DOS BASTIDORES DA POLÍTICA DE BEZERROS

CARNAVAL

Bezerros precisa fazer jus ao título de 3° polo de carnaval de Pernambuco. Título, aliás, dado pela imprensa do estado apartir do governo Bete de Dael. Todos sabem que no domingo de carnaval pernambuco se volta para Bezerros e isso por si só já nos credencia. No entanto, precisamos ousar mais no sentido de oferecer uma logística mais arrojada ao carnaval. Satisfazer aqueles que nos visitam é o norte da organização do carnaval. Uma praça de alimentação, a expansão dos polos de animação e uma grade programação mais atrativa culturalmente são as necessidades mais urgentes.

》》》Muitos turistas chegam ao carnaval e passam o dia todo no Polo São Sebastião sem descer para o centro. A dica é que o polo de animação no local passe a ser receptivo, com anúncios das apresentações culturais em desfile na avenida.

SEM REPELIR

A imagem onde a pré candidata a prefeita Lucielle Laurentino (DEM) aparece ao lado do vereador Romero (PSB), divulgada na semana passada, provocou interpretações no meio político. O curioso é que 24h após a divulgação, o DEM estadual tratou de marcar posição anunciando a sua candidatura de prefeita. Em nenhum momento a suposta aliança com o vereador Romero foi repelida, o que gera mais indagações. Estaria o vereador pronto para se desfilar do PSB para continuar flertando com a composição de vice na chapa da democrata ou o vereador estaria buscando holofotes para valorizar o passe no pleito? Na nota, o DEM mensiona que a vaga de vice está em aberto e deixou claro que ‘Lu’ será a cabeça de chapa.

BÔNUS E ÔNUS

O nome do vereador Romero numa possível composição na vice de Lucielle traz bônus e ônus para a sua candidatura. O bônus é o poder de articulação do vereador bastante conhecido no meio político. O ônus é a figura política que ele representa na forma mais atrasada de fazê-la. A imagem divulgada ao lado da democrata já foi motivo de críticas por parte de seus apoiadores. O apoio contamina o discuso de renovação política que a pré candidata deseja apresentar.

O BLOCO

O evento promovido por Stenio Fonseca no domingo (12) ganhou ares políticos por conta dos apoiadores da festa. A interpretação foi rechaçada pelo cantor Nathan Lokêta, que teria se oferecido para uma apresentação de graça objetivando divulgar o seu trabalho no estado. Para apimentar o debate, o cantor Marcão Noventa fez um grande desabafo por não ter tocado mais em festas do município reclamando de cachês baixo e atrasos nos pagamentos. O vereador Gabeira, que lidera a oposição e era um dos apoiadores da festa, criticou os eventos no município, citando as cidades de Bonito, São Joaquim e Camocim, que fazem grandes eventos através de parcerias e nem por isso tem a saúde e a educação pior que a de Bezerros. O vereador exemplificou as parcerias do bloco para que festa acontecesse.

BOICOTE

O “bloco da oposição” aconteceu de forma tranquila, com grande animação dos foliões. Mas chamou a atenção a não presença das forças de segurança, como Guarda Municipal, DEBETRANS e polícia militar. Segundo Stenio Fonseca, organizador da festa, ofícios foram devidamente protocolados. Apenas uma ambulância da Saúde esteve acompanhando o bloco desde a concentração. A discussão durante a festa ė que o evento estaria sendo boicotado. No final a festa foi positiva por o evento ter transcorrido de forma pacífica.

CURTAS

A prefeitura de Bezerros ainda não informou o destino que pretende dá aos recursos do pré sal, que chegaram no dia 31 e dezembro na ordem de 1,7 milhão de reais.

A disputa a prefeitura de Bezerros vai envolver este ano três nomes em potenciais. Muitas nuances devem ser observadas. Bezerros viverá uma disputa jamais vista.

O governo Breno Borba poderia instituir uma pesquisa de satisfação junto aos turistas que visitarão Bezerros no carnaval. Os dados balizam decisões futuras.

O presidente da licitação de Bezerros, Sandro da Uesb, vem escrevendo coluna política em um perfil da cidade. Por ser governista, acaba passando as impressões do governo em relação a disputa política.

Share

Os comentários estão desativados.