A VIDA É COMO UMA CORDA BAMBA, COM RISCOS, PERSPECTIVAS E POSSIBILIDADES.

a5a5Ninguém está imune dos cortes causados pela vida, dos ferimentos que continuam sagrando, e nem das cicatrizes que por vezes ainda doem. Não há como viver sem vivenciar as experiências do caminho, não há como evitar as quedas das desilusões, o coração de se machucar, e nem a covardia, a deslealdade, e ingratidão de algumas pessoas. Não há como não sofrer, não chorar, não fracassar, e não se decepcionar, quando você arrisca a correr atrás de seus sonhos, em busca de seus projetos, objetivos, e projentando-se no futuro. Não há como viver a vida deixando de vivê-la. Portanto, as “dúvidas” são necessárias para nos fazer avaliar melhor o passo a ser dado. O “medo” é necessário para que analisemos os riscos, mas que não deixemos de ousar novas atitudes, a “determinação” é crucial para que não desistamos de lutar e parar no meio do caminho, por medo de fraquejar. E acima de tudo, essencial é ter “fé”, para que você enfrente o mundo, com a certeza de que impossíveis acontecem, e que você nunca estará sozinho. Por isso, viver oferece riscos e requer esforços, e além de tudo, exige audácia para persistir numa mesma rota, ou para dar sempre um novo passo. A palavra para hoje é CORAGEM.

Share

Deixe uma resposta