A IMPORTÂNCIA DE NOSSOS PEDAÇOS E RECONSTRUÇÕES

z03Diante das oscilações dos cenários de nossa vida trafegamos por inúmeras fases, momentos de dores, dificuldades, desafios, conquistas, alegrias, vitórias, aprendizados, fracassos e superações. Em alguns desses períodos nos sentimos soltos, perdidos, sem valor e sem opções, especialmente sob as circunstâncias de sofrimentos. Mas a vida é assim, assemelha-se em parte com o texto de Monteiro Lobato “A Colcha de Retalhos”, e é simplesmente isso, uma “construção de etapas”. Composta de contrastes, com figuras alegres, tristes, coloridas, escuras, harmoniosas, indecifráveis, ou inexpressivas. Com recortes de tecidos variados, grandes, pequenos, com formas definidas e cortes precisos, ou um tanto desalinhados e irregulares. Não importa as cores, o tamanho dos retângulos, de outras formas, e nem a textura dos variados tecidos, todas as partes, mesmo diferentes, se complementam, e assim como a vida, a colcha de retalhos também aquece, aconchega, esfria, sufoca, se rasga, danifica sua estrutura, se recostura, pode enlarguecer, encompridar-se agregando outros tecidos, ou diminuir-se, conforme a perda e estrago de um de seus retalhos. Mas a colcha nunca vai deixar de ser reconhecida como uma colcha, de exercer as suas funções, embora se rasgue, se fure, se desfie, descosture ou envelheça, e a medida do tempo, mediante seu uso, ela torna-se mais áspera ou mais sedosa, e tudo isso depende de como ela foi cuidada e manuseada, e de como aconchegou quem dela precisou. Em nada somos diferentes da colcha de retalhos, e mesmo quando ela perde uma de suas partes, ela continua existindo, outras partes virão e serão anexadas a ela, contudo, nenhuma jamais será igual a outra. Somos assim, diante desse paradoxo de pedaços, cores, formas, funcionalidade, danos e recosturas, a gente se reconstrói, e apesar das nossas rasuras, podemos decidir se depois de tantos desfiados, queremos nos abandonar e virar um mísero pano de chão, ou continuar sendo um lençol aconchegante e bem utilizado. A palavra para hoje é RESTAURAÇÃO.

Share

ACEITAR AS RESPOSTAS DE DEUS

z02É difícil entender os “porquês” de tantas coisas que nos acontecem e que mudam o rumo de nossos passos. Muitas vezes somos diretamente os responsáveis por complicações e dificuldades que entrelaça os nossos dias, e portanto, temos a consciência de que sofremos do mal que plantamos, mesmo que não tenhamos premeditado árduas consequências. Contudo, é difícil compreender também, os “porquês” de algumas coisas que atinge nossa vida, mudando nossos planos, sem que a gente tenha contribuído para que tais circunstâncias nos confrontasse com os desafios. É pertinente observar que tantas vezes insistimos em percorrer um caminho, ou tentamos alcançar um determinado objetivo, e não vemos nada acontecer, daí, persistimos em busca de nossa realização, oramos à Deus, lhe confidenciamos nossos planos, nossos anseios, e ficamos com a impressão de que Ele não ouviu nossas preces, porque não atendeu nossas esperas. Na maioria das vezes, a gente quer “uma coisa”, mas não quer entender porque ela não se realiza, e porque Deus não nos concede a bênção ou o milagre de tê-la. O fato é que esquecemos do que dizemos a Ele em oração frequentemente, “que seja feita a tua vontade assim na terra como no céu”, por isso, Ele escolhe o que é melhor para nós, e nos atende conforme o que lhe pedimos. Se oramos para que Deus cumpra a vontade dEle na terra e no céu, então as demoras de nossas respostas, de nossas colheitas, e as mudanças de nosso caminho, são o resultado da nossa afirmação perante Ele, e de nossa confiança diante de sua vontade. Discernidamente temos que aceitar e compreender a ação e o tempo de Deus. A palavra para hoje é RESIGNAÇÃO.

