DOS BASTIDORES DA POLÍTICA DE BEZERROS

AS NUANCES DA RENÚNCIA

Mesmo contrariando parte do grupo político que elegeu o prefeito Branquinho, em 2012, a renúncia vem acalentar o desejo dos Borbas de voltar ao comando da prefeitura interrompido em 2008 com a eleição da ex-prefeita Bete. Embora ocupando a vice-prefeitura nos últimos sete anos, a forma de governar nunca foi imprimida na gestão Branquinho, que liderou inquestionavelmente uma grande frente política. O ex-prefeito negou que a renúncia representasse possível acordo político, mas a afirmativa é tão insustentável quanto a justificativa de deixar a prefeitura por questões de saúde ( embora o ex-prefeito de fato tenha tido alguns contratempos em seu bem estar). Certa vez afirmou que encerraria sua vida de trabalho como prefeito de sua terra, mas, como se ver, deve seguir na vida pública. E foi essa contradição que pontuou as observações críticas de boa parte da imprensa no estado. 60% de uma enquete do nosso instagram comunga do mesmo pensamento. O certo é que as especulações persistiam e vinham desde o ano passado. Mesmo combatida por vezes aqui na coluna ela acabou sendo concretizada pondo um fim a vacância imaginária sobre quem de fato estava respondendo pela prefeitura nos últimos meses.

》》》》Sem sentido a coletiva de imprensa sobre a renúncia do prefeito Branquinho convocada há 30 minutos da hora marcada e com a notícia já sendo veiculada por parte da imprensa.

LUA DE MEL

O prefeito Breno Borba poderá ter uma lua de mel curta junto a opinião pública. Por ser um governo de continuidade espera-se que os resultados aconteçam em curto prazo, até porque Breno e Branquinho compartilhavam as decisões e as eventuais contradições se resolviam nos bastidores, como bem relatou o novo prefeito em entrevista. As mudanças na equipe foram pontuais, porém preserva a estrutura deixada pelo ex- prefeito. O fato não deixa de gerar expectativas positivas junto a população porque cada de um tem, obviamente, a sua forma particular de conduzir o processo.

SÃO JOÃO E A AGENDA

A pergunta não para de chegar nas redações da imprensa local: turistas do pais inteiro querem agendar as festividades juninas e as agências de turismo precisam da programação para oferecer pacotes. Bezerros precisa agilizar a programação do São de Serra Negra 2019 o quanto antes, até porque cidades onde os eventos são bem concorridos já se anteciparam. Como a equipe está chegando agora, se faz necessário pelo menos confirmar as datas dos eventos no Polo Cultural. Festas juninas no centro da cidade mais uma vez estão descartadas.

DE CABO A RABO

O prefeito Breno precisa ter cautela quando se deixa pautar por pessoas ligadas a comunicação que tentam alimentar, já algum tempo ( e portanto, sem qualquer responsabilidade sua), ‘briguinhas’ entre canais de comunicação na cidade. Na primeira entrevista que deu a FM 104 foi interrompido três vezes para pautar o debate que não interessa a gestão pública. O curioso é que todos os jornalistas presentes estão compondo o seu governo e não têm moral para empunhar bandeiras de imparcialidade porque estão comprometidos de cabo a rabo com seu projeto político. Breno deve lembrar que o seu pai, o ex-prefeito Marcone, já evidenciou na própria emissora o que pensa politicamente sobre os ‘aliados’ circunstanciais e, portanto, deve fazer o uso da cautela nesse sentido.

A CRISE

Clique para assistir

Em entrevista ao programa Bate Papo do Klebson Nascimento, exibido pela fanpage do Bezerros Hoje, o vereador Gabeira, presidente da Câmara de Vereadores e pré candidato declarado a prefeito, partiu para o enfrentamento do discurso da crise. Segundo ele, tudo em Bezerros tem sido justificado por uma crise que não passa e que a população está saturada de tantas desculpas. Gabeira disse ainda que as ações tem acontecido em cidades da região e citou o exemplo do prefeito de Colatina, no Espírito Santo, que tem mostrando na internet a transformação de sua cidade. Será que a crise não chegou por lá, indagou.

