Toritama nem tem água nem terra, diz ex-secretário

Josevânio explicou que são três as indústrias do ramo têxtil que estão pretendendo se instalar no municipio.

O ex-secretário de governo da prefeitura, Josevânio Miranda, que conduziu as conversas para que Bezerros pudesse sediar fábricas de jeans repeliu especulação de que Bezerros pode perder uma delas para o município de Toritama. Josevânio explicou a reportagem certa confusão de nomes de empresas do ramo que estão negociando suas instalações em Bezerros. Segundo ele, são três fábricas que estabeleceram contatos com a prefeitura: Roma Jeans, Pernambuco Textil e a Santa Textiles, essa última visitada pelo prefeito Branquinho e o então vice- prefeito Breno em Fortaleza. Segundo ele, essa fábrica deve ser instalada na antiga fábrica Tebrasa. Já as indústrias Roma e Pernambuco Têxtil, que já adiquiriram terreno no antigo Distrito Industrial, de propriedades do Sr. Camilo, e que diz respeito as especulações de serem levadas para Toritama, tem possibilidade quase zero para se instalar naquele município. ” A fábrica quando tiver com todos os teares FUNCIONANDO e fabricando o fio precisará de 100 mil litros de água bruta por hora, hoje o Sistema Sirinhaém tem uma vazão aproximadamente de 430 mil por hora, tem água e ainda sobra. Pode não vim por outros motivos e ir para outra cidade, mas Toritama não tem condições de receber uma fábrica desse porte. Lembrando que a adutora do Agreste e Serro Azul passará em Bezerros”, declarou.

Josevânio Miranda deixou o governo Branquinho há um mês para cuidar de projetos pessoais.

Share

Os comentários estão desativados.