DOS BASTIDORES DA POLÍTICA DE BEZERROS

E OS DADOS?

Imagem: André Damásio
Imagem: André Damásio

Não temos dúvidas que Bezerros realiza um grandioso carnaval. No entanto, cadê os dados da folia para que possamos atestar a grandeza do nosso evento? Só podemos planejar melhor a próxima festa se tivermos as informações concretas do que se realizou . Notem que números são sempre divulgados no modo do achismo e do chutômentro e essa observação vale tanto para os órgãos públicos quanto para a imprensa. Afinal, qual o grau de satisfação dos foliões? Quantos já são assíduos visitantes? Quais suas cidades de destinos? Quantos veículos entram na cidade através das alças da BR-232… em fim. Nada como uma pesquisa de campo feita por um instituto sério para sabermos a realidade do nosso maior evento. O certo é que quando nos preocuparmos em conhecer mais de perto o perfil do nosso folião estaremos buscando avanços para o nosso carnaval.

A coluna nao iria mais tratar da temática do carnaval, mas um balanço divulgado esta semana pelo governo do estado não citou Bezerros no tocante a ocupação hoteleira no período de carnaval. Para nós soou um tremendo desprestígio.

NA OPOSIÇÃO

Um blogueiro do estado resolveu analisar o cenário político local ao afirmar que o vereador Gabeira (PP) surge como favorito para a disputa da prefeitura em 2020. Ainda segundo o blogueiro, a disputa se dará contra o prefeito em exercício Breno Borba, que seria o candidato apoiado pelo prefeito Branquinho. O blogueiro fez uma leitura ousada e também prematura do cenário que começa a se desenhar. É fato que ascensão do Gabeira no cenário político o coloca numa posição confortável para uma disputa majoritária. Afinal foi majoritario nas eleições estaduais e foi eleito presidente da Câmara de Vereadores mostrando o seu perfil articulador. Portanto, Gabeira torna-se hoje o nome mais consolidado na oposição e terá o desafio de unificar as lideranças em torno do seu projeto, o que vem cuidando, segundo fontes.


A SUCESSÃO

O prefeito em exercício Breno Borba enfrentará desafio ao representar a continuidade do governo. ‘O que uma futura gestão Breno, que já foi secretário de Turismo e já assumiu a titularidade por várias vezes, traria de novo para o município caso eleito prefeito? Uma pergunta pertinente, sem dúvida, que vai permear uma futura campanha eleitoral. Vale lembrar que o vice-prefeito, pelo menos publicamente, se manteve aliado do prefeito não provocando situação de conflitos. Há que se trabalhar o peso do desgaste natural de quase sete anos da atual gestão.

A MÁQUINA

O poder da ‘máquina pública’ é importante no processo eleitoral. É propulsor de uma campanha de qualquer candidato governista, embora não seja fator decisório do pleito. Só para refrescar a memória, os ex-prefeitos Marcone e Bete de Dael contavam com o apoio dela e se deram mal quando disputaram a reeleição. Talvez a ansiedade dos aliados do vice-prefeito para que o prefeito Branquinho renuncie o quanto antes tenha essa leitura. Sabe-se no meio político que o prefeito não usou a máquina “como deveria” nas eleições de deputado e que se terminar o mandato também não o fará para eleger o seu sucessor.

CURTAS

É importante analisar que o cenário eleitoral para 2020 está só começando e que outros nomes estarão no jogo das articulações.

De certo mesmo é que hoje apenas os nomes de Breno e Gabeira estão colocados de forma mais direta para a disputa à prefeitura em 2020.

Para a vereança há um sentimento entre aqueles que pretendem disputar a reeleição que, independente do candidato a prefeito, o que vai contar mesmo é a chapa proporcional que ofereça melhores condições.

O governo municipal ainda nao oficializou publicamente a saída do secretário de saúde Wendel França. Quem toca a pasta é o secretário adjunto Renato.

Vereadores estão mais animados ao usar a tribuna da Câmara após o novo sistema de transmissão apresentar reflexo na audiência pela internet.

Share

Os comentários estão desativados.