A experiência exitosa do ensino integral que vem de Bezerros

Trabalhar como produtora rural parecia ser o único destino possível para Lucielle Laurentino. Assim como alguns dos 19 irmãos, foi criada pelos avós, que trabalhavam em plantações em Serra Negra, no município de Bezerros, Agreste do estado. A mãe, que a teve aos 14 anos, morava no Recife. O pai nunca foi presente na vida da filha. Até ingressar no Centro de Ensino Experimental (CEE) da cidade, atual Escola de Referência em Ensino Médio (Erem) Bezerros, a menina passava o dia trabalhando no campo e vendendo banana na feira local. Estudar na escola em tempo integral, porém, fez o destino de Lucielle mudar de rumo. Ela, que só imaginava o futuro na cidade onde nasceu, começou a sonhar em viajar e morar em outros lugares que só via pela televisão. Hoje aos 30 anos, é licenciada em geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e tem um mestrado em engenharia florestal pela Universidade de Valladolid, na Espanha. Continue lendo no Diário de Pernambuco aqui

Share

Os comentários estão desativados.