DATAFOLHA TRAZ NOVOS NÚMEROS DA CORRIDA PRESIDENCIAL

10151763_803251916364879_1432110738054786060_nGabriel Garcia

Aumentou a diferença da presidente Dilma Rousseff (PT), que concorre à reeleição, para a candidata Marina Silva (PSB), que continua em queda. É o que mostra a mais nova pesquisa de intenções de voto para presidente da República, divulgada nesta terça-feira (29) pelo Instituto Datafolha. Por outro lado, é menor a possibilidade de a eleição ser resolvida no primeiro turno.

De acordo com o levantamento, Dilma tem 40% das intenções de voto, contra 25% de Marina. Em terceiro na disputa, o senador Aécio Neves (PSDB) mantém acessa a esperança de avançar ao segundo turno. Ele tem 20% da preferência do eleitorado – encostou de vez em Marina.

Pela primeira vez, Dilma interrompe a curva ascendente. Na última pesquisa, divulgada na sexta-feira (26), Dilma tinha 40% dos votos, Marina atingia 27% e Aécio, 18%.

Numa simulação de segundo turno, Dilma venceria ambos os candidatos. Se as eleições fossem hoje, Dilma estaria com 49%, contra 41% de Marina. Na semana passada, o número era de 47% a 43% para a presidente.

Quando o candidato no segundo turno é Aécio, Dilma venceria por 50% a 41% – no levantamento anterior, o índice era de 50% contra 39%.

Dilma ainda lidera o índice de rejeição. De acordo com o instituto, 31% disseram que não votariam de jeito nenhum em Dilma, mesmo número da semana passada. A rejeição a Marina subiu de 23% para 25%, enquanto a de Aécio oscilou de 20% para 23%.

Registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), conforme determina a lei, a pesquisa ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios entre os dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Aécio Neves, Dilma Rousseff e Marina Silva (Imagem: Divulgação)
Share

CORRIDA PRESIDENCIAL: DILMA 38%, MARINA 29%, AÉCIO 19%

Do UOL

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (23) mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) permanece na liderança da corrida presidencial, com 38% das intenções de voto. A ex-senadora Marina Silva (PSB) aparece em segundo lugar, com 29%. O senador Aécio Neves (PSDB) é o terceiro colocado, com 19%.

Os outros candidatos somam apenas 2%. A proporção de eleitores dispostos a votar em branco ou anular é de 7%, e a de indecisos é de 5%.

Na última pesquisa Ibope, divulgada na terça passada (16), Dilma tinha 36%; Marina, 30%; e Aécio, 19%. Ou seja, a presidente oscilou dois pontos para cima, a candidata do PSB oscilou um ponto para baixo e o tucano se manteve estável. As variações das duas primeiras estão dentro da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para cima ou para baixo.

O resultado de hoje confirma a tendência de realização de segundo turno já que a primeira colocada não tem mais do que a soma dos demais candidatos. No confronto entre Dilma e Marina simulado pelo Ibope, a petista e a ex-senadora estão empatadas, com 41%. Contra Aécio, a petista venceria por 46% a 35%.

O Ibope também mediu a avaliação do governo Dilma. A proporção de eleitores que consideram a gestão ótima ou boa passou de 37% para 39%. A parcela que avalia a administração como regular se manteve em 33%. E a fatia dos que entendem que o governo é ruim ou péssimo ficou estável em 28%.

Share

ELEIÇÕES 2014

Números do IBOPE mostram a corrida presidencial a pouco mais de duas semanas para o primeiro turno das eleições.

Para ver os números, basta clicar na imagem ao lado e será redirecionado ao G1 da Globo. Veja aqui

Share

POLARIZAÇÕES REGIONAIS ENTRE DILMA E MARINA

10606496_956127371069291_3261100755090892161_nPesquisas do Datafolha em seis estados e no Distrito Federal ajudam a entender melhor as razões por que os três principais candidatos à Presidência da República se encontram na situação atual de empate técnico entre a presidente Dilma Rousseff e a candidata do PSB, Marina Silva, deslocando para o terceiro lugar o candidato tucano, Aécio Neves.

