificuldades, que traga um novo ar para seus dias. Faz tanto tempo que você anseia por transformações, por resoluções, por respostas, por caminhos novos. Faz tempo de fato que você espera, que você sonha, aspira e aguarda ansiosamente por mudanças e novidades, todavia, nada acontece. Realmente nem sempre é fácil promover as mudanças que desejamos, porque sempre estamos dependendo de algo ou de alguém, que venha nos direcionar, nos impulsionar, abrindo caminhos e portas. No entanto, muitas vezes nos limitamos a enxergar apenas as possibilidades que queremos, e as pessoas que acreditamos que podem nos ajudar, limitando assim as oportunidades que poderíamos ter se ousassemos seguir por outras rotas, com outras estratégias, com outras atitudes, novas tentativas, e por nossos próprios esforços. Portanto, mesmo que as condições diante de tuas expectativas se mostrem limitadas, dificultosas, ou mesmo impossíveis de se concretizarem, acredite, haverá sempre algo que você mesmo pode fazer, basta não perder tempo esperando demais, quando você pode criar coragem e se arriscar a executar o que antes não havia pensado em fazer.
A palavra para hoje é AÇÃO!

Share

FOGO CRUZADO – POR INALDO SAMPAIO

Inaldo Sampaio

O pensamento de “direita” em Pernambuco sempre foi forte desde a fase anterior ao golpe de 64

Bolsonaro tem hoje em Pernambuco 17% das intenções de voto, segundo a última pesquisa do Ibope divulgada pela TV Globo. Ele perde apenas para Fernando Haddad, que tem 26% e ainda com chão para crescer, graças ao apoio do ex-presidente Lula. Isso significa que o PSL se equivocou ao não lançar o seu próprio candidato ao governo estadual. Provavelmente perderia, mas poderia eleger uma boa bancada de deputados federais e estaduais na esteira do “bolsonarismo”, que se manifesta forte em Pernambuco. Aqui, o pensamento de “direita” sempre foi forte desde o período que antecedeu o golpe militar de 64. Apenas os políticos identificados com esse pensamento tinham vergonha de se assumir como “de direita” para não serem apontados como co-responsáveis pela queda do governador Miguel Arraes, as prisões arbitrárias, as torturas e a supressão das liberdades que se seguiram àquele período. Agora, não. Quem é de “esquerda” se assume como tal, e quem é de “direita”, idem. E não há nada demais nisso, pois seria inadmissível que num país com 200 milhões de habitantes as concepções de mundo fossem as mesmas. Assim, o coronel PM Luiz Meira, se não tivesse sido impedido de disputar, poderia estar hoje com 5% ou 6% de intenções de voto, o suficiente para levar a disputa ao 2º turno e arrastar consigo pelo menos dois deputados federais e quatro estaduais.

Novo livro de Magalhães

Será lançado em meados de outubro o novo livro de Roberto Magalhães intitulado “Lições do passado e desafios do século XXI”. Ele externa suas impressões sobre parte da história do Brasil, e de Pernambuco, em particular, exaltando todos os nossos mártires. E conclui: “Nós, brasileiros, devemos nos envergonhar do Brasil de hoje, e nos orgulhar do Brasil do passado”.

Bom debate – O debate entre Paulo Câmara (PSB), Armando Monteiro (PTB), Maurício Rands (PROS) e Dani Portela (PSOL) promovido ontem pela Rádio Liberdade (Caruaru) teve grande audiência no Agreste porque foi transmitido por um “pool” de emissoras daquela região.

A desgraça – Do advogado Paulo Henrique Maciel, defensor de presos políticos durante o regime militar: “A pior desgraça que há na política brasileira, hoje, é esse Jair Bolsonaro, que teve a insensatez de fazer elogios ao general Carlos Alberto Brilhante Ustra, o único torturador brasileiro reconhecido pela Justiça”.

Com tudo – A tropa de Paulo Câmara (PSB) começa a ocupar, a partir de hoje, todas as cidades da área metropolitana para tentar evitar um 2º turno entre ele e Armando Monteiro (PTB). É voz corrente na Frente Popular que se Paulo não vencer no 1º, pode se complicar no segundo.

De volta – Se as pesquisas estiveram certas, Renan Calheiros (AL) e Eunício Oliveira (CE) estarão de volta ao Senado a partir de fevereiro, assim como Jarbas Vasconcelos (PE). Quem não está muito bem em Roraima é Romero Jucá (3º colocado). Todos pertencem ao MDB.

Aviso prévio – Por equívoco, a coluna informou ontem que os candidatos a senador do prefeito do Cabo, Lula Cabral, eram Jarbas Vasconcelos e Bruno Araújo (PSDB). Na verdade, são Bruno e Humberto Costa (PT). Lula avisou previamente ao governador que não apoiaria Jarbas.]