(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

logo blog2

Share

PERSISTIR SEMEANDO PARA CONSEGUIR COLHER

z01Há uma canção popular cujo versos dizem “se avexe não, amanhã pode acontecer tudo, inclusive nada”, e é exatamente isso, diante de nossas expectativas e ansiedade pelos resultados que estamos esperando, muitas vezes ficamos impacientes, preocupados, inquietos e apreensivos, na espera por respostas que demoram demais para chegar. Enquanto alguns resultados se constatam mais rápido, há sempre aqueles que são muito aguardados por nós, porque podem modificar favoravelmente o nosso cotidiano, trazendo novos ares, aliviando situações difíceis, e nos abrindo portas para novos horizontes. No entanto, quando o período de nossa colheita parece demorar mais do que o esperado, pode ser que algumas das sementes plantadas precisem ser ressemeadas, ou a área cultivada necessite de mais água e adubos. As condições climáticas e do terreno também interferem na época da safra, por isso, não basta jogar a semente na terra e ficar esperando que ela brote, é indispensável avaliar todos os fatores que podem contribuir para o florescer, que poderá ser amanhã ou não, e persistir mediante o tempo de espera com dedicação e paciência diante dos dias de chuva ou de sol. A palavra para hoje é PLANTAÇÃO.

Share

SER OTIMISTA DIANTE DE CADA DIA

zzzLogicamente que não é fácil enfrentar os desafios diários que encontramos no decorrer do nosso caminho. Alguns obstáculos são mais fáceis de superar, enquanto outros se apresentam tão enormes, que nos assusta, e nos injeta uma dose de insegurança e de pessimismo, sobre a possibilidade de não conseguirmos vencê-los. De fato, há também dias que são mais duros que outros, fases negativas que são mais turbulentas e longas que outras, e tempestades que parecem nos perseguir por onde formos. Todavia, por mais que essas temporadas de dificuldades nos roube o entusiasmo perante nossos dias, e nos reprima a esperança diante de nossos sonhos e de nossos objetivos, é estratégico manter-se firme e persistente para contornar as pedras do percurso, mesmo que a passos lentos e cansados, mas sempre insistindo e acreditando em dias melhores. Não se deixar abater pelos tempos nublados, e nem permitir que o desânimo cubra a esperança e a motivação do nosso coração, é uma missão de vigília cotidiana, embora difícil, mas extremamente necessária, pois a chama da prosperidade só é acessa com a luz contagiante da nossa alegria interior. Não é fácil logicamente, sorrir quando a nossa vida dói, mas podemos optar entre dois caminhos: o da esperança, ou o caminho dos desistentes. As nossas tristezas, impossibilidades e limitações não podem nos tornar pessoas amargas e pessimistas, devem ser combatidas com serenidade e discernimento, e encaradas como desafios superáveis. O que mais virtua uma vitória não é o momento que o vencedor toca seu troféu, é a maneira entusiasmada com a qual ele conduziu seus passos perante as adversidades do trajeto. A palavra para hoje é POSITIVIDADE.

