Movimento dos professores tem apoio no legislativo

Categoria aguarda posicionamento do legislativo antes de radicalizar

Os professores efetivos da rede municipal de ensino fizeram uma parada de advertência nesta terça-feira, em Bezerros. Segundo as professoras e professores a paralisação ocorreu devido a um possível decreto que seria baixado pelo atual prefeito o Srº Breno Borba. Decreto esse que teria com objetivo reduzir o difícil acesso de 15% para 8% bem como fazer uns ajustes das “aulas excedentes” em que estas ficariam com o valor da hora aula equivalente aos dos contratados e sem o adicional de aula atividade. A categoria ficou desapontada com essas possíveis mudanças e através do SINPRO na pessoa do professor George Sanguineto foram para Câmara Municipal expor a situação e pedir apoio aos vereadores. Durante a reunião, os profissionais da educação foram informados que o Prefeito Breno Borba teria solicitado uma reunião com os vereadores para tratar do assunto. O professor, George Sanguineto, representante dos professores através do SINPRO argumentou que todos estão aguardando o posicionamento após a reunião entre prefeito, vereadores e secretário e que a classe é aberta ao diálogo. E lembra, ainda, que essas questões estão postas no Plano de Cargos e Carreira que foram conseguidas com muita luta, com embate em diversas gestões anteriores. A categoria argumenta também em relação ao indeferimento aos requerimentos dos professores que solicitam afastamento para fazer a pós-graduação, Professor George adverte que a categoria está articulada e não vai ficar inerte diante de medidas abusivas.

O prefeito Breno Borba falou durante live desta terça-feira sobre a retomada do diálogo com a categoria. Segundo ele, uma comissão de vereadores vai acompanhar as negociações. Abaixo, depoimento de uma educadora replicado nas redes sociais.

Parabéns a toda categoria que se fez presente hoje na câmara, a presença de cada um foi de fundamental importância, lembremos sempre, juntos somos mais fortes, e hoje foi a prova viva disso. Não lutamos apenas por dinheiro, ele é bom e necessário, mas nossas reivindicações vão além. Valorização, dignidade, respeito, consciência, transformação…nossos alunos se espelham em nós, sejamos exemplos bons a serem seguidos. E se alguém um dia pensou que nossa fala não seria ouvida, se equivocou. O diálogo é, e será sempre a melhor saída. Imposição não! A Deus cabe à justiça, aos homens à luta para que ela aconteça. Aos homens de boa fé, PARABÉNS! Jesus o maior mestre, não se curvou diante de ninguém, Ele seja nosso exemplo, o amor vence a soberba. 🙏🙌❤👏👏👏👏👏👏

Professora Andreia
Share

Os comentários estão desativados.