Leia o blog do Inaldo Sampaio

Share

IBOPE: SEGUNDO TURNO ENTRE BOLSONARO E HADADD

Do G1

O Ibope divulgou, hoje, o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo e hoje.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 28%
  • Fernando Haddad (PT): 19%
  • Ciro Gomes (PDT): 11%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Marina Silva (Rede): 6%
  • Alvaro Dias (Podemos): 2%
  • João Amoêdo (Novo): 2%
  • Henrique Meirelles (MDB): 2%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 1%
  • Vera Lúcia (PSTU): 0%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0%
  • João Goulart Filho (PPL): 0%
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 14%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado na terça-feira (11):

  • Jair Bolsonaro oscilou positivamente dois pontos, indo de 26% para 28%;
  • Haddad cresceu 11 pontos percentuais, passando de 8% para 19%;
  • Ciro manteve os mesmos 11%;
  • Alckmin oscilou negativamente, indo de 9% para 7%;
  • Marina foi de 9% para 6%;
  • Os indecisos se mantiveram em 7% e os brancos ou nulos caíram de 19% para 14%.

Rejeição

O Instituto também perguntou: “Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?”.

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os resultados foram:

  • Bolsonaro: 42%
  • Haddad: 29%
  • Marina: 26%
  • Alckmin: 20%
  • Ciro: 19%
  • Meirelles: 12%
  • Cabo Daciolo: 11%
  • Eymael: 11%
  • Boulos: 10%
  • Alvaro Dias: 10%
  • Vera: 9%
  • Amoêdo: 9%
  • João Goulart Filho: 8%
  • Poderia votar em todos: 2%
  • Não sabe/não respondeu: 9%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 2.506 eleitores em 177 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: 16 e 18 de setembro
  • Registro no TSE: BR-09678/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratantes da pesquisa: TV Globo e “O Estado de S.Paulo”
Share

Bezerros: Todas as candidaturas de Deputado Estadual foram deferidas pelo TRE

Todas as candidaturas da terra para Deputado Estadual foram devidamente habilitadas ao final do prazo previsto no calendário eleitoral. Os registros de candidaturas do Gabeira (PP) e Mikhail (PCdoB) já estavam julgados desde a semana passada. Nas últimas 48h  os registros de Neguinho de Israel (Avante) e Luciele Lauretino (DEM) também foram julgados habilitados pelo TRE.

Ao todo, 950 candidaturas foram deferidos e 25 foram deferidas com recurso no TRE/PE. Outros 62 candidatos foram indeferidos e 21 tiveram a candidatura indeferida com recursos. Houve 28 renúncias. Ao todo, o TRE-PE recebeu 19 impugnações de candidaturas e quatro delas foram acolhidas pelo pleno e, depois, indeferidas. Foram deferidos 19 Demonstrativos de Regularidade de Atos Partidários (DRAPs), um deles com recurso e outro, indeferido. O TRE ainda aprecia nove candidaturas de substitutos recebidas na semana anterior ao fim do prazo de julgamento ainda não julgadas.

Share

NEGUINHO CONFIRMA CANDIDATURA NO TRE

Nota:
O empresário Neguinho de Israel teve sua candidatura confirmada e homologada pelo TRE, gostaríamos de enfatizar que devido a um equívoco o mesmo teve seu nome relacionado a uma rejeição de contas da câmara de vereadores de Bezerros, onde a responsabilidade da mesma cabe a o presidente da gestão do biênio em questão, que segundo a lei orgânica do município responde como ordenador de despesas do legislativo municipal, visto isso, o candidato a deputado Neguinho de Israel confirma sua vontade de ajudar esse município e lutar por uma nova proposta de desenvolvimento e representação junto ao governo do estado e as forças que deliberam recursos para a nossa cidade. Sem mais, agradecemos o apoio do povo de Bezerros, e vamos a luta para eleger um representante de nossa cidade Bezerros.
Da Assessoria do candidato

Share

CORPO DE BEZERRENSE ENCONTRADO EM FREI MIGUELINO

Eduardo ou “Du” como era conhecido foi encontrado morto a tiros, por populares na manhã do domingo (16) no sítio Juá do Manso que fica na zona rural de Frei Miguelinho.

O corpo que foi encontrado ao chão frente a uma porteira na zona rural de Frei Miguelinho, corresponde ao do bezerrense Eduardo que residia na comunidade de Varzinha, o motivo do crime será investigado assim como os possíveis autores. (Rota 190) (PH Bezerros).

Share