Marina está à frente em dois dos três principais colégios eleitorais do país (São Paulo e Rio), enquanto Dilma lidera em Minas Gerais. Leia mais aqui

Share

Dilma e Marina estão empatadas tecnicamente, apontam Ibope e Datafolha

Ibope e DatafolhaP

Pesquisas Ibope e Datafolha divulgadas nesta quarta-feira (3) mostram que as candidatas Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB) estão empatadas tecnicamente na corrida para a Presidência da República. Amargem de erro das duas pesquisas é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

No Ibope, Dilma tem 37%, Marina, 33%, e Aécio Neves (PSDB), 15%. No Datafolha, Dilma tem 35%, Marina, 34%, e Aécio, 14%. Confira os números:

Mais detalhes aqui

Share

NOVOS NÚMEROS DA CORRIDA PRESIDENCIAL

eleicão

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) aponta Dilma Rousseff (PT) com 34% das intenções de voto para presidente da República e Marina Silva (PSB), com 29%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 19%, seguido de Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL), com 1% cada um. Os outros seis candidatos somados acumulam 1%.

O levantamento indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, a ex-senadora teria 45% e a atual presidente, que tenta a reeleição, 36%.

Encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, a pesquisa é a primeira do Ibope com Marina Silva como candidata do PSB.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no último dia 7, o candidato do partido ainda era Eduardo Campos, que morreu em acidente aéreo no último 13. Naquela pesquisa, Dilma tinha 38%, Aécio, 23%, e Campos, 9%. Entre uma pesquisa e outra, a taxa de indecisos passou de 11% para 8%, e a de quem pretende votar em branco ou nulo, de 13% para 7%.  VEJA MAIS AQUI

Share

Presidenciáveis miram 12 milhões de indecisos

São 12 milhões de pessoas que, juntas, em uma corrida à Presidência da República cada vez mais acirrada, podem decidir a eleição. Elas formam o bloco dos indecisos, segundo as pesquisas eleitorais mais recentes, lançadas antes da estreia dos programas dos candidatos em rádio e tevê. É gente que não quer anular ou votar em branco, mas que não se sente representada ainda por nenhum dos aspirantes ao Planalto. Um contigente de 9% de eleitores para quem os esforços de campanha estarão voltados até 5 de outubro, dia de ir às urnas.

A indecisão no pleito atual está no mesmo patamar que na eleição presidencial passada, em 2010, e maior que na disputa de 2006, quando havia 7% de indecisos na primeira quinzena de agosto. Desencanto com a política, discursos muito semelhantes por parte dos candidatos e palanques locais que serviam de orientação para o voto de presidente hoje rachados são alguns dos fatores que explicam o nível de indecisos beirando os 10%.(Do Correio Braziliense)

Share

CONTINUA A REPERCUSSÃO DA MORTE DO EX-GOVERNADOR

É grande no país a repercussão pela morte do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). Eduardo, que concorria a presidência da república, foi vítima de um grave acidente aéreo na manhã de ontem, quarta-feira (13), em Santos Litoral de São Paulo. Representantes dos três poderes deram declarações de pesar pela morte do socialista e também da sua equipe de trabalho. O sepultamento do ex-governador deve acontecer em Recife, capital do Estado, mas ainda não há uma definição de horário por conta do reconhecimento dos corpos, que está sendo feito pelo IML de São Paulo.

Em Bezerros, a repercussão pela morte do presidenciável foi bastante sentida pela população. Na internet, a comoção foi compartilhada entre os admiradores do ex-governador. O prefeito Branquinho (PSB) emitiu nota de pesar e deve viajar à capital juntamente com o vice-prefeito, Breno Borba.

O bezerroshoje.com buscou relembrar momentos marcantes que o ex-governador viveu em Bezerros, destacando as obras estruturadoras que viabilizou para o município, como a PE-97 (estrada que liga a cidade ao distrito de Ameixas, em Cumaru) e, mais recentemente, as obras de pavimentação da estrada de Serra Negra.

Veja a repercussão da morte do ex-governador Eduardo Campos.

Share