Share

COMPREENDER A AÇÃO DE DEUS

zzHá por vezes uns momentos em que não conseguimos compreender ou aceitar os resultados e direções que algumas coisas tomam. Falamos com Deus, oramos, trabalhamos em nossos projetos e os colocamos em suas mãos, e nos conscientizamos que já fizemos nossa parte. Porém, planejamos nosso caminho de um jeito, e ele acontece de outro. Construímos um alicerce, e a construção cai. Esperamos pelo tempo, e ele se atrasa. Nos esforçamos para superar os desafios, e os obstáculos apenas se multiplicam. Então, perante essas circunstâncias não entendemos os “porquês” da ação divina, e às vezes nos entristecemos, nos revoltamos, esbravejamos, e não aceitamos o fato de que as coisas não ocorrem conforme nossos planos e esforços, nem conforme a nossa vontade, e nem no tempo que a gente premeditou. Analisando biblicamente, agimos como o profeta Jonas (4), quando em meio a sua insatisfação com o percurso dos fatos não correspondendo suas expectativas, se rebelou, se encheu de raiva e de impulsos precipitados diante da ação de Deus. Mas, sabiamente o Senhor perguntou-lhe: É razoável essa tua ira? (Jonas 4:4). Será que Jonas tinha razão para contestar? E nós? Temos mesmo motivos para cobrarmos, nos revoltarmos, contestarmos ou indagarmos ao Pai por que os ventos não estão soprando a nosso favor e correspondendo a nossa dedicação? Será que já demos o bastante e o nosso melhor à Ele? Na verdade, nossa “medida” é diferente da “medida” de Deus, o nosso “suficiente” nem sempre é o “suficiente” para Ele. Portanto, orar, confiar, resignar e se dedicar a Deus é uma ação permanente, infindável, uma doação ilimitada e espontânea, sem negociação de troca, pois é somente Ele que sabe o porquê do “agir” em nossa vida, de acordo com o “tempo” de seus propósitos e de nosso merecimento. A confiança, o tempo e as atitudes dedicadas a Ele nunca serão em vão, porque Deus é misericordioso. A palavra para hoje é ENTREGA.

Share

AGIR E REAGIR PARA OBTER RESULTADOS

z1O silêncio diante de muitas situações é de fato a melhor fala, todavia, perante certas circunstâncias é necessário que se fale, que seja exposta opiniões e defendidos os pontos de vista. Às vezes um passo para trás, ou um passo para frente muda todo o contexto, uma palavra dita pode decidir uma sentença, e a ausência dela pode injustiçar ou inocentar alguém. O que não se pode fazer é ficar imóvel, sem atitude, e indiferente perante os acontecimentos e os ritmos da vida, esperando que a qualquer momento um milagre caía do céu e traga as soluções para nossos problemas. Se na bíblia está escrito “orai e vigiai”, é para que tomemos a consciência de que é preciso estarmos “atentos e ativos”, fazendo a nossa parte, para que assim, a ação divina possa também interceder por nós. Nossas escolhas decidem a direção que nos impulsiona a vencer ou a desistir, a lutar ou a fracassar, e a desacreditar ou recomeçar. Se Deus nos deu a vida, e de bônus o livre arbítrio, é porque acredita na nossa capacidade, dinamismo e postura para fazermos as melhores escolhas e selecionarmos as melhores opções, especialmente diante das situações de provas. Ele nos deixa livres para que a gente mesmo decida a onde vai, vestir a camisa do fracasso ou erguer a medalha de vencedor. A palavra para hoje é POSICIONAMENTO.

(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

logo blog2

Share

ATITUDE PARA MODIFICAR OS CENÁRIOS

zDo galho seco, sem folhas e sem vida, um móvel útil foi construído. De uma velha construção perdida em ruínas, um belo castelo foi reerguido. Da lama fria, barro inutilizado, um lindo vaso foi esculpido. E dos ferimentos e experiências, de incontáveis cicatrizes, o coração foi bordado. Tudo pode ser definido de forma positiva ou negativa, e pode ser estabelecido como algo utilizável, reaproveitável, ou inútil e descartável. Nunca estamos apenas numa via de mão única, haverá sempre dois caminhos (no mínimo), embora quando estamos atordoados em preocupações, dúvidas e dificuldades, a gente tenha uma tendência a enxergar apenas o lado mais difícil, negativo e desfavorável. Por mais que alguma coisa, situação ou pessoa pareça acabada, sem valor, insignificante, ou sem serventia, essa impressão deve ser rompida, porque tudo pode ser modificado, alterado, ganhar um novo rumo, tomar uma nova forma, e ser parte de um novo caminho. Um diamante só tem brilho porque alguém ousou lapidá-lo enquanto era pedra bruta. Depois de murcha, as pétalas de uma flor pode resultar na criação de um agradável perfume, e uma lagarta só torna-se borboleta quando tem a paciência da espera estando presa em seu casulo. É o que fazemos do que temos, que faz a gente regredir, parar ou evoluir, e mudar nosso próprio destino. A palavra para hoje é TRANSFORMAÇÃO.
logo blog2
Share

