Justiça libera mãe e filho acusados de envolvimento em assalto a banco de Bezerros

Preso em Gravatá, Fábio Lourenço da Silva, 24 anos, afirmou em audiência de custódia, ocorrido na última quarta-feira (2), que ganharia três mil reais de uma quadrilha para participar do ataque a agência. Fábio apontou que a sua mãe Maria de Fátima Barbosa da Silva, 45 anos, e o irmão Wellington Gomes de Santana, de 20 anos, são inocentes. Fábio continua preso no presídio Juiz Plácido de Souza, enquanto que o irmão e a mãe foram liberados por não terem passagem pela polícia.

A Polícia Federal instaurou dois inquéritos para apurar o caso. O primeiro é sobre o assalto em si, e o outro, sobre a apreensão de armas, toucas ninja, coletes balísticos, entre outros materiais que podem ter sido utilizados na investida em uma chácara na Vila Murici.

De acordo com o delegado federal Márcio Tenório, o poder Judiciário justificou que os suspeitos foram liberados não tinham conhecimento de que o material apreendido estavam escondidos na casa. Apesar disto, os dois foram indiciados pela polícia. A PF apura a participação de outras três pessoas.

A explosão aconteceu na madrugada de terça-feira (2) na Caixa Econômica Federal (CEF) de Bezerros, no Agreste de Pernambuco. Cerca de seis criminosos em dois carros chegaram à cidade armados e praticaram o crime. Eles roubaram o dinheiro dos caixas eletrônicos e fugiram. Na quarta (3), três pessoas foram presas.

Com informações do G1 e NE10

Share

Os comentários estão desativados.