““Autoriza a abertura de CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL ao orçamento gerado do município dos Bezerros e dá outras providencias”

Fonte ouvida pela reportagem, que preferiu não se indentificar, fez uma análise técnica sobre a polêmica reprovação de projeto de lei, que tratava sobre recursos para transporte escolar. Segue o texto:

“Em decorrência a repercussão gerada pela reprovação do projeto de Lei 02 de 2021, causada pela distorção de informação. É necessário deixar claro que este projeto se refere a um credito especial como estar descrito no supracitado, “Autoriza a abertura de CRÉDITO ADICIONAL ESPECIAL ao orçamento gerado do município dos Bezerros e dá outras providencias.”
O atual governo municipal, com a má administração dos recursos públicos, que se utiliza de licitações gerando renda a outros Estados e Municípios, tendo em vista a não contratação de empresas de Bezerros, esquecem que o município precisa gerar capital na própria cidade, possibilitando recursos e emprego a população, solicita a esta Câmara de Vereadores, a aprovação de um crédito adicional especial. Porém o poder executivo já fez uma licitação para o transporte estudantil e já foi pago o valor de 43.036,55. Não se existe nenhum débito com a empresa contratada. A prefeitura recebe verba mensalmente para suprir as demandas do transporte estudantil, e cabe o poder executivo saber administrar esses recursos sem a utilização de UM CRÉDITO ESPECIAL. Porque será que a base da prefeita ficou tão nervosa com a reprovação do projeto, manipulando informações e soltando fake News nos canais digitais? No orçamento da secretaria de educação tem 2 milhões e 700 mil em caixa, que pode ser usado para a contratação dessas empresas e automaticamente o pagamento dos motoristas. Ou seja, existe um valor de 225 mil por mês para uso em transporte escolar, num ano de pandemia, onde as aulas estão paralisadas e houve um baixo índice de matriculas no município, onde gestores escolares estão realizando busca ativa na tentativa de regularizar o índice de frequência dos alunos, como foi visto essa semana através de carreatas.
Precisamos estar implicados a mostrar a verdade e a realidade do município, sem compactuar com a má administração. Devemos repassar as informações com exatidão, onde todas as pessoas tenham acesso ao conhecimento podendo usar o pensamento crítico para discernir os fatos de quando se há distorçam de informação. A educação precisa acontecer e para isso a administração pública deve ter compromisso e responsabilidade com o cidadão, sem desvios de verba orçamentaria para favorecer políticos”.

A prefeitura de Bezerros ainda não se posicionou oficialmente sobre o fato, que tem movimentado as redes sociais nas últimas 24 horas.

Share

Os comentários estão desativados.