NÃO PERDER A FÉ E NEM A ESPERANÇA

a23É em meio a dor e aos nossos ferimentos que a gente implora por um suspiro de alívio e por uma bênção de cura. É diante dos conflitos pessoais e internos que a gente grita pelo sopro da paz e da restauração. É perante o sufoco dos problemas financeiros, dos danos materiais ou das consequências do desemprego, que a gente clama por uma saída, por uma porta de oportunidade, ou por um milagre. E é mediante as adversidades, o pranto pelas perdas humanas, ou dos fracassos de nossas intenções, que a gente aspira pelo conforto e a segurança do colo de Deus. Mas infelizmente, é diante de muitas dessas passagens que a gente se desespera, se revolta, se desmotiva, se subestima, ou até coloca em dúvida a própria fé, porque diante das turbulências nos abatemos, nos enfraquecemos, e nos equivocamos cegamente, ao chegarmos a imaginar que a mão de Deus parece não alcançar nossos sofrimentos e nem nossas orações parecem ser ouvidas por Ele. E às vezes alguns de nós desiste de seguir, não por vontade ou por satisfação, mas, por fraqueza humana, pelo cansaço do peso da própria cruz, pois começamos a duvidar do caminho, das respostas e dos milagres. Porém, Deus se mostra presente, restaurando-nos em seu tempo, com respostas precisas e extraordinários sinais,  nos lembrando que Ele nunca esteve ausente, e sempre estará aqui, por meio do seu filho Jesus que afirmou: “Eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos” (Mateus 28:20). Nossa força e fé são testadas perante as tempestades, mas não podemos nos permitir desistir, fraquejar, apenas segurar na mão de Deus e continuar. A palavra para hoje é CONFIANÇA.

(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

logo blog2

Share

O DESÂNIMO PERANTE AS ADVERSIDADES DO CAMINHO

1aaÀs vezes você chega em um ponto do seu caminho que não dá para enxergar o que vem pela frente diante do trajeto, mas quando olha para trás, do ponto que se encontra hoje só avista os tantos obstáculos e as inúmeras pedras que tem driblado por onde passou. Nessa fase do percurso é natural perder o fôlego da motivação e fragilizar-se em sua própria fé. Muitas vezes é tão grande o cansaço e o desânimo diante de tantos esforços, das tentativas fracassadas, e de tantas limitações e dificuldades para superar as adversidades, que você chega a se achar o mais fraco dos mortais, sem forças e sem inspiração para continuar, sem esperança de que possa encontrar algo bom após a próxima curva do caminho. Os combates que você precisa travar diante de sua vida para seguir em frente são tão frequentes e numerosos, que por vezes você chega a se sentir injustiçado, sem sorte, e até se arrepende por ter em algum momento imaginado que a Ação Divina tenha lhe abandonado. É nítido que algumas pessoas conseguem caminhar diante da vida por trilhas mais curtas e favoráveis, e bem mais fácil conseguem realizar seus objetivos e superar os obstáculos, ao contrário de outras, que precisam de muita determinação, paciência e resistência para dar um passo de cada vez. Talvez pareça injusto essa disparidade dos destinos, mas a verdade é que Deus não abandona nenhum dos seus, e Ele sabe exatamente o limite de resistência e de força que cada ser possui, o propósito pelo qual cada um caminha, e as experiências que cada um precisa aprender. A resposta sempre está lá na frente. Contudo, se o seu caminho parece desfavorável agora e sem grandes perspectivas, não ouse desistir sobre hipótese alguma, pois você pode suportar, e a chance de novos horizontes surge a qualquer momento, desde que você se mantenha atencioso em observar quaisquer vestígios de oportunidades. A palavra para hoje é POSSIBILIDADES.