BEM ENCAMINHADOS

Da mesma forma que Branquinho destravou projetos deixados pelo governo Bete ( ETE, NOVO DISTRITO INDUSTRIAL E CONSTRUÇÃO DA UPA), o governo Breno pode colher muitos frutos de projetos já bem encaminhados por ele. A conferir: fábrica de Jeans, o projeto Janelas para o rio ( parque e saneamento), galpão para a coleta seletiva do lixo e o fim do lixão, terreno doado para a fábrica de sorvetes, leis aprovadas para a implantação de fabricas Karitó e Santa Luzia, Dossiês bem encaminhados dos residenciais Campestre e Chico Lemos, cadastro imobiliário sendo atualizado e a rodovia 119.

RINHA NO PDT

Uma nota divulgada colocando como pré candidato a prefeito João Paulo Alencastro, atual gerente da Compesa de Bezerros, foi mais interpretada como uma afronta dentro do partido que um projeto político propriamente dito. Há no PDT local duas alas distintas, uma que segue Wolney Queiroz e outra que defende Thulio Gadelha. A turma do Queiroz não tem gostado muito dos encaminhamentos liderados pelo grupo de Gadelha.

IMPRENSA E GOVERNO

Aumentou no governo Breno a participação de pessoas que fazem imprensa no município. Sandro Silva ( rádio Maria e FM 104) segue no comando da licitação, Joelson Lima ( Bezerros Agora) compõe a equipe de comunicação da prefeitura, Renato (Bezerros 24h) responderá pela diretoria de eventos da prefeitura, enquanto que o seu irmão Rinaldo, do Conversa Afiada, é funcionário efetivo cedido à Câmara Federal, onde desempenha a função de assessor parlamentar do deputado federal Fernando Rodolfo.

CURTAS

O ex-prefeito Marcone tem sido o grande articulador político do filho Breno, prefeito de Bezerros. Marcone, que representou o sonho da juventude bezerrense na decada 90, tem evitado o uso da palavra em entrevitas. Quem deve se posicionar é o prefeito. Está correto!

A grande surpresa na equipe do governo Breno foi a nomeação para a Secretaria de Esportes do empresário Clebinho Maranhão. Havia um distanciamento político dele com o ex-prefeito Marcone e o fato sinaliza que as diferenças foram postas de lado.

O ex-prefeito Braquinho ao assumir a ARPE no governo do Estado deve levar com ele ao menos três pessoas da sua gestão pelos laços de respeito e amizade estabelecidos.

O prefeito bezerrense da cidade de Mundo Novo, estado da Bahia, esteve em Bezerros visitando a familia. Adriano, que é delegado, teria reconhecido um erro ao ter feito militância contra o ex-prefeito Lucas.

Ao contrário do que especulamos, a nova Secretária de Saúde de Bezerros foi uma indicação de Humberto Sobreira e não Wendel França como noticiamos.

O vereador Júnior Carvalho deve assumir a liderança do governo Breno na Câmara de Vereadores. Júnior tem sido um dos mais próximos de Breno nos últimos meses.

O advogado Paulo Alves desejou em uma rede social boa sorte ao prefeito Breno Borba, a quem mencionou como amigo. Paulo segue desfiliado a partido político após deixar o PSB.

Manoel Melo, responsável por evidenciar a comunidade do sítio Coadjutor, através de evento carnavalesco, prepara um grande evento junino em sua comunidade. Natural de Serra Negra ele tentará, pela segunda vez, uma vaga de vereador.

A renúncia de Branquinho teria desagradado lideranças remanecentes do grupo do ex-prefeito Maru, que apoiou a sua volta em 2012. Eles não se esquecem da derrota eleitoral para Marcone em 2004.

Eduardo Ferreira, anunciado o atual secretário de Turismo, teve o seu nome ventilado para a pasta no segundo governo Branquinho, em 2013. Errou por criar fato político quando aceitou o convite no governo repentino de Carlinhos, que assumiu por 15 dias com o afastamento da ex-prefeita a época.

Share

Os comentários estão desativados.