Dos Bastidores da Política de Bezerros

A nossa coluna política da SEMANA. EXCEPCIONALMENTE nesta segunda-feira.

A GRADE

A grade de Programação de shows para o carnaval de Bezerros não agradou aos foliões que foram às redes sociais fazer aquele ‘mimimi’ peculiar. Ironia à parte, o fato é que o grandioso carnaval de rua de Bezerros parece estagnado nesse sentindo e isso precisa ser repensado. Bezerros tem dado exemplos quando cuida do São João da Serra Negra e do Baile Municipal, realizado com maestria no último sábado. Sabemos que o turista lota a cidade no domingo de folia e isso se dá por conta do apelo cultural do evento, mas é preciso pensar nos outros dias da festa, que sente o impacto da queda do público do domingo. Uma programação de shows mais atrativa ajudaria a movimentar ainda mais a cidade e,consequentemente, aumentaria as vendas de produtos e serviços destinados para a folia de momo no munícipio. Há! Quer saber: o carnaval será novamente sucesso pela sua espontaneidade, brilho, participação e tranquilidade. Quanto aos apelos artísticos reclamados resta-nos aguardar para que a próxima edição do carnaval, em 2020, possa ser melhor planejado. No mais é curtir a festa!!!

O CAMAROTE

O prefeito em exercício Breno Borba resolveu reativar o camarote da prefeitura no QG do prefeito durante este carnaval. Nos últimos anos o espaço do Papan Música era mal utilizado pelas cervejarias patrocinadoras da festa e ficava praticamente vazio. No último carnaval é que foi dado uma finalidade mais positiva e o local serviu de base para a transmissão ao vivo, pela internet, do carnaval pelos canais que compõe TV Imprensa. Com a decisão do vice-prefeito em reativar o camarote da prefeitura, a TV Imprensa deve ‘correr’ para providenciar outro local e assim poder fazer a terceira transmissão da Folia dos Papangus.

FAMÍLIA

O ex-prefeito Marcone Borba prestigiou a décima sétima edição do Baile Municipal de Bezerros realizado no sábado 23. Marcone circulou no baile e cumprimentou muitos correligionários. O ex-prefeito esteve no camarote com a esposa Francisca e o filho, o prefeito em exercício, Breno Borba, que já está nas articulações para ser candidato a prefeito nas próximas eleições municipais.

SIVONALDO ARAÚJO

O vereador Eliel Vieira foi bastante parabenizado por indicar ao presidente da Alepe, Eriberto Medeiros, projeto de lei que denominava o Centro de Artesanato de Pernambuco em Centro de Artesanato Sivonaldo Araújo. O que quase ninguém sabia é que já havia um projeto de lei homenageando o nome do ex-prefeito Lucas Cardoso. Eliel Vieira garante que vai estudar outra forma de homenagear o grande artista plástico Sivonaldo Araújo, falecido em 2009.

CURTAS

Foi mais que justificável a licença de 30 dias do prefeito Branquinho (PSB) durante o carnaval. Quando o assunto é saúde não se deve contrariar recomendações médicas. A agenda do prefeito em 2018 serviu de lição.

O BEZERROS HOJE lembrou do cunho social que tinha o Baile Municipal de Bezerros quando foi fundado pelo ex-prefeito Samuel, em 2002. O lucro da festa era doado às entidades do Município. Os governos que se sucederam não seguiu a boa ação.

Muitos correligionários do vice-prefeito Breno não escondem a ansiedade pela renúncia do prefeito. Isso se deve a aproximação das eleições municipais de 2020, quando Breno será alçado à condição de candidato a prefeito.

O presidente da Câmara de Vereadores, Gabeira, comemora agora a satisfação dos que adquiriram os óculos durante mutirão realizado na Câmara. Outra chamada do programa acontece neste dia 28 de fevereiro.

O advogado Paulo Alves prestigiou o Baile Municipal de Bezerros. Ele deixou o PSB de Bezerros e deve se filiar a outro partido. Paulo é um dos nomes inseridos na discussão das eleições municipais.

O camarote da prefeitura no QG do Frevo foi desativado em 2013 pelo prefeito Branquinho, que também eliminou a festança no camarote da prefeitura.

Pelo segundo ano consecutivo o terceiro maior polo de carnaval do estado não terá patrocínio de uma cervejaria. Estranho porque o produto cultural para atrair esse tipo de patrocínio nós temos de sobra. Não seria a hora de terceirizar de fato essa captação de recursos?

Share

Os comentários estão desativados.