(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

logo blog2

Share

HABILIDADE PARA SUPERAR OS DESAFIOS

AAAPerante as oscilações de nossa vida, entre as fases de limitações e de bonança, de tempestades ou de ventos soprando a favor, de plantação ou de colheita, de prantos ou de sorrisos, e de alegrias ou de dor, é importante mantermos nossas emoções em equilíbrio, e sabermos administrar nossos passos diante de cada um desses períodos. Naturalmente é bem mais fácil lidarmos com os tempos favoráveis do que nos conduzirmos diante das adversidades, mas, se somos colocados frente a um cenário de inconstantes contextos é porque certamente possuímos a habilidade de transitar por esses trajetos, expandindo nossa força, testando nossa resistência, explorando possibilidades, adquirindo experiências, e sobre tudo, conhecendo a nossa fé. E embora sejamos responsáveis pelos resultados das escolhas e decisões que fazemos, há consequências e circunstâncias que independem de nossa atuação, simplesmente surgem em nosso caminho, e só são confrontadas conosco porque a ação divina também está lá, e se nos permite tais vivências é porque Deus acredita em nosso poder de superação e em nossa hábil adaptação mediante os obstáculos. A palavra para hoje é FLEXIBILIDADE.

Share

O APRENDIZADO PERANTE O CAMINHO

0aDiante das fases de sofrimentos, turbulências e provações, a gente se confronta com situações e circunstâncias surpreendentes e inimagináveis, mas se observarmos detalhadamente como as coisas se desfazem e se constroem um ciclo após o outro, vamos aprender e compreender algumas importantes lições que Deus nos ensina no decorrer do caminho. Entre elas, que “a revolta nunca resolve nada, mas nos rebaixa perante quem somos”. “Por mais difícil que uma situação possa parecer, sempre estamos em vantagem sobre outras pessoas e sobre outros contextos, que ainda podem ser piores”. “Quando a gente acha que não suporta mais o peso da cruz descobre uma força e resistência que nunca imaginava possuir”. “Diante das nossas limitações e impossibilidades Deus sempre nos envia um sinal, como forma de nos dizer que não estamos sozinhos”. E acima de tudo, “que a fé restaura, a paciência responde, o tempo cura, milagres são reais, e o impossível acontece”. A verdade é que Deus nos ama incondicionalmente, nos acompanha o tempo todo, e por seu amor e misericórdia, enviou seu próprio filho Jesus como o mestre para nos ensinar que perante toda e quaisquer circunstâncias a vida continua, que o amor é uma chave universal que abre todas as portas, que somos mais fortes do que pensamos, e que “desistir” é desacreditar de si mesmo e da ação divina, e “persistir” é a forma de demonstrarmos nossa “fé” perante o Pai. Por isso, a maior logística da vida é seguir em frente. A palavra para hoje é PERSEVERANÇA.

Share

REFUGIAR-SE EM DEUS

00000Não há ninguém que um dia, perante uma determinada situação não tenha pensado em desistir. Tentamos ser fortes praticamente o tempo todo, e na luta diária por nossas conquistas, e pela superação dos obstáculos que nos confronta, enfraquecemos, e acabamos muitas vezes ficando cansados do percurso, na dúvida se conseguiremos realmente completar o trajeto, ou se seremos capazes de carregar a nossa cruz até o final de nossa missão. Há momentos que de fato o peso das nossas responsabilidades e de nossos problemas parecem tão pesados, tão agigantados, que nos tira a motivação e o prazer pela caminhada, pois tudo passa a existir e a ser exigido como obrigação, quase nunca por nossa satisfação, levando embora nossos anseios e o prazer da autorrealização. E diante desses períodos, desses confrontos internos sobre a ausência de nossa autoestima, e de nossa alegria pessoal, chegamos a nos sentir solitários, incompreendidos pelo mundo, ignorados ou invisíveis perante muitas pessoas, e apenas cercados por nossos problemas, sufocados por nossas cargas. Porém, quando os dias perdem as cores perante nossos olhos, e nossa cruz parece acima do que suportamos carregar, há um conforto que pode nos acalentar, uma mão que nos ajuda a sustentar o peso, e um colo que nos acolhe sempre que nos encontramos enfraquecidos. Deus! O centro de tudo, o tempo todo conosco, mas que nos responde conforme conversamos com Ele, partilhando nossa vida e nossos dilemas, e nós só precisamos chamá-lo. A palavra para hoje é ORAÇÃO.

(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

logo blog2

Share

ESCOLHER O QUE FAZER PERANTE OS OBSTÁCULOS

000Você não pode ficar apenas se lamentando, ou querer desistir do caminho porque um trecho do seu percurso está infestado de pedras, ladeiras e buracos, pois mesmo que seja preciso muita paciência, e leve um tempo mais demorado para percorrê-lo, em algum momento chegará a área do percurso plano. Nada permanece para sempre do jeito que está, as mudanças em uma determinada hora chegam, sejam elas trazidas pelo tempo ou ocasionadas por nossas ações. Ilusão seria pensar que todos os obstáculos são facilmente superáveis, mas é indispensável manter a serenidade para entender que se faz necessário uma postura determinada para enfrentar quaisquer desafios. Perante as adversidades do caminho não existem homens ou mulheres que sejam super-heróis, ou que possuam uma força superior comparadas a outras pessoas, que vencem mais fácil suas batalhas. No percurso das “batalhas”, o que há são homens e mulheres com mais “fé e confiança” do que outros, e é isso que os fazem acreditar no impossível e superar suas limitações. São nossas “escolhas”, e a “atitude e determinação” com a qual nos colocamos frente aos desafios que muda o nosso destino. A palavra para hoje é DECISÃO.

(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

logo blog2

Share

SER RESISTENTE DIANTE DAS TEMPESTADES


11A vida frequentemente nos atinge e nos derruba. De repente aquele problema que achávamos ter resolvido ou estar quase solucionado, se mostra mais persistente, ainda maior. Ou de repente aqueles dias difíceis voltam a nos importunar e roubar nossa tranquilidade. E aquela vitória pela qual nutríamos a certeza plena de que a conquistaríamos, de repente não vinga, fracassa. Aquela mudança positiva que há tanto tempo esperávamos chegar, não chega, distancia-se. E a ilusão de que determinadas pessoas fariam por nós o que nós faríamos a elas, nos fere quando somos desiludidos mediante a covardia e a ingratidão alheias. Todos esses contextos raptam o brilho de nossos dias, apagam a luz de nossas esperanças, roubam a paz de nosso coração, e faz inúmeras vezes nos sentirmos sem chão, sem direção, sem perspectivas, e cansados de nossa própria vida, exaustos de sermos nós mesmos, trilhando pelo mesmo monótono e desinteressante caminho. Muitas vezes, diante de muitos dias a nossa vida se mostra pesada perante a capacidade que nossos passos parecem suportar, e de repente sentimos uma imensa vontade de desistir, e de jogar tudo para o alto, se não fosse a confiança que mantemos no Pai Celestial, porque apesar de todas as adversidades e desafios, Ele se mostra junto de nós, estendo a mão sempre que achamos que vamos cair. Por isso é que nos momentos difíceis é essencial lembrar que nunca estamos sozinhos, pois a “força” que possuímos vem de Deus, e ela é “maior” do que qualquer tempestade que tente nos derrubar. A palavra para hoje é RESISTÊNCIA.

(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br
logo blog2
Share

NÃO DESANIMAR DIANTE DA ESPERA

0004Por mais que alguns acontecimentos e situações nos proporcionem momentos de alegrias e de satisfação, há conflitos, problemas e dificuldades que não se solucionam facilmente, que se disfarçam por trás de nosso sorriso, enquanto nos angustia por dentro, e carregam nossa mente de pensamentos conturbados, negativos ou de preocupação. Às vezes temos a impressão de que alguns de nossos dilemas nunca vão se resolver, que se multiplicam em dificuldades, nos impossibilitando ao estágio da resolução. Por vezes tentamos ficar otimistas, pensando positivamente sobre dias bons que virão e que nos trarão as respostas para sanar nossas preocupações, no entanto, perante algumas situações os dias se alongam, se estendem por semanas, ou até por meses, e uma sensação de exaustão e impotência se alastra para dentro de nós, sufocando nossas esperanças e frustrando nossas expectativas. Esperar por algo que demora mais do que o imaginado para se constatar, rouba nossas forças, suga nosso pranto e nos desmotiva diante do nosso caminho. Porém, mesmo que estejamos doendo, sofrendo, angustiados com os obstáculos à nossa frente, não podemos perder em nenhum momento a serenidade, para compreendermos que apesar da “demora” o tempo das respostas e das colheitas chegará, porque Deus sabe de nossas necessidades e de nossos limites, e do “tempo certo” para semear nossas realizações, e por isso, a gente não pode se permitir desistir. A palavra para hoje é ÂNIMO.

Share

ENTRE A RAZÃO E A EMOÇÃO

0002Provavelmente muitos de nós, em alguns trechos do nosso percurso somos dominados por um combate interno, uma disputa acirrada entre a razão e a emoção. Muitas vezes nos encontramos numa situação de desconforto, de conflito pessoal, que exige de nós uma postura determinada, para tomar decisões, fazer escolhas, ao mesmo tempo, renunciar algo. Muitas vezes sabemos qual o caminho certo a seguir e a resposta do que perguntamos, ou do que indagamos a Deus, mas mesmo assim, lutamos contra nossa racionalidade, porque a solução vai de encontro às nossas emoções. Decidir, muitas vezes dói, machuca, pois nos obriga dar adeus a alguma coisa, e é terrivelmente difícil nos colocarmos contra o nosso coração. E tantas vezes recaímos diante de nossas certezas, e interceptamos nossa lucidez, por querermos voar com as asas da emoção, embora saibamos que elas terão um curto tempo para se desmancharem. Ser “paciente e prudente”, e se “fortalecer” diante de Deus é essencial, pois geralmente nessas fases de tantas “dúvidas” e “porquês”, as circunstâncias parecem não conspirar a nosso favor, e quando o tempo de Deus aparenta estar contrário a nossa direção, devemos aprender a conhecê-lo melhor, para transformá-lo em nosso aliado ao invés de mantê-lo nosso inimigo, porque existe coisas que são resolvidas apenas com ele, e há respostas que só chegam através dele. Para esse tempo de incertezas e de espera, é preciso libertar-se dos aprisionamentos internos que nos acorrenta em sofrimentos e fragilidade emocional, e optar pelo caminho do equilíbrio, aquele que trouxer a paz para dentro de nós. A palavra para hoje é SENSATEZ.


(Mariana Helena de Jesus)
www.marianahelenadejesus.blogspot.com.br

logo blog2

Share

ACREDITAR QUE O MELHOR ESTÁ POR VIR

0001Mesmo quando tudo parecer escuro, sem brilho, sem inspiração, nem grandes expectativas, e quando em alguns trechos do caminho muitas coisas começar a dar errado, ou tudo parecer se repetir na mesmice de tantos dias iguais, ainda assim, a vida continua, e manter a esperança é de fato o oxigênio que nos ajuda a respirar, diante do fardo dos fracassos, e da rotina que nos desmotiva e nos exausta pela ausência de vitórias, de novas possibilidades, de novas oportunidades e de novos horizontes. Somos incontestavelmente, uma espécie inconformada por natureza, possuímos uma lacuna impreenchível, estamos sempre querendo algo novo, diferente, extraordinário ou impossível, e são as limitações e impotência perante esses anseios e objetivos, que tantas vezes captura a nossa motivação e as nossas forças para continuar tentando e insistindo no trajeto das realizações. Acreditar no dia de amanhã, e na superação dos obstáculos do nosso percurso, é crer que Deus tem um propósito para nossa vida, e que apesar dos pesares, sempre existe algo bom que ainda poderá nos acontecer. A palavra para hoje é PERSISTÊNCIA.

Share

O DESAFIO DE SE ADEQUAR AOS IMPREVISTOS

003Quando a vida não corresponde aos nossos projetos e expectativas como planejamos, ou quando de repente, os resultados que esperávamos não ocorrem como a gente imaginou, fica difícil voltar atrás e recomeçar tudo de novo. Até porque, muitas vezes, “recomeçar” se torna impossível diante de nossas limitações e dos cenários desfavoráveis. E quando alguém nos derruba, nos fere, ou nos decepciona, com atitudes bruscas, injustas ou insensatas, fica difícil desfazer os nós e reconstruir de novo, um novo laço. Muitas situações e acontecimentos nos surpreende, pois não são o que a gente desejou e planejou para a nossa vida. Mas, diante das circunstâncias, daquilo que não pode ser mudado de imediato, e daquilo que não nos preenche por dentro, é preciso que encontremos uma maneira de ponderarmos os imprevistos indesejáveis, e nos flexionemos para conseguirmos nos moldar às circunstâncias. Quando não podemos promover reconstrução, mudanças, e recomeços, em meio a uma atmosfera de contrários e desafios, não há porque nos martirizarmos buscando achar justificativas e respostas, o mais sábio a se fazer, mesmo que temporariamente, enquanto se espera o período favorável voltar, é simplesmente aprender a conviver de mãos dadas com os nossos contrários e com as diferenças do caminho. A palavra para hoje é ADAPTAÇÃO.http://marianahelenadejesus.blogspot.com.br/

Share

MANTER O CONTROLE PERANTE OS DESAFIOS

 

00Diante do caos das turbulências que atingem nossos dias, fica difícil por vezes, manter-se firme em meio aos problemas que nos acontecem. São obstáculos que se multiplicam frente aos nossos caminhos, dificuldades e limitações que nos impedem de chegar a onde planejamos, portas que se fecham perante nossas esperanças, oportunidades que não se constatam mediante nossas expectativas, pessoas que nos decepcionam, ou que tentam colocar mais pedras em nosso trajeto, e ferimentos que se mantêm abertos, sangrando nossas dores e doendo até em nossa alma. Viver é um desafio diário, e muitas vezes, mais difícil para uns do que para outros. E por tantos altos e baixos, quedas e fracassos, desapontamentos e ilusões, limites e impossibilidades, fica difícil manter a paciência, a motivação, o otimismo, a inspiração e o equilíbrio emocional, diante de um cenário que nos bombardeia constantemente com tantas provações. Há de de fato, dias que são tenebrosos, e momentos que desejaríamos evitar, no entanto, há situações e fases que não podemos impedir que nos aconteçam, e por isso, imprescindível é nos firmarmos em nossa fé e confiança na Ação Divina, para que tenhamos a resistência necessária para suportamos as estações de tempestades, pois, por pior que seja as circunstâncias, a mão de de Deus estará sempre estendida sobre aqueles que clamam por sua misericórdia. A palavra para hoje é SERENIDADE.

Share

A CERTEZA DE QUE TUDO PASSA

a11Provavelmente todos nós, em algum momento de nossa vida, já chegamos a nos indagar se aguentaríamos suportar a pedra que estávamos carregando. Possivelmente todos nós, algum dia já imaginamos que um determinado problema que estávamos vivenciando, não encontraria a solução. Assim também, como já houveram dores e ferimentos que achávamos que não iriam curar e nem cicatrizar. Mas a vida passa, não retrocede, ela segue. Em meios as nossas dúvidas, medos e desesperanças, a vida nos mostra que perante ela nada permanece estático, que o pior de hoje sempre é menor do que o que vem depois, e que o melhor é algo que sempre está por vir. Os fracassos são temporários, pois não se vive diante de uma derrota para sempre, e sob essa perspectiva, o sucesso e a vitória são fatores consequentes das fases promissoras, que surgem após a névoa dos dia nublados irem embora. A vida segue em ciclos, e cada ciclo provoca lágrimas ou sorrisos, tristezas e alegrias, ensina sempre uma lição e deixa sempre uma experiência antes que um novo ciclo chegue. Paciência e resignação são os “ponteiros” do relógio de Deus, e ninguém consegue mudar as horas e as datas, ou ultrapassar períodos, se antes não passar por eles. A palavra para hoje é TEMPO.

Share